"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Enfim matando a vontade....😏😏😏


autor: SafadaGostosa
publicado em: 26/04/17
categoria: traição
leituras: 2697
ver notas


A versão dele da nossa primeira vez..😏

Conheci uma mulher há muitos anos atrás, mas confesso que não gostava nenhum pouco dela, era muito chata briguenta tinha uma forma de virar os olhos que me irritava...frequentavamos os mesmo lugares, mas mal nos falávamos e assim nossa relação de distância ocorreu por muito tempo.

Ela era casada já a algum tempo e eu também, conhecia o marido dela até conversávamos mais nada tão próximo, mas com o passar do tempo esta mulher começou a ter uma mudança bem expressiva em seu comportamento, começou a sorrir mais, a se vestir de forma elegante, deixando as roupas de velhas para trás, e aquilo começou a chamar minha atenção, mas eu ainda continuava relutante em me aproximar porque mesmo com tudo isso continuava achando ela insuportável.

Mas algumas situações aconteceram que acabou nos aproximando mais, eu sempre relutante, porque por mais que eu não gostasse dela, tinha algo de misterioso nela, seu olhar revelava uma mulher que tinha um vulcão dentro de si. Um amigo nosso em comum já me revelara algumas de suas proezas quando solteira, então não tive dúvida, aquele olhar revelava a mulher safada por trás daquelas saias longas e comportamento marrudo, o que me deixava ainda mais apreensivo, mas nossa aproximação foi inevitável.

Em um dia qualquer, saímos eu com minha esposa e ela com o esposo dela. Na volta os dois começaram a falar algumas putarias, eu que sou muito discreto, safado no último mas bem discreto, apenas ria e imaginava aquela safada gostosa em ação. No dia seguinte ela me chamou para conversar por uma rede social, o que já era algo frequente, e começou a me questionar se fiz alguma coisa na noite anterior depois dos comentários dos dois, e eu muito respeitoso que sou, apenas respondia de forma mais superficial possível, mas ela queria mais, porque por mais discreto que eu fosse, meus olhares também não escondiam o homem safado e louco por sexo que sou.

Nossas conversas começaram a ficar mais quentes, rolaram muitos nudes, revelações de fantasias, desejos escondidos, até que por fim fiquei tão maluco que à convidei para realizarmos todas as loucuras que compartilhávamos por mensagem, mas fiz isso pensando que ela recuaria e não seguiria em frente, por ser casada e eu também, ela titubeou não levando a sério porque fiz o pedido despretensiosamente.

Vou confessar algo, aquela mulher mexia comigo de verdade, minha mente ficava o dia todo imaginando como queria comer aquela mulher louca por sexo, comecei cometer muitos erros no trabalho porque não conseguia me concentrar mais, ela me excitava, tudo nela começou a chamar minha atenção, sua voz seu cheiro seu olhar de onça devoradora de rola.

Até que em um belo dia marcamos para nos encontrarmos, depois de muito fugir, eu era louco por ela mas não queria trair minha esposa, por diversas vezes tentei, porque não seria apenas uma vez que ficaríamos juntos como ela me propôs.

Mas aconteceu em um sábado à tarde, marquei de pegá-la perto de sua casa e irmos para o motel, dei uma desculpa qualquer em casa e sai, tenso, com muito medo, pesquisamos o local com antecedência, mas no caminho não pude deixar de reparar como ela era gostosa, estava de vestido na altura do joelho, com um pano bem soltinho, sua boca bem desenhada que me deixava louco de vontade de beija-la, suas coxas bem desenhada, seios bem fartos uma delícia, então no caminho até o motel coloquei uma música romântica e a beijei, passeava a mão em suas coxas, e ela estremecia.

Chegamos no lugar combinado, bem longe de casa, mas a entrada do motel deva de frente para uma feira, passei batido e fomos para outro.

Chegamos, em outro, pedi o quarto e fomos sem demora, entramos na suíte eu tenso, nunca tinha tido uma relação fora do meu casamento, mas aquela maluca me fez fazer essa loucura, não perdi tempo, já fui beijando ela com a com muita vontade, e ela um pouco insegura pois também eu era o único homem depois de casada. Beijei aquela gostosa, e ela começou a se sentir mais à vontade e já foi desabotoando minha calça, até que colocou meu pau para fora, desceu bem devagar, segurou ele com bastante carinho, deu algumas lambidas na cabeça, nesse momento já pude perceber que aquela mulher sabia chupar um pau, até que de repente ela o abocanhou todo, fui ao delírio e ao mesmo tempo que chupava gemia de prazer, ela chupava meu pau não para me agradar, mas porque aquilo dava prazer para ela, ela adora encher a boca com minha rola, e assim foi por um longo período. Como foi maravilhoso ter aquela mulher me chupando, nunca nenhuma mulher me chupou como ela.

