"Os mais excitantes contos eróticos"

 

JAPINHA SAFADA


autor: SR.CARVALHO
publicado em: 31/08/15
categoria: hetero
leituras: 5466
ver notas


[HISTÓRIA REAL]

Este é primeiro conto da série 'Japinha Safada'.

Nos conhecemos pela internet e ela era do bairro...então começamos a ficar,e meter muito...oque hoje, me rendem alguns contos.


Em um bate papo pelo MSN na época, uma guria começou a se insinuar pra mim, e eu dava a entender que queria pegar ela tambem, mas só pra ver onde chegariamos. Seu nome...Tati, mas esse conto, ainda não será o seu.

Eu estava numa lan house, e Tati, em um de nossos papos quentes, me disse que uma amiga sua viu minha foto e disse que ela deveria me pegar...que tinha que dar pra mim...e deu risada.

Eu, nada tonto, perguntei quem era e pedi seu msn...a Tati, na inocência, me passou.

Foi então que eu e a Japinha Safada, que aqui passarei a chama-la de "Cintia", começamos a nos falar.

Eu a adicionei e fui direto ao ponto:


- Então quer dizer que sua amiga deveria dar pra mim? haha (risos para quebrar o gelo)

- Ah, oi...rsrs, concerteza ela deveria sim :p

- huum...na verdade eu to tentando, mas ela me parece meio lerda...

- Tadinha...sempre foi devagar mesmo...mas é porque ela é virgem...

- Não tem anda a ver comigo...rsrs

- A tati é virgem? Sério mesmo? perguntei incredulo

- Sim muito sério...e na boa, acho melhor nem forçar muito, ja vi ela fazer isso com outros caras, e no fim...continua virgem!

- Essa garota perde tempo, varios caras dão em cima, e ela se faz.


Quando eu percebi que Cintia estava interessada, e que queria furar o olho da amiguinha...fiquei com muito tezão, e parti pro ataque:


- Pelo oque diz, você deve ser bem safada....to certo?

- Opa, certissimo...digamos que eu me garanto ;)


Eu, que adoro uma mulher decidida, que sabe oque quer, e sem frescura alguma da os sinais verdes para atacar...fiquei louco com a resposta!


- Adooro...vi tuas fotos no ORKUT....que delicia você hein Japinha?!

- huuum...você gostou? Não é por nada, mas, muito melhor que a Tati não é?


Com essa resposta, eu não podia dizer outra coisa...


- Isso eu só tenho como descobrir a hora que te pegar de jeito ;)


E a safada respondeu a altura, me intimando de vez:


- Bom...meus pais viajaram pro Beto Carrero, aniversario da minha irmazinha, vou posar sozinha...


Eu pedi seu endereço, e era a duas quadras da lan house onde eu estava, marcamos de nos encontrar na frente do condominio dela.
Ao chegar, me deparei com uma japinha bem branquinha, de cabelos longos e pretos, coxas grossas e um rabo muito gostoso...seu jeitinho de andar dizia...TO LOUCA PRA DAR...e dava pra ver os biquinhos dos seios dela apontando na blusinha curtinha,e sem sutiã...pra melhorar a visão,deixava sua barriguinha gostosa com piercing no umbigo a mostra.

Nos cumprimentamos e ela disse:

- Vamos entrar? É que deixei meu cha no fogo...

Lógico que eu aceitei!!!

Já dentro da casa, disse que ela era maluca, em deixar um estranho que acabou de conhecer, entrar na sua casa, estando sozinha...

-E se eu fosse um tarado? perguntei ja cheio de malicia...

-Então esse é meu dia de sorte! Respondeu a safada!


Foi então que Cintia, me convidou à subir, e ver um grafitte que havia feito na parede do seu quarto.
La em cima, enquanto eu olhava pro grafitte dela, Cintia tirou o shorts, e a blusinha, e quando eu virei, a safada me desaforou com uma pergunta de vadiazinha:


- Veio aqui pra ver meu grafitte, ou pra me pegar gostoso?


Então agarrei no seu cabelo, e a beijei com desejo, enquanto a outra mão, deixei escorregar até sua bucetinha...achei seu clitóris, e fiquei massageando-o...ela gemia enquanto nos beijava-mos.

Joguei a safada em sua cama, e mandei que abrisse as perninhas...ela obedeceu.

Comecei, a chupa-la lentamente, mas com a lingua bem firme...ela gemia mais e mais, estava ficando louca!
Quando ficou bem molhadinha, eu coloquei a cabeça do meu pau, que modéstia parte é grosso o suficiente pra deixar a safada doidinha.
Eu colocava e tirava a cabeça do pau...até que ela enfiou as unhas na minhas costas...e implorou:

- Aííí....para de me torturar...me fode logo seu cachorro!!!

Levantei a putinha pelo seus cabelos...e disse pra empinar o rabo gostoso pra mim.

A putinha obedeceu, apoiando as mãos na mesinha, e ficando praticamente de 4 pra mim.

Enfiei meu pau devagar...até o enfim...e comecei a socar com força!

Segurava o cabelo da Japinha gostosa como se fosse rédia de cavalo...e a cada enfiada que eu dava, puxava-a pra traz pelo seu cabelo...e com a outra mão, surrava aquela bunda maravilhosa!

Ela gostava, pedia pra bater mais...pedia pra socar mais forte...e já gemia muito alto. Então perguntei se os vizinhos do condominio não iam reclamar para seus pais...foi então que a cadela me surpreendeu...começou a gritar:


- Vai...fode comigo...fode!

- Eu sou uma putinha mesmo...me fode e cala a boca!


Aí eu socava com mais força, e batia mais no rabo daquela Japinha deliciosa!!

Na hora que eu percebi que ia gozar, tirei rapidamente o pau da bucetinha apertada e muito molhada dela.
Então, Cintia, como uma cadelinha adestrada, sem que eu mandasse, se colocou de joelhos e pediu:

- Goza na minha cara seu pauzudo...pode gozar!

Enfie meu pau na sua boca, e soltei o primeiro jato...então tirei e melei a cara da putinha!

Goazei bastante, pois estava louco de tezão.
A Cintia tirava a porra do rosto com os dedos...e os lambia, ainda de joelhos...olhando fixamente pra mim...depois ainda me disse:

- Que delicia...posa aqui comigo?
- Nunca transei na cama da minha mãe ;)

Lógico que eu dormi lá...mas essa história, fica pra próxima.

Até o proximo conto ;)



ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.