"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Eu, meu amigo e uma convidada


autor: VadinhoSantos
publicado em: 19/05/17
categoria: gays
leituras: 2266
ver notas


Recentemente, falei num chat que não aguentava mais de tesão e que iria experimentar pela primeira vez um pinto no meu rabinho quase virgem, até agora só havia sido penetrado por um consolo pequeno que possuo.
Bem eu liguei para um amigo que sei que é viado mas não é efeminado para convidá-lo para ir ao cinema, pretendia cantá-lo, come-lo e depois dar para ele. Não deu certo, ele até aceitou ir ao cinema mas não quis ir ao que eu sugeri, aceitei e falei para ele me pegar em casa pois estou sozinho e sem carro.
Quando ele chegou em casa eu servi-lhe uma bebida pois sei que ele fica alegrinho fácil, enrolei para dar tempo da bebida fazer efeito e depois falei para ele para assistirmos um filme pela tv mesmo. Ele não queria mas acabou aceitando. O filme tinha cenas de erotismo e numa dessas cenas eu peguei na mão dele, ele estranhou e perguntou o que estava acontecendo, então eu falei para ele que sabia das preferências sexuais dele e que queria ficar com ele, ele não aceitou e foi embora.
Quando eu já ia me deitar, super-chateado pois achava que tinha perdido o amigo, ele me liga e perguntou se o convite ainda estava de pé, eu falei que sim quase gritando de alegria, ele perguntou se podia levar uma amiga, eu surpreso concordei embora achasse que ela podia estragar os meus planos.
Era quase 1 e meia da manhã quando ele chegou com ela, uma morena linda, um corpão maravilhoso, quase que mandei ele passear para ficar só com ela. Começamos a beber e conversar e fiquei com o pé atrás com ela.
Lá pelas tantas estava eu, ela e ele, nós três sentados no sofá quando ela passou as mãos na minha perna e começamos a nos beijar, meu amigo se juntou a nós e começamos a nos beijar loucamente, nesse hora dei um beijo nele que nem eu acreditei de tanto tesão, tirei a camisa dele e a blusinha dela e a minha camisa e começamos a nos beijar e chupar, ora eu chupava os peitos dela ora os mamilos dele, fui descendo e tirei as calças dele deixando-o só de cuequinha, qual não foi minha surpresa ao começar a chupar a nossa amiga Débora quando percebi que ela não era ela e sim ele, nossa vibrei de tesão.
Em pouco tempo estávamos os três peladinhos e nos chupando loucamente, fizemos um triangulo onde eu chupava o meu amigo Oscar, ele chupava a Débora e a Débora me chupava, gozei assim a primeira vez. Descansamos um pouco e pouco depois comecei a chupar a Débora e coloquei-a de quatro, o Oscar se aproximou e enquanto eu chupava o cuzinho dela ele colocou o pau dele no caminho e comecei a chupar o pau dele e o cuzinho dela, peguei o pau dele e coloquei no cuzinho da Débora e comecei a alisar o meu amigo por trás e ele pediu para eu penetrá-lo, nossa que delicia, fiz do jeito que ele queria, e fizemos um trenzinho super-tesudo.
Gozei no cu do meu amigo, isso já eram por volta de 3 horas da manhã e então estávamos deitados na cama nos acariciando e eu pedi a ele para me comer, expliquei que nunca tinha dado mas que queria experimentar, Débora veio por baixo de mim e fizemos um 69 com meu cuzinho ficando para cima, meu amigo começou a alisar meu cu, a sugá-lo e lambuzá-lo de saliva, enfiou um dedinho, que delicia, depois dois dedinhos, quase desmaiei de tesão, ele enfiou mais um, quase não aguentei e pedi para tirar, ele tirou e começou de novo a fazer carinhos, Débora e eu não largávamos um do pau do outro, Oscar salivou bastante meu cu e dessa vez foi enfiando o pau, no começo doeu para cacete, quando falei para ele está doendo, tira, ele enfiou mais ainda, vi estrela mas não larguei do pau de Débora, nossa como é gostoso chupar um pau.
Depois da dor passar o meu amigo foi entrando e saindo de mim, nunca senti tanto tesão na vida, enchi a boca da Débora de porra. Oscar depois de um tempo encheu meu cu de porra e a Débora a minha boca. Fomos dormir um pouco, dormi com o rabo ardendo mas feliz por ter dado e gostado.
Acordamos por volta das 9 horas da manhã e já começamos a nos beijar e chupar novamente, eles me perguntaram como eu estava, se estava doendo ainda, eu disse que ainda doía mas que valeu a pena.
Débora então falou que também queria me comer e perguntou se eu aguentava, falei que poderíamos tentar. Oscar colocou o pau dele na minha boca e Débora começou a fazer carinhos no meu cu ainda meio dolorido, o pau dela era maior do que o do Oscar mas mais fino, ela colocou o pau dela no meu cu e foi enfiando bem devagar, ora doía ora não doía, quando percebi as bolas delas já estavam batendo na minha bunda. ficamos de lado e pedi para Oscar para comer o cuzinho dele. Comi Oscar e fui comido por Débora, num sanduíche maravilhoso.
Depois de gozarmos muito gostoso, nem sei de onde apareceu tanta porra, fomos tomar banho onde voltamos a nos chupar.
Eles já foram embora e não vejo a hora de fazermos tudo novamente.




ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.