"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Meu corpo, minhas regras!


autor: katyferreira
publicado em: 13/05/17
categoria: lésbicas
leituras: 1976
ver notas


Resolvi escrever esse “relato” depois de umas coisas um pouco preconceituosas que andei lendo e ouvindo.

Me chamo Katy, sou casada, tenho 25 anos, sou branquinha, um pouquinho acima do peso (por isso me acho fofinha rsrs) e tenho cabelos e olhos claros.

Muitos contos meus falam de traição, acredito que todos eles tenham sido. Tudo porquê eu sou extremamente insatisfeita no meu casamento e meu marido sempre força algo pra que não consiga a separação, ainda estamos nos anos iniciais do casamento e já desgastou o suficiente pra não estarmos bem, mas por forças maiores ainda não dá pra me separar.

Hoje foi quase um dia comum, só não foi pelo fato de eu ter acabado de sair do motel com outra mulher. Sim!
Minha chefe que também é minha amante, isso eu contei em contos anteriores, me convidou pra uma relação de carinho e prazer.

Hoje ela estava sensacional, logo que chegamos ela se despiu e como de costume foi tomar banho! Os seios, as coxas… cada detalhe que eu via me deixava mais “apaixonada” por aquela mulher.

Silvia deve ter 1,80m mais ou menos, bem maior que eu, porém nossos corpos são bem parecidos e nos encaixamos bem na hora que precisa rsrsrs

Tomei o banho junto com minha amante, e nos beijamos e nos acariciamos por ali mesmo, continuando até chegar na cama. Ela estava super carinhosa, me deixando muitoo mais a vontade que o normal, me colocou na cama, ajeitou o travesseiro para que eu olhasse todo seu “show” e se colocou a me chupar.
Aii meu amor! Não para....

Eu dizia enlouquecida de tesão por aquela mulher sensacional que me tocava e me deixava super melada com apenas alguns toques. Silvia respondia cada gemido meu com lambidas e carinhos diferentes, uma variação entre língua, dedos e mordidas!

Não demorei muito a gozar, apesar que eu poderia ficar por ali a noite toda, deitada, quase rasgando os travesseiro com a unha, pernas abertas e sendo chupada, era demais.

Depois que gozei, minha amante veio me beijar com aquela boca cheia de tesão, meu tesão rs. Retribuí o carinho e me coloquei na condição de submissa, fazendo que minha chefe mandasse, ela logo entendeu e começou a me dar ordens.
Se coloca entre minhas pernas e sente meu grelinho pulsar! LAMBE ELE VAI!

Ela gritava comigo como se eu fosse sua escrava, e naquele momento eu era uma puta escrava sexual lésbica rs

Quando ela gozou, eu me senti tão feliz como se o orgasmo fosse meu, uma sensação de compartilhar do mesmo prazer, algo bemmm louco. Nos deitamos bem próximas, ela tocava meus seios, e falávamos sobre assuntos diversos, nos beijamos até dar a hora de ir embora.

Bemm!
Isso tudo pode parecer super normal, mas não é… primeiro pq somos duas mulheres casadas, adultas e teoricamente de família. Segundo pq a sociedade insiste em rotular as pessoas.

Naquele quarto não existia guerra, violência ou preconceito, só amor e prazer. E foi pensando nisso que resolvi escrever esse relato! Eu faço o que eu bem entender com meu corpo, meu marido raramente me dá prazer e ele é mais adúltero que eu rsrs, a única forma de me sentir bem é fazendo sexo com outras pessoas. OUTRAS pq eu faço sexo com quem eu bem entender, desde que a pessoa queira, claro rs.

Já me envolvi com várias coisas e mais uma vez repito, eu dou minha buceta, eu chupo quem eu quiser, eu dou o buraco que eu achar que devo dar e por favor, sigam essas palavras como um incentivo, façam o que tiverem vontade.

Eu estou completamente realizada como putinha, lésbica e o que mais vcs quiserem intitular. Eu faço do meu corpo meu instrumento de prazer.

Beijos no coração e vários gozos pra vocês.

Me escrevam
katyf083@gmail.com






ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.