"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Minha mãe seduziu meu colega na piscina


autor: kaplan
publicado em: 16/06/17
categoria: coroas
leituras: 2174
ver notas



(escrito por Kaplan)

Encontro com meu amigo Levi, bem mais jovem, tinha seus vinte e poucos anos, nos conhecemos no clube e logo ficamos amigos. Meu encontro com ele foi na rua, ele andava distraído quando o vi e me aproximei.
- Olá, rapaz... o que faz por aqui?
- Opa, Kaplan! Bom te ver! Na verdade, não faço nada, saí de casa e fiquei andando à toa e acabei baixando aqui, acho que estou meio longe de casa...
- Está sim, você caminhou pelo menos uns vinte quarteirões!
- Nossa... isso tudo?
- Mais do que isso tudo, eu garanto que você não estava caminhando à toa. Alguma coisa está te incomodando, tenho certeza.
- Pô, cara, você devia ter sido psicólogo. De cara você me analisa e descobre meus problemas!
- Não descobri problema algum, só deu para perceber que você está com um problema. Quer falar?
- Quero, quero sim. É minha mãe, que está me deixando transtornado!
- É? Ela está doente?
- Não, não, pelo contrário, saúde é o que não falta a ela. Ninguém diz que ela tem mais de 50 anos, parece que tem 30.
- Mas se não é doença, é o quê?
- Ela dá de cima de todos os meus amigos...
- Ah! Então ela está muito bem de saúde mesmo!
- Não brinca... o trem é sério. Já não sei mais o que fazer.
- E quem disse que você tem de fazer alguma coisa? Deixa a Raíssa se divertir, cara! Já imaginou se ela começar a criar caso com cada mulher que você sai?
- Mas é diferente... ela é minha mãe!
- Com certeza é. Aliás, fala-se muito que a maternidade é um fato indiscutível, a paternidade é que são elas...
- Você não está me levando a sério...
- Estou fazendo graça porque você está transtornado à toa. Ela é mulher, viúva, não tem compromisso com ninguém, você mesmo diz que parece ter 30 anos e não 50. Dá sossego pra ela, cara!
- Sabe o que ela aprontou semana passada?
- Não, mas acho que vou saber, porque você está doido pra contar.
- Um amigo meu foi lá em casa no sábado. Eu ainda estava dormindo, minha mãe já tinha acordado e estava de biquíni na piscina. Foi atender a porta do jeito que estava, nem para colocar uma canga, ou toalha... não, foi de biquíni. O meu amigo quase entortou o pescoço quando viu. Ela mandou ele esperar e foi me chamar. Eu custei a acordar, tinha dormido muito tarde. Ela desceu e dali a pouco eu ouço ela e o meu amigo conversando. Olhei pela janela e não acreditei no que eu vi. Ele estava passando protetor nas costas dela, ela tinha soltado o sutiã, depois que ele passou nas costas, na bunda... nas pernas, ela virou e os seios dela ficaram ali, na cara do meu amigo. Deu pra ver a tremedeira dele ao passar o protetor nos seios dela.
E você não vai acreditar. Ela levantou da espreguiçadeira, curvou o corpo e falou com ele para tirar a calcinha dela e passar protetor na bunda inteira. Olha, Kaplan, nem que esse meu amigo fosse um tapado... ele entendeu muito bem o que ela estava querendo e aí eu vejo ele beijando e lambendo a bunda da minha mãe!
- E você ficou de pau duro vendo...
- Caraca. Você é bruxo, estava lá me vendo? Fiquei sim, e nem sei porquê! Quando eu olho de novo, lá está ela chupando o pau do meu amigo, que já estava pelado. E depois transaram, ele a comeu direitinho, fez ela gozar. E ainda engoliu a porra dele. Você acha que não tenho motivo para ficar transtornado?
- Acho que você é um idiota. Viu, excitou, deve ter batido uma bela punheta e agora fica recriminando sua mãe... Faça-me o favor, Levi! Deixa sua mãe traçar quem ela quiser!




ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.