"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Abuso de poder!


autor: Soffiebh
publicado em: 22/04/17
categoria: hetero
leituras: 2982
ver notas


Me chamo Soffie, tenho 30 anos, negra, 1,65 seios grandes durinhos (próteses), quadril largo, bunda grande, pernas torneadas, cabelos na cinturas cacheados e cintura fina, muitos falam que pareço com a atriz Thaís Araújo, mas tenho mais Peito e bunda.
Estava tudo certo para que eu e Bruno irmos ao samba prestigiar nossos amigos que estavam iniciando nesse mundo musical.
Sábado, 21:45 eu toda linda em um vestido curto e justo na cor preta, salto alto, maquiagem marcante, perfumada pronta para sambar a noite inteira, esperava apenas o Bruno.
Deu o horário marcado e ele não chegou, resolvi ligar.
Amor, onde está?
Amor, tive um imprevisto e não vamos conseguir ir.
Você não vai Bruno, porque eu irei.
Soffie olha lá Hein,temos amigos no local.
OK amor, tentarei ser discreta.
Chamei um taxi e fui destino ao samba.
Chegando lá, encontrei alguns amigos e ficamos bebendo e dançando, quando chegou um amigo nosso, o Baiano e sua namorada que se juntaram a nós, percebia suas olhadas, e sua namorada também me olhava, mas olhar de quem não gostou de mim.
Baiano me convidou para dançar, aceitei.
Dançando pude sentir seu pau, isso me deixou muito excitada, me juntei mais ao seu corpo e no embalo do samba ele disse “você dança sensualmente, está me deixando louco” Apenas sorri, e continuei dançando, dançamos mais outras músicas e a última que dançamos ele disse “tô querendo você hoje, vamos fazer um sexo gostoso”?
Eu respondi:
“Depende apenas de você, afinal você é que está acompanhado.
Ao voltarmos para a mesa, ele falou para sua namorada, “querida vamos dar uma carona para Soffie, tudo bem?
Ela claramente descontente respondeu “sem problemas querido”!
Saimos da casa de show, e ficamos eu e Natália na porta aguardando o baiano voltar com o carro.
Sentei no banco de trás e ao seguir o caminho ele disse “Nati, vou deixar você em casa primeiro, porque à casa de Soffie é caminho da minha”
Ela: Vou dormir na sua casa
Ele: Hoje não amor, tô cansado.
Não estava acreditando que ele faria aquilo, mas queria dar pra ele, corria boatos que sua rola era enorme, e queria ser fodida deliciosamente.
Finalmente deixamos Natália em sua casa e seguimos rumo a minha.
Quando encostou o carro vi a luz da minha sala acesa, e disse “Nossa foda não vai rolar, o Bruno tá em casa”
Ele ligou o carro e saímos da frente da minha casa e fomos para rua de trás.
Ele já com o pau duro, tirou aquela rola ENORME, e disse “chupa”, fiquei assustada, era grande e grossa, mas não sou mulher de negar fogo e aquela rola negra estava me querendo…. Joguei o cabelo pro lado e cai de boca, sua pica que não coube nem a metade na minha boca, mesmo assim chupei toda aquela pica, deixei seu pau todo babado, fomos para o banco de trás ele se deitou por cima e começamos a nos beijar, sentia aquelas mãos enormes deslizar em meu corpo, sua respiração ofegante denunciava seu desejo por mim.
Ele delicadamente, afastou minha calcinha e começou empurrar sua pica na minha boceta que estava molhada, mas não entrou fácil, sua rola era muito grossa, mas ele foi com jeitinho e logo senti aquela deliciosa pica me rasgando e penetrado com força na minha boceta, ele socava com vontade, cheguei sentir dor quanto sua pica foi ate o talo, quando ele começou a foder rapidamente a dor desapareceu e senti meu corpo dar os primeiros sinais do meu gozo, enchi seu pau de porra, ele me colocou de quatro e penetrou rápido na minha boceta, meus gemidos foram altos, rebolei naquela pica como vadia, ele socava e eu gemia como puta, estava delicioso.
Chegamos a esquecer que estávamos na rua, e ele urrava ao ver minha boceta engolir TODO seu pau.
Fomos surpreendidos por uma moto, paramos na hora o susto tomou o lugar do tesão, era um PM que logo viu do que se tratava e disse:
“ Posso levar vocês para delegacia por atentado ao pudor, ou podem continuar e deixar eu assistir”
Baiano tentou argumentar, porém aquela ideia me deu um puta tesão e respondi:
“Claro seu guarda, será um prazer atender sua solicitação”
O pau do Baiano estava meia bomba do susto, eu tirei meu vestido deixando meus seios a mostra e comecei a chupar o baiano logo seu pau cresceu, fui em direção ao capô e disse “me fode com força, me faz gemer como Vadia.”
Baiano, se posicionou e socou com vontade, socava rápido na minha boceta melada, segurava minha cintura e metia com vontade, o PM já estava com seu pau pra fora se punhetando, quando vi me enchi de tesão e meus gemidos foram ficando mais altos se misturando aos gemidos do Baiano…
Disse: Vem aqui seu guarda, trás seu pau e coloca na minha boca, ele colocou aquela pica que coube toda na minha boca, baiano socando na minha boceta,guarda socando na minha boca, gozei gostoso, e pedi para os dois me dar Leitinho…
As estocadas do baiano eram fortes me fazendo gozar novamente, ele tirou seu pau e anunciou seu gozo, me ajoelhei e comecei a chupar seu pau enquanto punhetava o PM, e senti minha boca se encher de porra, o PM disse “abre a boca que vou gozar” nem tinha engolido a porra do baiano quando o PM enfiou seu pau e jorrou porra, engoli gostoso as porras.
Nos vestimos, dando risadas.
O PM dizia o quanto eu era gostosa, que queria me foder, me deu seu telefone e fomos embora.
Bruno estava me esperando, mas como estava bravinha com ele não deixei ele me foder, mas dei uma bela chupada e beber seu Leitinho!



ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.