"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Rapidinho com Entregador de Gás


autor: Raylisboa
publicado em: 18/04/17
categoria: hetero
leituras: 3690
ver notas


                   

Eu já conhecia Rafael mais nunca tive interesse por ele, o interesse surgiu depois que a prima dele me falou que ele era safado, puto de um cafajeste. Fiquei com água na boca adoro homem cafajeste, Júlia me disse que ele chamava ela pra trepar sempre . Ela era do tipo que acreditava em princípe encantado  tipo de moça boba, que tem medo de pau. Ela disse também que ele traía a noiva na cara de pau achei excitante.
Um dia o Rafael no meu local de trabalho começamos a conversar sem maldade até que algumas clientes começaram a entra ele olhava a bunda delas com uma vulgaridade, olhava pra mim com sorriso safado, quando eu olhei pra ele percebi que estava com pau duro só de olhar para quelas bundas. Fiquei com muito tesão queria ser cobisada também deixa aquele pau duro babar ele todinho sentar e rebola delícia. Conversamos mais um pouco não podia fala besteira com ele pois meu marido tava na parte de cima da loja quando o Rafael foi embora deixou o número do celular dele lógico salvei. Mais tarde eu resolvi manda mensagem descobri que ele era mais safado do que eu imaginava e tiamos algo é comum, ele dizia que só de olhar para uma mulher ele já imaginava como ia comer ela, que mente perversa. Eu me excitado muito com homem safado, ficamos conversado algumas semanas já nos conhecianos mais não o lado erótico trocamos curiosidade e fotos , e que pau 3G, grande, grosso e gostoso. Ele estava fazendo uns bicos com e entregando gás pois tava de férias do seu serviço seria uma oportunidade ótima pra nós nos encontrarmos..
Um por algumas incrível que pareça meu gás acabou (risos), esperei o momento certo depois que larguei meu serviço a tarde , meu marido só ia chegar a noite. Cheguei em casa , fui toma banho a sensação de perigo me deixava nervosa excitada sóde imagina aquela mão passando pelo meu corpo morro de tesão pelas mãos grande já imagina diversas vezes aquela mão batendo na minha bunda , Sai do banho vestir um vestidinho bem leve e soltinho sem calcinha liguei pra ele pra  trazer meu gás.
Não demorou muito eu abri o portão,  e subi na frente falei que podia entra e mostrei onde ficava a cozinha ele perguntou, se eu queria "que ele colocase o gás primeiro ou ser agarrada ". Ele colocou o gás no chão nem esperou eu da a resposta quando dei por mim sua língua já invadia minha boca minha respiração estava rápida afoita sua já estava de baixo do meu vestido acariciando meu sexo percebeu que eu estava sem calcinha foi logo me virando de costa abril o zíper quando o pau dele entrou dentro de mim entrou me rasgando aquele pau grosso me beijou nas costas tentando mostra um jeito carrinho, mais ele metia com força socava aquele mastro dentro De mim, eu olhava para trás fazendo cara de safada, ele segurava na minha cintura e me fudia na cozinha da minha casa, ele disse que iria gozar eu deixei ele me encher de porra, por alguns estantes eu fiquei fora do ar , ele troco meu gas em estantes pós se despedir e foi embora. Fui tomar banho sentir meu sexo dolorido, desgraça me regaçou em poucos minutos, depois do banho recebi mensagem "se eu tinha gostado que da próxima eu ia chupar e baba o pau dele todinho ia gozar e me fazer engoliu tudinho que foi apenas uma amostra" .



ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.