"Os mais excitantes contos eróticos"

 

JAPINHA SAFADA II


autor: SR.CARVALHO
publicado em: 01/09/15
categoria: hetero
leituras: 3684
ver notas


[HISTORIA REAL]

Este é meu segundo conto, e darei continuidade ao primeiro.
Seguindo a linha de fatos que tive o prazer em viver, continuo neste, o dia em que conheci Cintia, uma Japinha muito Safada, que no nosso primeiro encontro, já resolveu me chamar para seu quarto (conto: JAPINHA SAFADA)... Após uma transa muito gostosa, ela me pediu para posar com ela, pois nunca havia trepado na cama da mamãe...vamos ao conto, boa diversão ;)
...e depois de meter forte, gozar na boquinha e na cara da safada, ela engolir tudinho e ainda me pedir pra posar lá pra treparmos na cama mamãezinha...eu jamais recusaria um convite daqueles!
Pedi para tomar um banho, e ela me indicou o caminho.
Já em baixo do chuveiro, após uns 10 ou 15 minutos, Cintia abre a porta e fica a me olhar através do box que era de vidro. Fazendo caras e bocas, como se fosse uma ninfetinha maníaca, só pensando em vara (e talvez ela fosse isso mesmo) veio em minha direção, e estava espetacular!
Enquanto eu entrei no banho, ela também foi tomar o seu, na suíte da mamãe.
Cintia estava com os cabelos molhados ainda, vestida com lingerie preta e rosa, que lhe deixou muito mais gostosa, e pro meu prazer, a Japinha ainda estava com aquelas meias finas...preta, oque de imediato me deixou com muito tesão! Meu pau já ameaça a ficar duro, quando ela abriu o box, tirou um batom vermelho dentre os seios, e no azulejo na minha frete rabiscou algo...se virou pra mim, deu uma piscada e um risinho de putinha, e saiu fora rebolando lentamente!
Então ler oque havia escrito na parede:
VEM... E ME FODE!
Meu pau respondeu imediatamente! Desliguei o chuveiro e sai atrás da Japinha, sem me enxugar mesmo, pois estava com o pau pulsando de vontade!
Segui o rastro do seu perfume, e ele me levou até o quarto dos pais dela.
Cintia estava deitada na cama de bruços, e logo percebi que havia uma caixinha de leite condensado na mesinha de cabeceira... Já aberta! A putinha já planejara tudo, pensei.

Sem falar nada, comecei a mordê-la no calcanhar, e fui subindo por toda extensão de sua perna, mesmo por cima da meia fina. Quando cheguei à altura da coxa, já podia deslizar minha língua em sua pele, e assim fiz, até chegar em sua bunda.
Como ela usava fio dental, somente puxei de ladinho, e deslizei a língua ate a porta do cuzinho dela.
A safada começou a gemer e rebolar na minha cara... Foi empinando o rabo gostoso que tinha até ficar de joelhos na cama.
Tirei rapidamente sua calcinha, e mandei que ficasse assim mesmo, de 4.
Ela encostou a cara e os peitos deliciosos no colchão, fazendo seu rabo ficar bem exposto, não pensei duas vezes e peguei o leite condensado, derramei um pouco entre as polpas da bunda dela, e assim, comecei a lamber seu cuzinho com muito gosto!
Enquanto eu passava a língua ao entorno, ela gemia e rebolava, apertando seus seios. Decidi então, forçar o cuzinho dela com a língua, e resultado foi uma delícia! Cintia gemeu alto, numa mistura de riso e prazer, deu um tapa na própria bunda e perguntou:

- SEU SAFADO... TA QUERENDO MEU CUZINHO TÁ?
- MAS NÃO DOU NÃO!

A safada disse isso dando um riso e foi se virando na cama... Aquilo não podia ficar assim.
Caí logo de língua em sua bucetinha, e modéstia parte sempre fiz isso muito bem.
Passava a língua em toda a xaninha dela, abria os lábios com os dedos e sugava seu grelinho, e passando firme e seguidamente a língua nele, Cintia gemia alto e me chamava de cachorro safado. Percebi que estava dominando, e sua bucetinha melada já estava dando sinais que queria gozar na minha boca. Ela tremia... Vibrava, enquanto eu chupava com mais tesão e vontade!
Cintia me puxou pelo cabelo contra sua buceta, e me prendendo ali, eu enfiei a língua o mais fundo que pude, e fazia movimentos circulares dentro dela!

Ela soltou um gemido contido e gritou em seguida:

- PUTA QUE PARIU QUE LINGUA GOSTOSA!

Soltou minha cabeça, eu tirei a língua, e rapidamente coloquei 3 dedos sobre o grelinho dela, com a mão aberta e pressionando, mexia muito rápido como se fosse um DJ...
Ela se contorceu, agarrou o travesseiro e o enfiou na cara, soltando um grito abafado!
Senti então, minha mão sendo encharcada, e algo escorria e molhava o colchão! Era Cintia tendo, oque me revelou dias depois, o seu melhor orgasmo até então!
Ela literalmente esguichou um jato... E amoleceu!
Aquilo me deixou mais louco ainda, e até mesmo um pouco violento, a virei de bruços e mandei ficar de 4.
A vadia mesmo que tremendo, obedeceu. Lambi seu cuzinho de novo, o deixei bem babadinho, e soquei meu pau que estava latejando e já pingava de tesão!
Cintia gritou, e tentou sair... Mas meu pau estava todo dentro, e a segurei com uma mão no ombro e outra no cabelo, fazendo com que voltasse!
Ela gritava enquanto eu socava forte no cuzinho, e não demorou nada pra eu gozar... E muito dentro dela!

Quando tirei o pau, a porra escorreu do cuzinho dela...
Cintia deitou, e seus olhos entregavam que deles tinham saído lagrimas.

Perguntei se estava tudo bem, e ela respondeu:

- MARAVILHOSO!
- NÃO ESPERAVA POR ISSO, DOEU UM POUCO, MAIS TAVA DELICIOSO!

Fomos tomar banho juntos, e lá demoramos o suficiente pra eu ficar de pau duro, e gozar em sua boquinha mais uma vez.
Quando fomos pra cama dos pais dela já era madrugada, Cintia logo dormiu.
Não dormi com a mesma facilidade, e logo começou a amanhecer.
Levantei, me vesti, e com o mesmo batom vermelho da safada, anotei meu numero no espelho do quarto dela... Desci e fui embora.
Aquilo foi fantástico pra mim! Cintia parecia daquelas que dominam, que mandam, e decidem oque querem ou não fazer...e comer o seu cuzinho mesmo depois de ela me dizer NÃO, sair fora enquanto ela ainda dormia, e deixar meu numero como desaforo...me fez muito bem!


EXISTEM VÁRIAS HISTORIAS ENTRE EU E A CINTIA... POIS NOS PEGAMOS POR MESES, QUASE UM NAMORO SÉRIO, AO MENOS PRA ELA.
TENHO CERTEZA QUE EM BREVE RELATAREI OUTROS ‘PEGAMENTOS’ NOSSOS. ;)




ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.