"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Meu marido me deixou foder com outro


autor: Ibida
publicado em: 25/06/17
categoria: traição
leituras: 4153
ver notas


Eu queria fazer meu marido um corno e ele saber e contar é mais gostoso e fiz o que todo homem não resisti na hora da foda parava e dizia me deixa foder com outro e não vou a motel, pois alguém pode descobrir e não quero aqui em casa quero ir ao vizinho e se eu levar ele pro chagão ninguém ver.
E levei tempos até que ele aceitou e ele fica em casa como um corno me esperando e na primeira vez quase sou flagrada e eu fui lá pra chupar. A irmã do rapaz quase me pega na deliciosa mamadeira de puta, mas levantei e limpei a boca e “corri” pra casa e ele meu amado sentiu o gosto de rola na boca bem na porta de casa e como um corno ele me deu um beijo saliente.
A partir eu queria e voltei lá, afinal sendo vizinhos é fácil sair e logo entrar em casa e no inicio pra ser rápido era na boceta e nessa hora eu se lembrava do corno e ia nessa até o gozo e logo eu ‘corria’ pra casa a ter com meu ele, mas numa dessas tinha umas amigas conversando com irmã dele no pátio da casa dele e posso entrar na casa pela frente e por trás e nesse dia entrei por trás e fiz isso porque sabia que elas estavam por lá e a sensação de ser quase flagrada me atraia.
Eu queria dar a argolinha do cu... Lembro-me bem, eu abaixei a calcinha até os joelhos e abri com as mãos a bundinha e ele penetrou e confesso que doeu e dei gritinhos aiiii meu rabinho não demora alguém pode vim e meu marido não pode descobri que enquanto ele fica em casa a esposa vem da o cu e assim foi uma rapidinha e na hora escuto passos e era a irmã dele e levanto rápido o short e calcinha e ele entra pela cozinha e ela quando me viu foi dizendo... Não sabia que estava aqui... E respondir: vi vocês conversando e vi conversar.
É quando ela não estava vendo ajeitei a calcinha e logo fui ver o meu amado e vou explicar a minha desculpa que convenceu meu marido a deixa isso acontecer. Ele deixou porque sabia que o cara iria viajar e por isso passo noites com meu marido num amor ardente.
É claro que no calor da excitação o chamo de corno e ele me chama de vadia que aguenta uma grossa, uma autêntica vagabunda biscateira que merece dar o anel na rua e isso é como um elogio e soco minha boceta no pau dele e gozo falando bem baixinho no ouvido dele... Corno tua esposa é uma vadia vem provar da boceta.
E confesso e chupo o pau dele as claras... Á luz do dia não mente... A vizinha chupeteira e veio de lá e está mamando a tua vara. Tanto que um dia que meu marido não estava fui lá e me deliciei na mamadeira a luz do dia e eu tinha um fetiche de boqueteira e foi por isso que convenci meu marido, ou ele me deixa mamar caceta ou o negocio esquenta na casa puta tem que chupa rola.
E por isso levei um copo e fiz ele goza no copo e escovei os dentes com o conteúdo do copo até deixa-los brilhantes e de ônibus fui pra faculdade e sabia que encontraria amigos (as) no ônibus e podia conversar e sorrir e mal sabem que a casada acaba de mama uma cacetona. E consegui levar ele pra casa e me marido ficou escondido do outro lado da porta e olhei na direção do meu marido com o pau na boca e eu sabia que ele estava batendo uma punheta e foi a primeira e única vez que meu marido me viu dando o cuzinho pra outro.
A partir dai fiquei com vontade de grita de dor como eu fiz no quarto pro meu marido ver, eu queria dar o cuzinho na cama dele também e esposa gritando dando o cuzinho é super dez e pra isso esperei todos dormirem e levei o celular e liguei pro meu amado enquanto chupava o pirocão do meu rapaz no quarto dele. Era um som de slup, slups, e claro quando ele ficou em cima de mim com o pau duro bombando na boceta e estou falando maciamente com meu marido. Dizendo... Amor à conversa com minha amiguinha tá tão boa me espera, eu te amo... E só disse thau quando virei de costas e pus uma mão pra trás abrindo a bundinha e o pau dele abriu minhas pregas e gritei e dei uma rebolada sutil e quando a cabeça abriu as pregas e enfiei da cabeça ao talo tal qual fiz pro meu marido ver.
E quero que entendam uma coisa, dar a boceta é fácil mais fica sem sentido volta pra casa sem dar por trás... Senão como vou mostrar que volto com as pregas sem estar frouxas? Toda esposa sabe... Maridão gosta que a esposa volte pra casa com a rosquinha bem comidinha pelo menos meu marido gostou do que viu e quis na minha bundinha.
Agora tenho que dizer o que acontece quando volto pra casa e destaco essas pra historias de marido e esposa e segredos de alcovas. Houve ocasiões que combinamos, ele me espera na cama e chego bato a porta e entro e sento no pau dele... O dialogo é pouco, mas quando esquenta em termo de falar putaria é quando eu digo... Escuta o som ela estar cheia de porra e ele fica tarado e ele mesmo diz que ele é corno e que sou uma vagabunda e ele vai nessa até gozar e agora ele que gozar na minha cara logo que eu chego, mas ele não que eu chupe ele só que bater uma na minha cara e confesso que essa fantasia dele me surpreendeu e a esposa vagabunda ou não que já recebeu uma gozada na cara logo que chega da rua sabe que é excelente.
E foi a partir dai que comecei a dizer coisas... Fode marido... Tá vendo como meu ânus tá frouxo?... A formosa esposa saiu de casa pra da e aguentou uma grossa no rabo e digo isso gritando às vezes é de dor outras são com gel, mas mesmo assim grito e o chamo de corno e que não tem nenhuma prega pra ele arrebentar e que vou trazer um pra comer o cuzinho dele e ele me castiga por fala de uma forma tão vadia e me obrigar chupa o pau dele sem usar as mãos. Mas eu não consigo e tenho que por as mãos.
Fui muito bom enquanto durou o tal se foi e não ficamos procurando outro, pois o difícil não é fazer e sim o sigilo. Mais quem sabe no futuro? A verdade é que eu tenho um amigo, se meu marido confiar talvez eu possa da e beija-lo com gosto de rola na boca.




ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.