"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Loira da faculdade


autor: odeflor
publicado em: 26/06/17
categoria: aventura
leituras: 1274
ver notas


Aconteceu quando ainda estava casada com meu ex, resolvemos passar um final de semana diferente em uma cidade turística próxima ficava uns 100km de distancia. Cidade pequena pacata onde a vida acontecia em um ritmo diferente.

Ele estava de férias e eu não trabalhava na época então resolvemos alugar um quarto em uma pousada na área rural onde poderíamos desfrutar a natureza, era mês de dezembro fazendo aquele calor, ficar próximo a natureza era tudo de bom desfrutar da comida caseira piscina cachoeira caminhadas e a noite ir até a cidade próxima para curtir a vida noturna do lugar e assim fomos, arrumamos as malas fechamos a casa e rumo ao interior.

Chegando no local era maravilhoso gente hospitaleira e uma senhora simpática veio nos receber, já tínhamos feito reserva pelo telefone. Mostrou a pousada os quartos apresentou os empregados mostrou a piscina enfim explicou as regras e disse que demos sorte de conseguir um quarto neste final de semana, estava todos ocupados por um pessoal de São Paulo que iam participar de um trabalho de faculdade e pegaram todos os quartos um dia depois de meu marido ter ligado e acertado o quarto, era cerca de 20 pessoas entre homens e mulheres e iam ficar 4 dias para realizar trabalho nas fazendas e iam se alimentar e dormir na pousada.

A tarde começaram a chegar o pessoal, era um pessoal simpático tinha rapazes moças e uma em especial me chamou a atenção era uma loira com seus 1,70 um pouco acima do peso mas estava com tudo em cima chegou com um rapaz um pouco gordinho segundo informações era professor e a aluna esse professor que organizou tudo as aulas os quartos enfim era o responsável pelo pessoal da faculdade da capital.

Chegaram e já foram fazendo amizades como éramos os únicos diferente resolvemos nos enturmar e conversar com o pessoal.

A noite chegou como estávamos cansado da viagem resolvemos ir dormir e logo cedo mas logo acordei com o barulho do quarto ao lado acho que eles estavam jogando logo sossegou tudo e começou a uma gemedeira parecia que tinha gente transando. Olhei do lado meu marido estava dormindo então fiquei quieta para tentar ouvir o que estava acontecendo no quarto ao lado “curiosa”, a gemedeira aumentava até um ponto em que levantei coloquei roupa e fui de pé em pé ver o que estava acontecendo cheguei até a sacada onde conseguia ouvir melhor e quem sabe ver melhor também. Sai da minha sacada e entrei na sacada do quarto em questão fiquei escondida e consegui ver o que estava acontecendo lá dentro pois a luz estava acessa, era uma mulher sentada em cima de um rapaz, ela estava pelada rebolando gemendo e alisando seu cabelo seios, sabia que era alguém do pessoal da faculdade mas a curiosidade falou mais alto e quis saber quem era, cheguei mais perto da porta afinal do lado de fora estava escuro e a cortina estava aberta, a porta estava fechada somente com o vidro. Pude ver e ouvir melhor também era aquela loira que me chamou atenção estava transando com um rapaz ela estava sentada em cima de seu pinto acho que ele estava com seu membro todinho dentro dela a mão dele estava amarada na cabeceira da cama, ela cavalgava gemia e apertando seus peitos mexendo igual uma cadela no cio. De repente ela levanta fala alguma coisa no seu ouvido e amarra os pés dele também na cama com umas tiras de pano e começa a fazer uma chupeta no seu membro ela coloca todinha na boca depois tira passa os seios nele passa a buceta eu fico com tesão só em ver aquilo que transa diferente.

O cara não consigo ver quem é, logo ele diz que esta gozando o pinto todinho boca dela sem camisinha, ela tira de dentro e vejo o esperma escorrer da boca e cair na barriga dele, ela então fala para ele.

Loira - sua esposa não faz desse jeito.

Nessa hora entro fico com medo de ser descoberta, estou com tesão acordo meu marido e conto o que vi no quarto ao lado e tiro minha roupa camisola fico nua e vou em cima do meu marido já tiro aquele pinto para fora e começo a fazer uma chupeta depois ele me pega de quatro soca tudo dentro e goza inunda minha buceta assim mato meu tesão e voltamos a dormir.

