"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Casal liberal


autor: odeflor
publicado em: 09/05/17
categoria: aventura
leituras: 2299
ver notas


O final de semana no sitio estava uma delicia não queria que terminasse, boa alimentação passeios amizades conhecer gente nova eu estava me divertindo muito. Chegamos no início do feriado sábado de manhã e íamos embora na segunda feira a tarde eu estava amando aquele lugar e as pessoas também, foi um dos melhores feriados e finais se semana que já tinha passado.

Como já relatei anteriormente peguei minha amiga a anfitriã transando com seu marido e um amigo em um ranchinho próximo a casa, seu marido tinha me cantado em uma dança mas eu não queria me envolver com ele respeitava o casal até o momento que fui procurado pela amiga veio me agradecer pela ajuda dada e elogiando meu corpo. Amiga você esta com um corpo maravilhoso os anos passa e você fica melhor, depois que separou ficou mais bonita os homens daqui estão de olho inclusive meu marido, falou que você da de dez a zero nas meninas da casa, respondi.

“Que isso eu não faço nada é a natureza e a genética e muito exercícios, sexo, safadeza e ri”

Eu e meu marido temos uma relação aberta, agente conversa muito e cada um não passa vontade em relação a sexo ele me falou que tem vontade de transar com você por isso pediu para conversar com você, eu já escolhi o meu e não vou passar vontade. Claro que se você não quiser não tem problema mesmo assim eu vou transar com meu gato o marido vai ficar na vontade.

Não entendi nada e queria saber mais sobre essa relação aberta, se o outro não acha ruim deve ser bem complicado eu não aceitaria macho meu é somente meu não divido com ninguém, foi o que levou o fim do meu casamento. Então ela me explicou que logo que casaram ele pegou ela no motel com outro e em seguida deu o troco com uma amiga do serviço em vez de ficar brigando ou separar resolveram fazer a seguinte regra ninguém ia esconder do outro se sentisse tesão por outra pessoa podia transar mas era só sexo nada de envolvimento e se surgisse algo mais claro que iam conversar. Ela então explicou que aqui mesmo no sitio o marido dela já tinha transou com uma amiga ela sabia de tudo e depois convidou ele para transar com ela e seu amigo, mas claro tudo dentro dos conformes se não conhecer usa preservativo para não pegar doenças ou engravidar. Contou que muitas vezes até paga garota ou garoto de programa para participar da festa e colocar mais pimenta na relação.

Falei que estava chocada com a revelação e em relação a seu marido não sei, vou pensar não sou de transar assim com qualquer um, afinal tinha que ter tesão afinidade e dei uma de santa para manter a compostura. Ela então aceitou cada um na sua entendo mas fica ai a dica se quiser faço as honras da casa e libero o maridão, só não pode engravidar ou apaixonar pela vara dele deu risada e saiu para conversar com os outros.

Fiquei pensando que casal estranho mulher arrumando amante para o marido e pedido para não engravidar. Nisso resolvi tomar um banho de piscina afinal ainda não tinha entrado naquela piscina e tinha umas meninas por lá resolvi também entra e tomar um sol.

As meninas estavam lindas todas bronzeadas e jogando vôlei na piscina e falando de homens para variar até aquela moça que pegamos no primeiro dia transando no ranchinho com o marido da minha amiga também estava lá, ao poucos fui aproximando dela e depois saímos da piscina e ficamos conversando, dei indiretas sobre sexo com amigo para ver se ela soltasse algo sobre aquele dia. Não deu outra logo ela me falou que tinha transado com o marido da minha amiga e que ele era bom de cama e tinha um pinto maravilhoso grosso e duro, fiquei conversando com ela bastante tempo até a hora do almoço ela me contou tudo e disse que já tinha transado com ele varias vezes tinha até traído um ex namorado com ele. Fiquei com vontade de experimentar aquele pinto que ela falou bem, era uma loucura uma aventura mas deu tesão então mais tarde fui atrás da anfitriã para saber mais sobre seu marido e como poderia rolar o sexo sem compromisso afinal ele também não queria se envolver só sexo mesmo.

Minha amiga me explicou tudo como ia funcionar, iria deixar o quarto da casal só para nós e ia transar com seu pretendente em outro quarto do lado ou no carro, era para eu fugir do pessoal e entrar no quarto por volta das 22hs e esperar seu marido, ela iria fazer o mesmo no quarto ao lado caso alguém perguntasse era para dizer que a gente estava ouvido umas musicas no computador, fiquei com medo de dar errado mas ela me acalmou e me deu duas camisinhas e falou

“Use por favor ele não gosta de usar, mas cobre dele sem camisinha sem sexo”.

