"Os mais excitantes contos eróticos"

 

mulher casada ll


autor: ninja
publicado em: 18/06/17
categoria: hetero
leituras: 1537
ver notas


Boa tarde meus amigos que gostam da leituras eróticas,hoje vou contar outra saída com a mesma mulher casada,pois nesse episódio começamos por um simples desafio,como eu amo sexo oral ,um dia pelo zap comentei que queria uma mulher que não cansassem de chupar meu pau por muito tempo e ela prontamente respondeu que iria fazer ,mas fiquei na dúvida e disse que queria ver ela chupar por duas horas ,onde aceitou prontamente.

Marcamos de sair numa terça a noite ,encontramos no mesmo local ,no mesmo motel,assim que chegamos no quarto ,ela mal sentou na cama para falar algo e eu já abri meu zíper e coloquei o meu pau para ela poder abocanhar,segurei firme pelos cabelos e empurrei junto a meu corpo fazendo engasgar,quando tentou afastar a cabeça eu disse pode deixar cair os cuspes que não teria problema e continuei empurrando junto a meu corpo e fui me despindo e tirando as roupas dela ,assim que deixar completamente nua comecei a segurar os peitões pelos bicos e puxando até reclamar de dor ,não dei bola e continuei apertando ,até que reclamou muito ,eu sorri ( ela não sabe que sou Dom e Sádico,nunca contei )soltei e puxei pelos cabelos e dei uns tapas de leve na cara e falava para ela ,chupa minha putinha ,sei que o corno do seu marido não faz o que faço com você e continuei empurrando a cabeça dela contra o meu corpo,fui ajeitando na cama e comecei a me movimentar numa posição 69 ,mas eu nem quis chupar a buceta totalmente molhada nessa altura do campeonato,deixei ela me chupando e com os meus dedos resolvi mexer,brincar só nos clitóris,ora acelerando e ora diminuindo,cada vez que acelerava ela contorcia o corpo totalmente estremecidas,eu só dando risada de sádico,continuei e a minha grande surpresa ela jorrou gozo ,acreditem gozou, jorrou como uma mijada bem dada (sempre quis sair com uma mulher que gozasse dessa maneira,até então só conheci uma mulher que mora no Rio,essa história contarei outra hora).Nessa hora ela parou de me chupar e falou que é a segunda vez na vida dela que aconteceu isso ,empurrei a cabeça contra o meu pau e fiz chupar sem parar,e eu continuei a mexer no clitóris ,com os meus dedos ágeis,ora acelerando e diminuindo num ritmo frenético ,deixando mais e mais louca de tesão e contorcendo seu corpo toda suada de tesão e prazer ,não passou dois minutos e essa vez o jorro foi mais intenso e mais longe ,ela não parava de contorcer seu corpo ,não parei e nessa altura a cama já estava totalmente molhada parecendo que jogou um balde de água ,tão molhada que estava .

Ela me pediu que parasse,pois se continuar a gozar assim o corno poderia desconfiar,chegaria em casa super cansada,eu atendi afinal de contas e minha cobaia e me concentrei totalmente no meu pau que estava na boca dela e comecei a empurrar cada vez mais e mais ,ela engasgava e escorria aquelas águas da boca quase vomitando,não dei moleza e continuei judiando ,empurrando cada vez garganta abaixo e gozei bem gostoso tudo dentro dela ,não teve nem como pensar jogar fora ,pois meu pau já estava na garganta e foi tudo pra dentro ,engoliu todinho contra vontade ,mas não teve mínima chance. Olhei nos olhos dela e dei um sorriso sacana ,como quem diz,quem manda sou eu ........

Espero que gostem dessa aventura ,vocês perceberam que não coloco nome das pessoas ,pois as minhas história são todas verídicas ,para preservar as pessoas não coloco nomes.

Quem quiser minha amizade pode mandar os contatos,para trocar experiencias.



ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.