Pedi para que ela se levantasse, tirei seu vestido, e pude perceber dois seios fartos lindos, adoro seios, e os delas são apetitosos isso me deixou maluco, chupei cada um, ela ia ao delírio, e eu não me cansava e mamar neles, até que tirei sua calcinha e vi uma bucetinha linda, muito bem desenhada, depilada cheirosa que me deu água na boca, coloquei ela deitada na cama, abri suas pernas e comecei a roçar minha barba entre suas coxas, ela se contorcia gemia de uma forma deliciosa, até que encostei minha língua em seu clitóris, ela se contorceu e deu um gemido bem alto, ahhhhhhhhhhhhhhhhh, chupei ela com vontade, chupei aquela bucetinha deliciosa, até que ela me pediu para me chupar de novo, é claro que deixei, aquele mulher chupava de uma forma tão gostosa que por mim ela ficaria me chupando a vida toda. Mas eu queria comer aquela buceta, levei ela para a hidromassagem, nos beijamos por um período, peguei a camisinha e pedi para que ela colocasse em meu pau, ela com todo carinho abriu a camisinha, e olhava para ele, dava beijos, chupava, nunca meu pau foi tão bem tratado então ela colocou a camisinha com muito carinho.

Coloquei ela de quatro na banheira, me posicionei atrás dela, fiquei olhando para aquela bunda linda, sua bucetinha linda, e um cuzinho apetitoso, coloquei meu pau na entrada de sua bucetinha, muito apertadinha e fui colocando devagar, ela estremecia de tesão a cada centímetro que ele ia entrando, ela contorcia de prazer, quando entrou tudo comecei o vai e vem, de forma firme e forte, segurando ela pela cintura, eu comia aquela mulher como ela merecia como um macho viril e louco por sexo, ela me pediu para ir para a cama e chegando lá, me deitei e ela veio por cima, percebi que era uma amazonas, entendia da arte de montar, quando meu pau encaixou ela começou a cavalgar de uma forma deliciosa, e me olhava nos olhos e perguntava tá gostando de me comer, e gemia feito louca, nossa que loucura de mulher, enquanto ela cavalgava eu segurava em seu peitos, acariciava-os, não conseguia ficar um segundo longe deles, depois de um longo tempo de cavalgada, pus ela de quatro novamente, mas ela em cima da cama e eu em pé fora da cama, soquei meu pau novamente, mas já querendo algo que esperava a muito tempo, eu queria comer seu cuzinho, ela me revelou que adorava dar o cú, e já tinha mais de 10 anos que não comia um, então perguntei: deixa eu comer seu cuzinho deixa?, ela suspirou e perguntou gemendo: você quer ele, quer? Eu já maluco de desejo respondi quero muito. E ela disse: então come esse cuzinho bem gostoso, come ele todinho...

Tirei de sua bucetinha, dei uma lubrificada no pau com saliva, e coloquei na entrada, fui bem devagar, ela como uma amante de dar o cú, foi rebolando para ele entrar com mais facilidade, até que entrou todinho, ela estava excitada eu delirando de prazer, comecei a estocar bem fundo, eu curtia cada movimento, ela ia ao delírio, eu comia com vontade, enfiava até o talo, e ela adorava, pude constatar que ela gostava mesmo de dar o cú, como havia me dito antes.

Ela me deitou, e mais uma vez cavalgou, só que dessa vez de costas pra mim. A posição era perfeito, conseguia ver meu pau entrando e saindo daquele cuzinho, enquanto a segurava pelo quadril e procurava por seus peitos. Até que pedi para ela se deitar, me posicionei atrás dela, e na posição de conchinha encaixei no seu cuzinho novamente, aquela posição, foi algo maravilho, ela deitou por cima do meu braço, eu acariciava seus seios, a outra mão percorria todo o seu corpo, e eu com o corpo bem colado no dela, comia seu cuzinho, e suspirava em seu ouvido, eu fui ao delírio ao ver aquela mulher toda entregue para mim, e no movimento de vai e vem não parava de comer aquele buraquinho, eu queria que durasse a vida toda aquele momento. Mais uma vez coloquei ela de quatro e a cada estocada ela gemia alto de prazer. Segurei seu quadril com uma mão e com a outra a polpa dá sua bunda e disse: Xiuuu..Quietinha.. Não se mexa. Eu estava no controle comendo aquele rabo gostoso. Ela se mexeu e dei um tapinha em sua bunda repetindo... Quietinha. Não resisti, meu pau explodiu em um orgasmo profundo, eu louco de tesão falava em seu ouvido, vou gozar, e ela dizia goza no meu cuzinho, nossa gozamos juntos, foi maravilhoso, nunca em minha vida encontrei uma mulher tão fantástica.

Mas esta foi a primeira vez de muitas, tivemos vários encontros.....





ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.