No outro dia estávamos tomando café já quase terminando chega é a loira sozinha e com uma calça leg que mostrada as curvas sua buceta, meu marido já cresce o olho. Ela senta junto com suas amigas e começa a conversar e dar risadas.

Durante o dia não vimos o pessoal acho que foram para a fazenda estudar, lá pelas 15hs começam a chegar alguns almoçam outros vão direto para a piscina como nos já tínhamos caminhado andado de cavalo ido na cachoeira estávamos descansando e esperando chegar a noite para ir até a cidade, nos estávamos deitados na rede próximo a piscina e ficamos somente vendo o pessoal brincando e tomando sol a loira que falei anteriormente chega e sempre rodeada de homens eu fiquei de olho nela para ver se consegui perceber algo e para tomar conta do meu marido. As outras moças eram bonitas e até mais gostosas mas ela era a mais assanhada e os homens aos seus pés.

A noite fomos para a cidade como já tínhamos feito amizade com o pessoal demos carona de ida para umas moças e no caminho fui puxando a boca delas queria saber mais sobre que curso eles estavam fazendo onde moravam e foi ai que explicaram tudo era um pessoal já formado que estava fazendo um curso de um ano que tinha que ver com as fazendas da região era um curso de agronomia e etc.

Falaram que a maioria deles eram casado e que as esposas e maridos tinha ficado na capital mas que da próxima vez eles vinham, sem querer ser chata perguntei quem era o professor e me falaram que era o gordinho aquele que vi com a aluna loira.

Bom chegamos na cidade e já fomos logo entramos num bar que tinha musica ao vivo e a noite estava animada, nossa mesa ficou as meninas que veio com a gente e sentou também outros dois rapazes que era uns gatos mas eu estava com meu marido nem pude olhar do lado, a loira estava em outra mesa o gordinho professor com ela tinha mais pessoas também umas 6 no total na mesa, comemos, tomamos dançamos a noite estava uma delicia e o pessoal bem divertido quase meia noite fomos embora a cidade ficou deserta e fomos terminar a noitada na pousada pegaram um violão e abriram umas cervejas e começaram uma cantoria em volta da piscina estava calor teve uns garotos e moças que entraram na piscina, inclusive a loura que a essa altura já estava meio altinha, depois veio sentar na nossa mesa ai começamos a conversar era uma pessoa simpática falou que era casada era formada em agronomia morava em São Paulo e estava fazendo o curso para melhorar na vida profissional, ficamos ali conversando e bebendo depois de um tempo meu marido foi dormir eu fiquei com ela e mais uns rapazes ai vieram todos para nossa mesa e a coisa começou a esquentar.

O professor sentou próximo a ela e já deu um beijo e começou os carinhos alisou suas coxas, fiz cara de que não estava entendendo nada mas na verdade estava entendendo tudo e ali já começaram os amassos ela não queria mas ele insistia até um momento que ela levanta vai em direção a outra mesa e senta e da um beijo em outro rapaz agora não entendi nada mesmo, afinal quem era seu amante “os dois”. A coisa começa a esquentar na mesa ao lado até uma hora que ela me convida para sai dali ir para seu quarto conversar a sós, sem entender nada resolvi aceitar lá ela me explicou que conforme tinha falado era casada mas dava uns pulos por fora o professor e um aluno era um caso dela e hoje era não queria sexo com nenhum dos dois queria somente descansar conversar eu fiquei só ouvindo ela elogiou meu corpo falou que meu marido era bonito nos formamos um casal bonito ela tirou a roupa pude ver seu corpo que como disse anteriormente estava um pouco acima do peso mas estava tudo no lugar um seios grandes e duros uma bunda grande uma coxa grosa e um pouco de barriga mas ela era uma mulherão, contou que gostava de fazer sexo antes de casar era garota de programa e depois que casou parou com isso mas o tesão fala mais alto de vez em quando ainda gosta de umas aventuras que seu marido não sabe, como já tinha mais intimidade contei que tinha visto ela na noite anterior pela janela, ela contou que era o seu professor riu e falou que gosta de deixar ele louco mas ele é muito pegajoso e fica no pé dela, tem medo do marido acabar descobrindo, ficamos conversando um bom tempo ela contou das suas aventura de quando era garota de programa que uma vez chegou a transar com 3 homens de uma só vez transava com casal, que adora sexo violento e quando vimos o dia já estava quase amanhecemos e acabamos por ai, ela disse que outro dia continuava o assunto.

