"Os mais excitantes contos eróticos"

 

A garota da janela


autor: tedeixarlouco
publicado em: 06/05/17
categoria: hetero
leituras: 994
ver notas


, Voyer

Esse conto possui 7150 visita(s).



Era mais um dia comum no meu trabalho e eu tinha ficado com o turno da noite esse dia .



Eu estava fazendo a ronda quando de repente, pude ver no prédio da frente, uma loira deliciosa sendo fodida ,encostada na janela.

Deus, que visão maravilhosa! Sou daqueles que adora olhar outras pessoas transando. Fiquei de pau duro na hora, não me contive e tive que me masturbar.



Quando olhei direito, ela estava sorrindo pra mim, com cara de safada, passando a língua nos lábios; aquela safada sabia que eu estava olhando e estava adorando.



Aquilo me deixou com mais tesão ainda e aumentei ainda mais a intensidade da minha Punheta.



O cara fodia ela com vontade e eu ficava imaginando o quanto a bucetinha dela devia ser gostosa.



Eu estava quase gozando quando ouvi a porta do escritório que eu estava, se abrindo. Era a faxineira da noite e ela me pegou no flagra!



-Meu Deus, Lucas, o que você está fazendo?



Eu precisava gozar, se não, ia explodir. E ela era minha única alternativa no momento. A sorte é que a gente já tinha um lance então, não seria difícil agarrar ela ali, naquele momento.



Me aproximei de seu ouvido, coloquei sua mão em minha ereção e perguntei:



-Gosta do que está vendo?



Ela tentou resistir de início mas logo se soltou e segurou meu pau com força.



-Estou adorando. Você quer me comer aqui e agora?



-Com certeza gata!



Ela era uma morena incrível, corpo em forma, seios pontudos e bundinha arrebitada. Impossível não querer fode-la.



Ela se abaixou, deu uma lambida na cabeça da minha pica e depois enfiou inteiro na boca. Nossa, ela sabia chupar gostoso. Que boca!!!

Peguei ela pelos cabelos, a levantei e a coloquei em cima da mesa. Tirei sua calça, sua calcinha e a regata branca, que modelava perfeitamente seus lindos seios.



Enfiei minha cabeça no meio de suas pernas e comecei a chupar aquela bucetinha gostosa. Ela era doce e quente, uma delícia!







Eu chupava aquele grelinho enquanto fodia sua entrada com meus dedos grossos, fazendo seu corpo se contorcer de prazer.



Me levantei, arranquei minha calça , coloquei uma camisinha e enfiei, bem fundo e ouvi aquele gemido delicioso.



-Ahhhh Lucas, que pau enorme. Está me arregaçando. Não pare!



-Não vou parar, você terá que aguentar.



Segurei em se quadril enfiando mais fundo ainda e fodendo com força. Seus seios balançavam num ritmo perfeito e aquilo me deixava louco.



Com aquela bucetinha exposta pra mim, dei uma lambida no dedão e apertei seu clitóris.



Depois de um tempo fodendo daquele jeito, gozamos intensamente! Senti todo seu líquido escorrendo pelo meu pau.



Nos arrumamos e voltamos ao trabalho.



No dia seguinte, fui fazer a ronda no prédio da frente e pra minha alegria, dei de cara com a loira da janela, saindo da sala do Sr. Eduardo.



Ouvi seu nome quando eles se despediram. Era Laura! Jamais irei me esquecer.



Ela me olhou com uma cara de safada, como quem diz " Você é o próximo".



Ela passou por mim, foi embora e nunca mais a vi.



Fico imaginando até hoje como seria gostoso comê-la.



Será que iremos nos reencontrar algum dia? Espero que sim!



ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.