"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Professor Particular Parte II


autor: mariana1992
publicado em: 24/06/17
categoria: hetero
leituras: 1143
ver notas


Professor Particular Parte II

Olá! Meu nome é Mariana (clique no meu nick), aqui vou publicar minhas histórias pessoais e também o que imagino e desejo. Por favor comentem, mandem mensagem, e-mail, estou ansiosa para saber se vocês gostaram. Boa diversão 😉!

Para maior prazer leia primeiro A Sobrinha e o Tio Partes I, II, III, IV, V e VI.


E a próxima aula chegou, ansiosa como sou, não via a hora de chegar! Subi o elevador e lá estava ele, já sentado na cadeira dele, me esperando.

-Oi professor!
-Oi Mariana, como está?
-Bem e você? Dei um riso tímido para ele.
-Bem melhor agora! Sorriu ele.

Ele me deu um beijo e ficou me olhando, me medindo, me devorando com os olhos, eu gostava de ver a lascívia em seus olhos, seu sorriso, sua expressão. O clima de tesão estava no ar.

-E então Mari, o que será, aula ou outra coisa?
-Será aula, mas não de química, nem física.
-Ótimo!

Fiquei de pé na frente dele, como da outra vez, ele me beijou, fiquei com a mãos nos seus ombros, apertando suas costas, ele era atlético. Ele tirou minha blusinha, meu sutiã, ficou um tempo só olhando meus seios e disse:

-Que lindos! Biquinhos pequenos e rosinhas!

Começou a chupar meus seios e enquanto sentia sua língua senti minha bucetinha molhar e o tesão aflorar. Ele beijou minha barriga, me virou de costas, abriu o botão da minha calça, abaixou ele e passou a língua no reguinho do meu bumbum, depois fomos para o sofá, ele tirou a roupa, sua bermuda, sua camiseta, vi seu pau grande e branquinho, estava com cada vez mais tesão!

Ele segurou meu pé direito e começou a esfregar em seu pau, meu pé esquerdo ele começou a chupar dedo por dedo, morder o ladinho e eu sentindo minha bucetinha encharcar.

Passava meu pé no seu saco grande, sentia suas bolas se moverem e me deu vontade de chupá-las, esfregava como se fosse uma punheta! Ele entendia dessas coisas mais assim não convencionais.

-Põe a língua na minha bucetinha professor...
-Safadinha, está com tesão já?
-Sim, já estou com tesão, vem!

Ele ajoelhou, colocou sua cabeça entre minhas pernas, sentia meus pezinhos na pele quente das suas costas largas. Era diferente transar com outro homem que não meu tio, mas também dava tesão, corpo diferente, hábitos e prazeres diferentes.

Ele me chupou tão gostoso! Sua língua parecia um redemoinho na minha bucetinha, ele vasculhava cada canto com ela, sentia formigar, arrepios, cócegas, fiquei tonta de prazer, com certeza gozei naquele momento, foi bom demais!

Comecei a gostar ainda mais, porque percebi que ele sabia como cuidar de uma garota, e eu queria muito ser a garota dele! Ele era muito criativo, me deixava em cada posição que eu nem sentia falta de uma cama.

Ele disse:

-Fica em pé, de costas para mim.
-O que quer fazer... (risos)
-Agora abaixe como se pegasse algo do chão.

Assim que abaixei senti seu nariz no reguinho do meu bumbum, seguida da sua língua na minha bucetinha e senti um calor dentro de mim, sentia o suor escorrer pela minha testa e sua respiração no meu bumbum.

Ele lambeu minha bucetinha e depois colocou a língua no meu cuzinho, eu em pé, ele segurando minhas pernas e minhas mãos apoiadas no chão, como se estivesse me alongando, mas na verdade estava ganhando prazer dele, nem preciso dizer que gozei de novo nessa posição.

Depois fui retribuir todo o prazer que ele me deu, ele sentou no sofá e alisei suas coxas fortes, lambi sua virilha e cheguei em seu saco, era grande, com duas bolonas que me deram água na boca. Lambi seu saco enquanto chupava cada bola, uma de cada vez e enquanto estavam dentro de minha boca fazia movimentos circulares com a língua.

Enquanto mamava suas bolas fazia uma massagem em seu pau, passando minha mão e apertando de leve, punhetando devagar enquanto olhava sua expressão de prazer. Então olhei para ele com minhas duas mãos em seu pau.

-Quer um boquete professor?
-Cai de boca logo!

Coloquei a cabeçona rosa na minha boquinha e comecei a mamar segurando seu saco. Então ele sentou no braço do sofá, como seu pau era longo eu segurava com a mão e sobrava uma parte para eu chupar, ele delirou!

Quando ele gozou eu quase não acreditei! Era muito! Eu pretendia engolir, mas uma parte vazou, porque ele gozou sem avisar, então encheu minha boquinha. Que delícia!

Nesse dia não consegui dar para ele, o nosso tempo era curto, mas foi muito bom! Ele me fez gozar tão gostoso!!! Nos despedimos e voltei para casa devagar com o corpo mole de tanto tesão!

Fiquei feliz por tudo estar acontecendo porque eu adorava e ainda adoro safadezas!!!

(continua... em breve)


Espero que tenham gostado! Comentem, adoro ler os comentários, compartilhar experiências, não esqueçam de clicar no meu nick!
Um beijo em especial a todos que acompanharam a sequência A Sobrinha e o Tio e sempre me mandam mensagens, são minha inspiração. Fico feliz por gostarem dos meus contos, melhor ainda é compartilhar com vocês!

Beijos!!!




ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.