E assim fiz a noite tomei um banho me depilei todinha me perfumei e fui junto ao pessoal e esperei a hora, seu marido também estava um gato vez a barba se perfumou até trocamos uns olhares no meio do pessoal. Chegando a hora ela me avisou então fui até o quarto estava com a chave entrei apaguei a luz tirei a roupa fiquei só de calcinha e sutiã deitei na cama me cobri com lençol e esperei ele entrar, toda ansiosa com medo mas também com muito tesão esperando para uma noite de sexo com um desconhecido e ainda mais marido da minha amiga, deixei as duas camisinhas em cima do criado mudo e fiquei na expectativa, será que ele vem será que vai ser bom. Passado uns 15 minutos a porta se abre ele entra com uma latinha de cerveja na mão ascende a luz e olha para min e fala.

“Morena linda pensei que não vinha, coisa linda não estou acreditando que hoje vou transar com você a noite toda, meu pinto esta duro só de ver você deitada nessa cama”.

E pulou em cima de min, reclamei e pedi para ele apagar a luz ele levantou apagou e ficou somente a luz da lua que entrava pela fresta da janela que deixava o ambiente mais romântico, tomou o resto de cerveja conversamos um pouco e depois levantou o lençol e começou a me beijar pelos pés, coxas, seios por cima do sutiã eu fiquei quieta recebendo os beijos e arrepiada depois chegou na calcinha eu já estava em ponto de bala ele então fala.

“Que calcinha linda cheirosa tira para eu ver sua buceta, quero beijar chupar ela toda”

“Tiro não quero mais beijos seu safado, seu corno sua mulher esta no quarto do lado, ela falou que você gosta de ser corno, ouve só os gemidos dela, esta entrando na vara dele”.

Ele ficou quieto e conseguiu ouvir os gemidos de uma mulher acho que era o da sua esposa, pareceu que ele ficou até mais carinhos tirou sua roupa cueca seu pinto já estava duro e quando ouvia barulhos ficava quieto para tentar ouvir os gemidos da esposinha. Foi quando falei no seu ouvido que estava ouvindo sua mulher sendo chupada e arrombada por outro, ele simplesmente falou.

“Ai que tesão não fala assim que gozo sem nem penetrar em você”, então falei.

“ Se não quer me chupar coloca a camisinha e vem não quero ser mãe e não quero um pai corno para meu filho”.

Nunca transei com uma mulher gostosa assim com rabo enorme que deixa os homem malucos e com vontade de ficar beijando apertar passar o pinto, enfim chupar você toda. Quero ver a marquinha da calcinha na sua bundona vai deixa eu ver. Levantei fui até uma fresta de luz e mostrei minha bunda com a marca da calcinha olha seu corno beija e faz carinho ela quer ser acariciada, chupa minha buceta também esta toda lisinha para você. Ele então caiu de boca na minha buceta que delicia me dava tapas na bunda, chupava meus seios parecia um bezerro desmamado.

O tesão era tanto que depois de beijos tapas apertões mão prestei atenção e o fdp não colocou a camisinha e me penetrou, perguntei e ele tinha colocado disse que sim, só descobri depois dele ter dado um banho de esperma no meu útero, depois de ter gozado levantou com aquele pinto mole ai percebi esperma escorrendo da minha buceta, fiquei nervosa ele me beijou falou palavra de carinho no meu ouvido acabei esquecendo e continuamos brincando na cama. Até a hora que seu pinto ficou duro novamente e começamos, fiquei de quatro ele queria meu cuzinho não dei afinal ia me machucar e assim transamos em varias posições até que caímos exaustos.

Como já tinha tomados um vinho acabei dormindo acordei com a esposa dele deitado na cama junto da gente eles se beijar depois ela agarrou seu pinto e começou uma chupeta depois um sexo ali na minha frente, levantei e ia saindo ela pediu para ficar e participar da festa, eu estava com medo de deixar escapar que não tinha usado a camisinha foi quando ele falou para a esposa.

“Sua amiga é ótima uma morena de tirar o chapéu, nem camisinha usei e gozei duas vezes dentro daquela buceta quente gostosa e agora lubrificada com meu esperma”.

“Seu cachorro olha o nosso combinado assim não dá, ainda bem que meu amante também não usou assim ficamos quites”.

“Ai benzinho então você pede uma coisa e faz outra, o cara gozou bastante dentro de você deixa eu ver”.

Nisso ele me chama e colocou as duas sentada na cama de pernas aberta com as bucetas escorrendo esperma e começou a lamber hora uma hora a outra igual um cachorro e beijava a sua esposa na boca e falava

“Que bucetas gostosas e lindas toda lubrificada e cheia de esperma para eu limpar”.

Não entendi nada nas fetiche é fetiche tesão é tesão, logo me vesti e sai do quarto e deixei os dois não sei o que rolou depois.

Segunda feira a tarde saímos do sitio nos despedimos agradecemos a todos e voltamos para casa, foi um final de semana muito bom cheio de lembranças.





ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.