"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Mineirinha Fogosa Parte 02


autor: Lenhador
publicado em: 25/05/17
categoria: hetero
leituras: 1008
ver notas


Passados alguns dias sem me encontrar com a Lu no ponto de ônibus e o tesão que sentia ao lembrar da moreninha me consumia inteiro a ponto da imaginação mergulhar fundo em cada parte dela e ousadamente na bundinha empinada.


Resolvi enviar mensagem pro celular dela manifestando vontade de nos encontrarmos e não demorou veio a resposta pedindo pra esperá-la no ponto no mesmo horário da última vez. Chegamos quase ao mesmo tempo


_ Boa noite Moreninha. Tomo a iniciativa enquanto admiro os encantos delas e puxo pela cintura para um beijo com boa pegada.


_ Boa noite Moreno ousado. Responde ela com brilho nos olhos e sorriso delicioso nos lábios.


_ Não resisto a seu sorriso. Elogio de forma galanteadora

Pra minha sorte o ônibus veio meio cheio e fiquei posicionado atrás dela tirando casquinha de leve pra não chamar atenção.

_ Cachorro. Sussurra ela no meu ouvido.

_ Vadia gostosa. Retruco com beijo na nuca no que arranquei leve gemido.

Nisso fomos pro fundo do ônibus já que o mesmo começava a esvaziar e ainda faltavam bons minutos pra descermos. Conseguimos lugar e como não tinha pessoas próximas tirei a blusa e coloquei sob o colo da Lu e me pus a boliná-la ali mesmo dentro do ônibus.

_ Você me tira o juízo Moreno. Ela já não resiste a investida e abre as pernas para ser bem bolinada. De tão excitada e molhada não demorou teve orgasmo e se controlando pra não gemer alto. Ficamos abraçados até chegar o momento de descermos.


_ Minha vez de te deixar tesudo. Sem cerimônia e puxa meu cacete pra fora e o abocanha em nosso canto escondido de curiosos em meio a escuridão. Não demorou muito e estava enchendo aquela boca safada de porra e balancei o pau nos seios lindos. A virei de costa e passei a bolinar o grelo da moreninha com generosidade. Na medida em que ela foi gemendo fui intensificando o movimento de forma que ela num demorado rebolado gozou forte no meu dedo a ponto de ejacular.

_ Nossa eu nunca tinha sentido algo assim estremeci toda. Elogiou-me ela ainda pasma como fato de ter tido o primeiro gozo forte a ponto de ejacular.

A beijei com carinho de forma a passar bom afeto.

_ Você ainda tem muito a descobrir e sentir. Falo baixinho junto ao ouvido pra causar bom impacto.

_ Você me seduziu e agora proibido de sumir. Intimou ela com sorriso nos lábios e enlaçando meu pescoço enquanto colava o corpo no meu.

_ Moreninha eu não sumo. Você que fica fugindo de um rapaz bem intencionado. Sorrio pra ela e em troca a vejo cair na gargalhada.

_ Rapaz bem intencionado? Você é um safado sedutor. Sentenciou ela.

_ Apenas segui seu ritmo Moreninha. Defendo-me com sorriso cínico nos lábios enquanto andamos.

Após alguns minutos de caminhada paro em frente a entrada de um prédio e ela me fala que mora com amiga e por hora não iria me convidar pra subir. Ficamos conversando mais um pouco e o cheiro dela me impeliu a beijá-la de forma bem forte com direito a caricias na nuca.

_ Safado aqui não. Murmura ela tentando se afastar de mim no que acabo me comportando. Ela se ajeita e me olha nos olhos e noto o quando a deixei excitada.

_ Desculpa, mas a culpa é sua com esse cheirinho de manga acabei não resistindo. Defendi-me.

_ Vou subir e amanhã nos vemos. Notei o medo de ela acabar não resistindo e optei em comportar.

_ Tudo bem! Concordo a puxando para um último beijo e a espero entrar na portaria.

Fiquei observando aquela bundinha provocante andando e quando a perdi de vista sai andando feliz pra casa.







ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.