"Os mais excitantes contos eróticos"

 

A Sobrinha e o Tio Parte V (final?)


autor: mariana1992
publicado em: 19/06/17
categoria: hetero
leituras: 2397
ver notas


A Sobrinha e o Tio Parte V (final?)

Essa é a parte final (mas se quiserem mais, basta pedir), embora haja mais partes, há outros contos que desejo compartilhar com vocês.

Olá! Meu nome é Mariana, aqui vou publicar minhas histórias pessoais e também o que imagino e desejo. Por favor comentem, mandem mensagem, e-mail, estou ansiosa para saber se vocês gostaram. Boa diversão 😉!

*Leia primeiro A sobrinha e o Tio Parte I, II, III e IV.

No dia seguinte, assim que a aula terminou fui direto para casa da minha madrinha. Sem correr, mas andando rápido. Quando entrei ouvi meu tio no celular dizendo que não voltaria para o escritório, dando instruções para que alguém fechasse e certificando que não esquecesse nenhuma luz acessa.

Fui andando bem devagar na ponta dos pés, abracei ele de costas.

-Oi Tio!!!!
-Oi amorzinho! Que surpresa gostosa!

Ele se virou e me beijou segurando minha cintura.

-Sabe, estou gostando de você de uniforme.
-Está é, se quiser eu fico com ele (risos).
-Só um pouco, depois tira porque gosto de te ver peladinha.

Dessa vez fomos para o quarto onde durmo, meu tio ficou com medo de deixarmos “evidências” no quarto dele. Continuei de uniforme enquanto ele tirou a roupa, sentou na beira da cama e comecei a mamar seu pau.

Segurei com as duas mãos e mamei só a cabeça, passava a mão no seu peito, descia pela barriga, segurava suas bolas e olhava sua expressão de prazer.

-Lindinha você de uniforme, esse rostinho, essa boquinha... Dizia enquanto segurava minha nuca.

De repente, sem dizer nada, ele levantou, me debruçou na beira da cama, abaixou minha calça de helanca azul marinho, minha calcinha rosinha, lambeu e babou na minha bucetinha e cuzinho, meteu tão gostoso na minha bucetinha, ele segurava minhas costas, então fiquei só com o bumbum de fora, empinada para ele.

-Hummmm tio que gostoso!
-Que tesão de bucetinha, está gostando?
-Simmm, me pega vai.
-Fala que está gostando.
-Estou gostando, me come tio!
-Tira a camiseta Mari, quero você só de calça.

Tirei a camiseta, o sutiã, ele beijou minhas costas, cheirou meu corpo, deslizou a mão no meu corpo todo e comeu gostoso minha bucetinha. Nunca gostei do uniforme, mas aquele dia eu estava adorando!

Eu já estava toda suada (e molhada) quando meu tio disse:

-Dá seu cuzinho para mim? Desde aquele dia nunca mais fizemos...
-Dou tudo o que você quiser, doeu, mas eu gostei!
-Safadinha, adorei seu cuzinho.
-Uhum, come de novo então tio, agora vou dar mais gostoso, vai que estou cheia de vontade.
-Adoro você falando assim amorzinho.

Então, ele tirou seu pau de minha bucetinha, babou bastante no meu cuzinho, podia até sentir escorrer, acertou seu pau na entradinha do meu cuzinho e meu coração estava a mil.

-Que apertadinho Mari...
-Hummm, que safado tio.

Dessa vez eu já sabia o que esperar, relaxei meu cuzinho e me rendi ao desejo de ser penetrada, dominada por ele. Senti a pressão de quando a cabeça passou, dei um grito, doeu, não vou mentir, mas o grito foi de tesão.

-Aiiiiiiiiiiiiiii!
-Entrou, espera, já vai acostumar tá bom, não aperta seu cuzinho, ele já é pequeno.

Pensei, “ele é pequeno ou seu pau que é grande?

Meu tio me dando instruções, mas pelo tom de sua voz eu percebi que ele estava morrendo de tesão, assim como eu. Meu buraquinho acostumou, senti um prazer intenso quando ele começou a empurrar devagar, empurrava, tirava e empurrava mais um pouquinho, senti a saliva começar a escorrer da minha boca, estava mole, sem força para nada, mais uma vez 100% vivendo o momento. Não conseguia falar, só saiam gemidos e murmúrios.

-Ai, ai, ai. Quando ele empurrava.
- Hu, hu, hu, hu. Quando ele tirava.
- Hummmmm. Quando ele abria meu bumbum e sentia meu cuzinho alargar.

Sentia que ele em cima de mim tremia de tesão e eu mole de tesão. Então resolvi retribuir todo o esforço que ele fazia para me dar prazer.

-Tira um pouquinho tio...
-Machucou você?
-Não, não...

Ele tirou devagar e foi muito bom!

-hu, hu, hu.
-Tudo bem amorzinho?
-Sim, tudo tio, deixa só eu respirar um pouco....

Ele também aproveitou para respirar.

-Vamos na poltrona da sala.
-O que você está planejando em safadinha?
-Dessa vez eu que vou te surpreender tio.

Tirei meu tênis, meia, calça, tirei tudo enquanto ele me olhava. Fomos para a sala de mãos dadas, ele sentou na poltrona, chupei seu pau só para ficar bem duro e então subi em seu colo, igual já havíamos feitos no sofá durante nossas madrugadas, só que dessa vez seu pau não entrou na minha bucetinha e sim no meu cuzinho.

-Que delícia Mari!!!! Caramba!

Segurava seu pau na minha mãozinha, relaxei meu cuzinho e soltei o peso, mas tive que forçar para a cabeça entrar. Meu deu tesão, ele passava saliva no seu pau enquanto eu tentava empurrar para dentro.

-ai, ai, ai, ai. Hummmm.
-Vai assim amorzinho, que delícia, safadinha demais você, hu!

Então segurei em seus ombros e como se fosse instinto comecei a rebolar, bem devagar, sorte que sempre fui boa no bambolê, porque não é velocidade, é coordenação, e foi assim que rebolei, por isso entrou.

-Ai Mari, caramba, menina você me mata!!!
-Hummmmm, huuuuu. Pau delícia você tem.

Meu tio se contorceu, agarrou meu quadril com força e disse:

-ahh... que delícia Mari.

Beijou meus seios, ficamos um tempo assim, quando fui levantar, senti algo quente correndo pelas minhas pernas, era seu gozo, deixei de propósito escorrer até meus pezinhos, se andasse seria pior. Que delícia!

Fui até o banheiro para tomar um banho, ensaboei meu corpo, lavei meus cabelos, deixei a água refrescar meu corpo que exalava tesão. Enquanto me olhava no espelho com a toalha enrolada no corpo, ouvi meu tio dizendo a minha tia que hoje chegara mais cedo e que iríamos preparar o jantar para ela.

Espero que tenham gostado! Comentem, adoro ler os comentários, compartilhar experiências.
Um beijo em especial a todos que estão acompanhando a história e me pedindo continuações. Fico feliz por gostarem dos meus contos, melhor ainda é compartilhar com vocês!

Beijos!!!




ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.