"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Vanessa, a ruiva (Parte II).


autor: Publicitario45
publicado em: 25/04/17
categoria: hetero
leituras: 894
ver notas


Segundo tempo do meu encontro com Vanessa, uma ruiva de olhos esverdeados capaz de parar o transito. Espero que gostem.

Depois da nossa transa, eu e Vanessa resolvemos repor as energias com um jantar leve regado a saladas e grelhados. A fome da minha ruiva sedenta era outra, era de pica. Jantamos, jogamos conversa fora e Vanessa abriu uma garrafa de Moet Chandon Rose, logo em seguida seguimos pro quarto e continuamos a conversa. Falamos de sexo, juventude, fantasias, frustrações, antigos amigos e entre umas lembranças e outras a gente acabava se beijando, os corpos se esfregavam e a temperatura ia aumentando aos poucos

De repente, Vanessa se levantou e foi até a cozinha e voltou desfilando seu corpo nu com um pote de sorvete na mão. Sem nada a dizer, ela abriu e começou a me lambuzar o pau inteiro, me deixando teso e arrepiado ao mesmo tempo.

Depois de quase congelar meu pau, ela caiu de boca e aquela quebra de temperatura quase me enlouqueceu. Vanessa chupava meu pau com volúpia, com maestria, metia ele inteiro na boca e depois me olhava com aqueles olhos lindos, fazia cara de puta e eu não sabia se prestava atenção na sua beleza ou na sua safadeza

A sessão de boquete parecia não ter fim. Vanessa deu trato na minha rola, depois pediu que eu virasse de costas e começou a me beijar o pescoço enquanto esfregava seu corpo no meu. Senti sua xana lisinha passear pelas minhas costas ea sentou sobre mim e eu pude perceber que sua boceta já estava molhada.

Vanessa então começou a cavalgar nas minhas costas. Seus movimentos era um sinal claro de que ela estava se masturbando em mim, gemia baixinho, deslizava as unhas nas minhas costas alternando delicadeza e violência. Senti sua boceta ficando cada vez mais molhada, seus movimentos foram ficando cada vez mais intensos e ela gozou me deixando todo melado.

Seu orgasmos foi intenso e eu nem precisei fazer força para que ela chegasse a tal ponto.

- Vira – ordenou ea.

Me virei e nossos lábios se encontraram enquanto uma das suas mãos ajeitava meu pau em direção a porta da sua gruta. O pau entrou fácil, deslizou e ela ergueu o corpo perfeito se colocando de novo a cavalgar em cima de mim. Vanessa se entrega, geme, arranha, fecha os olhos, morde os lábios, xinga baixinho, acelera os movimentos, sobe, desce, rebola até sentir outro gozo chegando e liberando pequenos espasmos durante outro gozo.

Sai debaixo dela com o pau melado, literalmente pingando. Ela pegou com a mão, me olhou fixamente, sorriu e meteu ele na boca deixando-o limpo.

- Fica de quatro.

Vanessa obedeceu, arriou a coluna e abriu a bunda sinalizando que queria pica na bunda. Coloquei a cabeça, empurrei, ela deu uma gemidinha mas não amarelou. Pediu que eu metesse mais, o pau foi entrando, ela começou a rebolar e eu desferi um tapa naquela bunda perfeita.

- ai safado!!! Gosta de bater? Então mete a mão.

Outros tapas vieram acompanhados de puxões de cabelo. Vanessa rebolava, mordia meu pau, me deixava louco e eu não aguentei e gozei como um cavalo no cio. Jatos de porra invadiram aquela bunda deliciosa e depois caímos novamente na sua cama.

O cansaço nos alcançou e acabamos caindo no sono, sem roupa, sem banho, todos melados e saciados. Lá pelas 4h da manhã Vanessa despertou, pegou meu pau e começou a me chupar. Fiz que estava dormindo mas foi impossível não ficar de pau duro. Ela sentou novamente na minha pica e rebolou, o pau entrou fácil naquela boceta melada de porra e em pouco tempo Vanessa estava gozando de novo. Seu corpo caiu sobre o meu, nos beijamos por um longo tempo até que deu a minha hora de ir embora.

Ficamos de realizar uma fantasia dela que é transar dentro do seu estúdio de beleza. Se rolar, rola outro conto pra vocês.

Beijos. Boa semana.




ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.