No outro dia pela manhã contei tudo ao meu marido e aquela conversa não saia da minha cabeça aquela loira transando com dois homens com um casal, mas passou de manhã não vi ela deveria ter ido na fazenda fazer trabalho da faculdade a tarde logo apos o almoço consegui ver ela na piscina com outra meninas brincando me aproximei e resolvi entrar na brincadeira, que por sinal as meninas estavam soltinhas acho que tinha bebidos algo me pegaram apertaram minha bunda meus seios estava ficando com tesão e quando vejo meu marido se aproxima e me chama para ir com ele até a cidade que pena resolvi aceitar a fui tomar um banho e me arrumar quando estávamos saindo encontrei a loira no corredor me pedindo uma carona então falei com meu marido e fomos, ela foi sentada atrás estava com uma saia rodada e uma blusa decotada que deixava bem a mostra seus seios no caminho conversamos e o assunto acabou chegando no da noite anterior, ela disse que gosta de fazer sexo oral gosta de ver as pessoas sentindo prazer com a língua dela me elogiou novamente falou que queria transar com o casal que eu quisesse, meu marido ficou só ouvindo não falava nada até uma hora que ela pediu para parar meu marido levar ela em uma cachoeira que ela tinha passado lá no dia anterior, chegando lá descemos do carro o lugar era lindo ela caminhou em direção ao meu marido beijou ele pegou seu pinto por cima da roupa, eu mão sabia o que fazer que pedia para parar com isso se entrava na brincadeira resolvi dar corda.

Meu marido tirou o pinto para fora ela ajoelhou e já começou a fazer um boquete eu beijava a boca ele não sabia o que fazer ficamos as duas ali em cima dele o pinto dele esta duro ela passa pelo seus seios e continua o boquete, ele aperta meu seios aperta minhas coxas quando vejo a boca dela esta cheia de porra escorrendo pelos cantos então meu marido fala assim.

Marido - Bebe sua puta não deixa cair nada sei que você gosta é leite direto da fonte.

Ela resolve acatar o que meu marido falou e engoliu tudo e depois veio me deu um beijo que foi um dos mais gostosos que já recebi uma boca macia delicada com gosto de porra do meu marido.

Depois que ele me comeu, comeu o cu dela a seu pedido, meu marido adorou falou que era um cu muito gostoso mas preferiria o meu que era maior “risos”.

Eu fiquei com ciúmes mas não deixei eles nem conversar direito sua mulher sou eu e não quero ficar dividindo com outra.

Ela falando para meu marido - Sua mulher é muito gostosa muitos homens deve querer comer esse bucetão essa bundona gozar nos seios e chupar essa buceta eu que não gosta fico com tesão, tem um rapaz da minha turma que esta querendo comer ela se você deixar eu aproximo os dois.

Meu marido – não quero dividir essa mulher com ninguém só quem come essa buceta sou eu.

Nisso encostou a bunda dela no capô do carro e enfiou o pinto naquela buceta de novo agora toda melada de tesão e eu fiquei beijando a sua boca e passando a mão no corpo nos seios daquela loira até uma hora que meu marido tira de dentro e fala

Meu marido - Abre a boca esposinha quero gozar dentro dela

Assim fiz que porra quente encheu minha boca e dividi com minha amiga que ainda estava de quatro no capo do carro, deixei o esperma escorrer da minha boca para a boca dela para os seios grande macios, meu marido queria mais assim transamos até quando seu pinto dava sinal de vida chegamos na chalé já a noite e exaustos fomos descansar e depois de um tempo acordo com o barulho da minha amiga transando novamente no quarto ao lado, que fôlego era uma profissional mesmo. No outro dia ela foi embora logo pela manha nos despedimos e nem peguei o contato dela para não cai na tentação e depois procurar ela e meu marido acabar gostando.

Se ela ler este conto vai se identificar.





ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.