"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Um sexo muito gostoso 2


autor: luzinha69
publicado em: 31/08/15
categoria: hetero
leituras: 5034
ver notas


Primeiramente quero pedir desculpas caso meu texto não fique tão coerente, é meu segundo conto e ainda estou "me acostumando". Espero que gostem...

... Uma semana se passou desde aquela noite maravilhosa que tive com meu ex. Minha vida continuava normal, transava loucamente todos os dias com meu noivo e estava completamente satisfeita com aquilo tudo, mas bastava voltar pra faculdade que meus sentimentos "mudavam".

Como sou ruiva natural, costumo atrair a atenção dos homens na faculdade. Certo dia no intervalo, estava sentada com minha amigas batendo um papo, quando um 'cara', 1,75 aprox., moreno, pele bronzeada, olhos verdes, um tesão de homem, chegou na nossa mesa e começou a me cantar. Dizia como gostava de ruivas, elogiou o meu corpo, e conversa vai conversa vem, minhas amigas, incomodadas com a situação, saíram da mesa e me deixaram sozinha com o dito cara...

Sou simpática de natureza e muitos confundem simpatia com "estar dando mole" e o cara se achou no direito de tentar me beijar, quando percebi me esquivei dele e fiz uma cara feia. Nesse momento, meu ex, que estava na mesa ao lado(eu nem havia notado) saltou e veio até nós. Olhou fixamente o rapaz que estava sentado comigo e começou a 'alfineta-lo'. Não acreditei no que estava vendo, meu ex estava tendo uma crise de ciúmes. Tentei reverter a situação, pedi para que o outro rapaz saísse dali para evitar uma discussão mais feia e chamei o Carlos num lugar mais a sós para conversarmos.

Acho que ele percebeu a minha cara de indignação e logo foi se explicando:

- Luiza, mil desculpas, não sei o que deu em mim, sei que não temos nada mas depois daquela noite não consigo mais parar de pensar em você...

Eu fiquei sem reação e ele percebeu que mexeu comigo dizendo aquilo.

estávamos no segundo andar, que na hora do intervalo é mais deserto que o Saara, ele rapidamente me agarrou pelo braço e me puxou para dentro do banheiro masculino.

Eu nem tentei resistir, la no fundo eu sabia que queria mais daquele sexo maravilhoso que tive com ele.

Entramos no banheiro e ele trancou a porta, eu sentia pela sua respiração ofegante que ele já estava louco de tesão e aquilo me deixava ainda mais excitada.

Ele me prensou contra a parede começou a me beijar feito um louco, me deixava sem folego...
Passava a mão pelo meu corpo, acariciava e apertava minha bunda, foi tirando minha blusa e começou a mamar deliciosamente nos meus seios. Eu já explodia de tanto tesão na hora, peguei sua cabeça, a empurrei para baixo fazendo com que ele me chupasse por debaixo da mini saia que eu vestia.

A sensação foi maravilhosa, estávamos no banheiro da faculdade e aquilo deixava tudo mais picante ainda. tentava conter meus gemidos para que ninguém escutasse mas ele sabia exatamente onde passar sua lingua macia, me deixando urrando de tanto prazer, quase impossível não fazer barulho...

Gozei loucamente na sua boca, puxei-o para cima e dei-lhe um beijo a fim de sentir o meu gostinho que ainda estava em sua boca, nesse momento fiquei fora de mim de tanto tesão, abaixei sua calça e comecei a chupá-lo. Vi que ele estava " a ponto de bala", estava com muito tesão e quase gozou logo que coloquei minha boca nele. O Banheiro era apertado então não consegui ficar muito tempo lá abaixada.

Ele então me levantou, pegou firme na minha coxa, ergueu-a e colocou meu fio-dental para o lado, deixando minha xaninha toda gozada exposta.

Mais que rapidamente ele começou a brincar com a cabeça do seu pau na entrada da minha bucetinha. Esfregava-a, colocava a cabecinha e tirava, me provocava e via que me deixava louca, ele adorava aquilo. Quando já não conseguiu mais se conter e meteu o pau todo dentro dela, numa estocada só, me arrancando um gemido alto e intenso.

Colocou a mão na minha boca, evitando que eu gritasse mais e começou a estocar seu pau na minha buceta com força, eu estava delirando de tanto prazer, não resisti e gozei novamente. Ele, percebendo que eu havia gozado, me virou de costas, ainda prensada contra a parede, empinei minha bunda em sua direção para que ele conseguisse meter no meu cuzinho.

E la foi ele, cheio de vontade, metia tudo no meu cuzinho, me fazia gemer de tanto tesão, apertava minha bunda, puxava meu cabelo, estávamos em êxtase, até que ele anunciou que ia gozar, comecei então a me masturbar enquanto ele comia frenéticamente meu cuzinho.

Gozamos juntos, melei todos os meus dedos e ele encheu meu cuzinho com seu gozo.
Nos recompomos e saímos do banheiro rapidamente antes que alguém nos visse.

Ele deu um tapinha na minha bunda, olhou para mim e disse:

- Até a próxima gostosa ( e deu uma piscadinha maliciosa).

Pelo arrepio que senti eu sabia que não iria resistir a ele e iria me entregar novamente.

Cheguei em casa naquela noite e meu noivo já estava dormindo.
Fui para o banho e me masturbei, gozando mais duas vezes lembrando daquele sexo magnífico que tivemos no banheiro.

Já planejava o próximo encontro, e enquanto ele não acontecia, ia me satisfazendo com o meu noivo, que não deixava a desejar também...

Até o próximo conto!




ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.