"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Eu e meu casal de amigos


autor: Sam_Hennessie
publicado em: 18/05/17
categoria: aventura
leituras: 3466
ver notas


Pensem em uma pessoa que não dá sorte com amor. Lá estava eu, após alguns pseudo namorados e um namorado de verdade, esgotada e desanimada da vida sexual (que não dava muito certo).

Eu tinha um casal de amigos muito legal. Rafa e Taissa eram muito divertidos e conversávamos sobre tudo, até coisas íntimas.

Um certo dia, conversando por mensagem, desabafei sobre minha vida sexual, meu ex, e sobre coisas a este respeito. Daí eles contaram que tbm já haviam tido problemas com sexo e que no momento estavam numa fase de tentar novidades. De repente me disseram “se você quiser, pode fazer parte de nossas novidades um dia”. Desconversei na hora e puxei outro assunto. Um pouco depois Tai me chamou no privado e disse:

Ela: Nós te fizemos uma proposta, mas vc não respondeu.
Eu: Aquilo era sério? Hahaha
Ela: E pq não?

Não tocamos mais no assunto naquele dia, mas eu fui dormir atordoada. Não conseguia parar de pensar naquilo.

Depois de alguns dias não me aguentei, fui em nossa conversa e postei:

Eu: Vocês me fizeram uma proposta, eu decidi aceitar.
Rafa: Que ótimo, vamos marcar.
Taissa: Vai ser interessante, hahahahahaha

Dias depois eles vieram me pegar e fomos direto pro motel. Chegamos lá, bebemos um vinho, entre olhares divertidos, intrigantes... Decidi olhar a cama, que era imensa inclusive. Então senti Rafael se aproximar por trás. Ele mexeu no meu cabelo, liberando meu pescoço e começando a beijar. Mal processei aquilo e Taissa apareceu na minha frente, beijando meu tórax e pescoço pela frente. Senti ele abrindo meu vestido por trás enquanto ela descia as alcinhas beijando meu ombro.

Quando meu vestido caiu pelo meu corpo, meus peitinhos apareceram, pois estava sem sutiã. Rafa me virou e beijou minha boca com vontade. Retribui com dedicação e senti Tai acariciar minhas costas com suas mãos quentes. Me virei e me junte ao Rafa na missão de despir sua namorada. Na sequência fomos as duas pra cima dele e o deixamos só de cueca. Ajoelhamos, Tai colocou seu pinto pra fora e abocanhou. Eu fiquei olhando, ansiosa, esperando minha vez. Então ela se virou pra mim com a boca toda lambuzada e disse “quer?”. Fui rápido, faminta e chupei aquele caralho.

Depois daquilo ele me jogou na cama e já fui abrindo as pernas. Rafa caiu de boca na minha perereca gostoso. Foi quando Tai veio perto de mim e beijou minha boca. Ela alternava entre minha boca e meus seios. Uma delícia!

Em seguida Rafa se deitou e ela sentou com boceta na cara dele. Eu corri logo e agarrei no seu pau, chupando com fervor. Então Taissa escorregou o corpo e veio na minha direção. Capitei a mensagem na hora e encaixei o pênis bem na bocetinha dela, que cavalgou no seu namorado como uma amazona nata. Logo foi minha vez, fiz o mesmo, sentei com vontade. Até pulei.

Na sequência ele colocou Tai de pernas abertas e meteu nela com vontade. Foi minha vez de chupar os peitos dela. Depois, fiquei de quatro e Rafa me penetrou bem fundo. Eu já estava bem animadinha. Dei dois tapas na cama, olhando pra Tai e ela se sentou bem na minha frente com as pernas abertas. Meti a boca na xota dela ao mesmo tempo que rafa me comia. Não sabia se chupava, se gemia, se respirava...

Depois daquilo os dois trocaram olhares curiosos e então Rafa saiu pra pegar um lubrificante. Tai me beijou e perguntou se eu queria ver algo diferente. Eu acenei positivamente com a cabeça (queria ver qualquer coisa naquela hora, né). Então ela ficou de quatro, com o bumbum bem pra cima e ele pingou umas gotinhas bem no seu rabinho. Eu logo me aproximei e ele foi enfiando um, dois dedos no cuzinho dela. Eu mordi os lábios de ver ela gemendo com aquilo. Então ele meteu a pica no rabinho dela, que rebolou aquela bunda grande e bonita. Foi entrando e entrando, depois socando e socando. Eu o abracei por trás e fiquei de camarote assistindo meus amigos fazendo sexo anal. Logo em seguida ele se sentou e ela foi por cima, de costas pra ele. Sentou com maestria naquela rola, que entrava e saia de seu cuzinho toda hora. Quando ela se sentiu cansada, ele começou a bombar ela por baixo. Eu logo quis ajudar. Me abaixei e chupei seu clitóris. Aquele pau saiu do rabinho dela e na mesma hora ela puxou minha cabeça contra seu ventre. SIMPLESMENTE GOZOU NA MINHA BOCA. Que maravilha foi aquilo.

Logo subi para beijá-la caímos de lado e ela sorrindo pra mim. Rafa se moveu rápido e veio me comer de ladinho... os dedos de Tai foram para no meu clitóris e nos beijávamos muito, os três. Rolei pra cima dela, que continuou me tocando. Rafa tirou o pau de mim e logo senti seus dedos me penetrando. OS DOIS ME MASTURBAVAM JUNTOS! Gozei nas mãos de meus amigos urrando feito um bicho.

Naquela tarde ainda brincamos na banheira, na sauna, na varanda, no chuveiro. Foi uma tarde inesquecível.




ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.