"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Chupador em Balneário Cambori


autor: passbc
publicado em: 25/08/15
categoria: gays
leituras: 3871
ver notas


Olá! Me chamo Leandro, Tenho 30 anos. Sou loiro, 120kg (um pouco acima mas muito bem)1,83m, de boa aparência.
Moro em Balneário Camboriu e viajo com frequencia pela região, pois trabalho com seguros visitando empresas. Não sou afeminado, não tenho interesse em relações com homens, tenho uma esposa deliciosa, adoro trepar com ela, mas tenho a tara de chupar e dar pra caras desconhecidos em banheiros de postos de combustivel, paradas de rodovias, dentro do carro mesmo, etc. Não quero conhecer a pessoa, nem saber o nome, nem telefone, nem nada. Chupar gostoso, tomar um leite na boca e pronto. Essa foi a segunda vez e ocorreu há poucos dias.

Tive que visitar uma empresa em Florianópolis para fazer uma vistoria. Fui no meio da tarde e passei o tempo todo com os caras me mostrando o funcionamento da empresa, os detalhes dos produtos, etc. No fim do dia, após a visita, fomos tomar uma cerveja. Conversamos e bebemos e logo fui embora. Já era quase meia noite e estava chovendo um pouco. Logo que eu sai de Floripa já me bateu vontade de realizar minha tara. Comecei a fantasiar uma rola bem grossa pra chupar e já fiquei com um tesão absurdo. Quando estava passando por Biguaçu, resolvi parar para "ir ao banheiro".

Parei, fui no banheiro, daqueles de postos para viajantes, com várias cabines e tinha um cara tomando um banho de gato na pia. Lavava o cabelo, o pescoço... Devia ter seus 45 anos, bem alto, um pouco acima do peso, mulato, lisinho sem pêlos. Eu dei uma secada no volume na calça dele e imaginei o tamanho do membro que poderia ter ali. Fui até a pia ao lado e já puxei papo.
- Fim do dia é foda... Cansaço fudido...
- Porra nem fala! To na correria o dia todo e ainda tenho que pegar estrada até Jaraguá.. Ai sá uma lavada na cara pra melhorar..
- Bah tem estrada ainda, então!
Em alguns segundos, enquanto ele terminava de se arrumar, a conversa muda para um tom mais quente...
- Com esse tempo, cansado.. O bom é uma foda - ele falou rindo e botando a camiseta.
- Sim - respondi com pensamentos a mil. Mas encontrar quem queira uma chupada não é tão fácil...
Nessa hora ele riu, mas percebeu que eu tinha alguma intenção, pois falei e acho que fiquei vermelho. Ele me encarou e disse:
- O cara tem que ter uma boca treinadinha pra satisfazer esse aqui hein! - Ele falou e eu ri, meio de surpresa e já louco de tesão. Mesmo assim mandei:
- Assim é melhor, o processo fica mais gostoso.
- Poooo tá convencido hein! Se tu é bom assim, me mostra! - Ele falou isso com a mão por cima da calça. Eu me tremi todo e sai rindo, andando pra última cabine do banheiro. Ele veio logo atrás com a toalha e a camiseta dele no ombro.

Entramos na cabine e eu sentei na privada. Ele veio logo atrás, trancou a porta e jogou a toalha dele por cima da porta, falando "Mostra que sua boca sabe mamar então!". Ele falou e já foi tirando a calça, botando o pau na minha cara.

Era um pau de uns 17cm, muito grosso e cheio de veias, limpinho, cheiroso. Bah que delícia de pau. Chupei com gosto, punhetei, passei a lingua na cabecinha, lambi o saco dele enquanto batia uma pra ele. Ele falava "tu sabe o que tais fazendo, hein! Chupa gostoso que vc vai ganhar leite pra beber".

Mamei muito naquela vara que lotava minha boca. Em pouco tempo ele começou a respirar forte e falou "bebe agora esse leite vai, sua vadia!" Ele nem terminou de falar e já veio um jato gigante de porra direto na minha boca. Punhetei bem forte com a cabeça do pau dentro da minha boca pra ele gozar tudo. Nunca vi alguém gozar tanto. Mesmo assim bebi tudo, deixando o pau dele limpinho.

Ele recuperou o fôlego e foi botando a calça, enquanto falava "caralho hein, tomara que eu te encontre sempre pra você cuidar dessa rola aqui". Eu dei uma risada e concordei, enquanto ele destrancava a cabine e saia.

Ele simplesmente saiu dali, botou a camiseta, deu boa noite de longe e foi embora. Não vi mais ele desde então. Eu voltei pra cabine e bati uma punheta pensando no que tinha acontecido naquele momento.

Se você é de Balneário Camboriu ou estiver de passagem, estiver com vontade de uma chupada gostosa nos arredores, me manda um email que eu prometo cuidar bem da sua rola!

email:



ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.