"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Meu amante virtual


autor: tinatanya
publicado em: 20/06/17
categoria: hetero
leituras: 958
ver notas


Aquele sonho tão excitante me deixou mais acesa do que nunca. Precisava fazer alguma coisa pra acalmar todo o desejo que eu sentia naquela manhã. Liguei pra um "amigo" e disse como eu estava. O quanto eu gostaria de ter alguém ao meu lado naquela cama enorme. Ele disse que como estávamos a quilometros e quilometros de distancia, o maximo que podia fazer era me ajudar a gozar. Meu primeiro pensamento foi: vai me deixar pior do que já estou... mas, como eu não tinha nada a perder, resolvi aceitar pra ver no que dava.
Ele me mandou abrir a câmara e foi sussurando ao meu ouvido com aquela voz grossa e máscula, palavras excitantes. Pediu pra pousar o celular num lugar onde pudesse me ver toda. Assim eu fiz. Ele me mandou ir tirando a calcinha com umas das mãos e com a outra sempre dentro da boca. Eu já estava com a respiração pra lá de acelerada. Me mandou espalmar meus seios com uma das mãos e com a outra ir raspando minha pele com minhas unhas desde os lábios, descendo pelo pescoço até chegar nos seios. Com as duas mãos ali, me mandou pegar apenas nos biquinhos e ir torcendo. Aquele voz me dando os comandos estava me deixando maluca. Ele me mandou esticar os bicos o máximo possível. Aquilo me provocava uma dorzinha mas, eu sentia meu tesão crescer cada vez mais. Sentia que minha buceta já estava bem encharcada. Ele dizia que estava adorando ver o líquido que estava escorrendo de dentro de mim. Aquilo me fez lembrar que ele estava me vendo pela cam, visto que eu havia colocado o celular bem próximo da minha bucetinha e que eu estava sem calcinha, com as pernas bem abertas. Ele continuou ordenando pra eu apertar meus seios, circular os bicos com a ponta dos dedos , pega-Los novamente e esticar, esticar, esticar... eu sentia doer mas, não conseguia parar. Aquele tesão crescente estava me deixando fora de mim. Ele mandou que eu fosse descendo lentamente minha mão pelo meu corpo até chegar na buceta. Com os dedos juntos e a palma da mão reta, ele dizia pra eu fazer movimentos descendo até o cuzinho e subindo até a testa da buceta. Ora pedia que os movimentos fossem leves, ora me mandava acelerar. Como eu ja estava toda melada, aquilo facilitava o deslizar dos meus dedos . Sentia meu gozo se aproximar. Ele me mandava parar. Mas,eu precisava gozar. Porém, ele não deixava. Falava que eu só gozaria quando ele deixasse. Ficamos um bom tempo nessa brincadeira gostosa. Quando ele viu que eu não estava suportando mais, ele me mandou socar bem fundo dois dedos dentro da buceta, dobra-Los como se fosse um anzol e com a palma da mão apertar meu grelo o mais forte possível. Eu gozei na mesma hora. Foi a explosão mais forte que já tinha sentido até então . Nesse momento ele me mandou tirar os dedos e continuar como no início : com a palma da mão esticada e esfregando toda a buceta e o cuzinho que estava piscando como nunca. Mal tinha terminado de gozar, veio outro gozo ainda mais intenso que o primeiro. Uauuuuuuu!!!! Como é possível? Creiam amigos, estou gozando aqui só em tentar descrever pra vocês essa experiência maravilhosa. Naquela manhã, Eu teria gozado muito mais se não fosse o adiantado das horas. Um beijão e até a próxima.



ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.