"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Tratamento VIP cabeleireira Safada Pt. 2


autor: victorlionheart
publicado em: 17/06/17
categoria: traição
leituras: 1514
ver notas


O dia demorou muito a passar e eu ainda estava pensando na foda que tive com a Célia de manhã, olhando ansioso no relógio esperando a tarde para voltar ao salão e meter naquele rabão grande e gostoso que ela tem e sempre me deixou de pau duro. Minha esposa ainda estava no trabalho, então podia me arrumar tranquilo sem precisar dar desculpas, coloquei um tubo de KY no bolso e por volta das 14:00 eu voltei ao salão. Ela estava sozinha, sentada na cadeira assistindo TV e assim que me viu, sorriu:

- Nossa… Isso sim é vontade de foder, heim? Tudo pra comer meu cú, seu safado? - Ela me deu um beijo na boca e segurou meu pau, que endureceu na mesma hora!

- Vim terminar seu tratamento e essa é a parte que eu mais gosto! - Falei dando um apertão na sua bunda grande e puxando contra meu corpo.

Ela logo tratou de fechar a porta para que ninguém visse e já foi me agarrando e empurrando novamente para a cadeira, me olhando e mordendo os lábios, enquanto as maos tiravam meu short e tirava meu pau duro para fora. Novamente ela se ajoelhou e brincou com a língua na cabeça, limpando todo o melzinho que escorria e então aos poucos foi colocando ele todo na boca quente até eu sentir os lábios na minha virilha e então tirando devagar. Podia ver a quantidade de saliva que deixava e os fios que ligavam meu pau a sua boca!

Continuou me chupando faminta e por várias vezes eu tive que segurar seus cabelos pela nuca e puxar, tirando o pau da sua boca para não gozar. Não podia ainda, queria todo meu leite naquele rabão...foi para isso que eu voltei ao salão da minha nova puta! Coloquei ela de 4 em outra cadeira e ela logo empinou a bunda pra mim, rebolando:

- Não era isso que você queria? Vem pegar! - Ela disse desabotoando a calça e abaixando até a metade das suas coxas, mostrando outra vez aquele fio dental!

- Que eu queria, não! Que eu quero! - Falei dando uma palmada forte em sua bunda, que a fez rebolar e soltar um gemido mais alto!

- Que mão é essa heim seu fpd, também bate na sua mulher assim?

- Não...so bato nas minhas putas! - Disse dando outra palmada forte do outro lado e com a outra mão, colocando de lado sua calcinha e deixando seu cuzinho livre pra mim!

Abri bem a sua bunda e dei uma cuspida em cima dele e passei a massageá-lo com a língua, endurecendo e fodendo com ela, em volta e colocando um dedinho para deixar bem laceado. Seu rabinho engolia meu dedo com facilidade, apertando como se estivesse o engolindo e por várias vezes, ouvia ela sorrindo entre os gemidos e olhando para trás, com uma cara de puta!

Fui até a bermuda e peguei o KY no meu bolso e então quando ia passar, ela me disse:

- Não passa não! Gosto que fode no pelo, que arrombe e me faça gritar!

Aquilo me deixou louco de tesão, então segurei seu cabelo e puxei forte para tras fazendo seu corpo arquear e coloquei a cabeça na entrada do cuzinho. Sentia ela piscando como se o estivesse puxando e querendo engolircomo fazia com meu dedo e então comecei a empurrar ele de uma vez, como me pediu! Ela soltou um grito quando passou a cabeça, arrombando sua pregas e xingava enquanto empurrava o resto sem pensar duas vezes (Talvez tenha se arrependido de me pedir para arromba-la! Hahaha), com uma das maos ela abria a bunda e minhas bolas tocaram sua buceta. Comecei a tirar e colocar já num ritmo louco, fodendo forte, ela gemia, gritava e xingava, mordendo e apertando o encosto da cadeira de cabeleireiro e então a virei para frente do espelho:

- Olha sua vadia, seu cliente arrombando seu cu no seu tratamento VIP! To sendo um bom cliente? - Falava sorrindo, batendo em sua bunda e apertando sua cintura!

- Está...está...seu fdp...nao para de me foder que tô gozando!

Ela começou a esfregar sua buceta por cima da calcinha gemendo mais alto, já nem entendia mais o que falava! Gozou e gritou tanto que tive que tapar sua boca para não chamar a atenção...seu cu apetartava meu pau com força e seu corpo estava mole...foi uma gozada incrivel. Mudamos a posição e ela pediu para me deitar no chão e se sentou, enfiando novamente meu pau no seu rabinho e o engolindo. Cavalgava me olhando, rebolava sorrindo e dando tapas na minha cara, xingando, abaixando o corpo e gemendo no meu ouvido.

- Goza, seu puto! Quero porra dentro do meu cu...enche ele de leitinho vai! - Ela dizia rebolando e apertando meu pau dentro dela.

Não consegui segurar a pressão e então comecei a gozar, soltando jatos de porra dentro de seu rabinho que depois escorria pelo meu pau, saco e coxas, até seu chão… Ela ficou montada em mim até meu pau amolecer e sair do seu rabo, deitada no meu peito ali! Nos recompomos depois de um tempo e nos despedimos!

- Quando quiser outro tratamento VIP, é só aparecer aqui ou dar um toque no meu celular...se quiser, atendo em domicilio! - Ela seu um sorriso bem safado!

Nem preciso dizer que tive esse tratamento VIP quase toda semana, afinal, profissionais assim são bem difíceis de achar!

E-mail: victor.lionheart@hotmail.com
skype: victorlionheart



ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.