"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Minha prima tesuda


autor: MarcosDotado
publicado em: 02/07/17
categoria: incesto
leituras: 3033
ver notas


Vou começar a contar uma história que se passou a mais ou menos 2 anos atrás, meu nome é Wesley, eu tenho 19 anos, tenho uma prima que se chama Paula que tem 21 anos, Paula morava na msm rua que eu , nós fomos criados juntos até os meus 12 anos de idade, depois disso ela mudou-se para a casa de minha avó que fica em outra cidade, pois meus tios haviam se mudado para o exterior e haviam deixado ela com a minha avó, e nunca mais vi minha prima, pois bem, há 2 anos atrás minha avó veio a falecer.

E e como os parentes mais próximos dela éramos nós Paula teve que vir morar conosco e eu fiquei muito feliz, pois havia muito tempo que queria matar a saudade dela, pois eramos muito amigos, fazíamos tudo juntos quando pequenos, no aeroporto quando meu pai e eu fomos buscá-la para ela ir para nossa casa eu fiquei imaginando como ela estaria, se havia mudado , que mulher ela havia se tornado, nisso o avião dela chega e nós a esperando, quando vejo uma gata sensacional vindo em nossa direção, quando me dou conta era ela, minha prima, ( E QUE PRIMA !!! ), mal podia acreditar que Paula tinha ficado daquele jeito, ela estava muito gostosa , seios bem redondinhos e médios para grandes, coxas bem grossas , um bunda que é daquelas a gente olha e fica imaginando metendo nela, ela estava com um corpo lindo, ela chegou e cumprimentou o meu pai, e chegou em mim e disse :

OI WESLEY, A QUANTO TEMPO QUE A GENTE NÃO SE VÊ, e me cumprimentou também e me deu um beijo no rosto , quando ela me deu esse beijo pude sentir o perfume dela , o cheiro que ela tinha , ai eu com aquela cena , vendo aquela mulher maravilhosa na minha frente mal consegui dizer uma palavra , porque ela estava vestida de um vestido preto decotado bem agarrado e muito curto e eu fiquei olhando para os seios dela , pois nem conseguia prestar atenção no que ela dizia, ai para responder a ela somente disse que era verdade que a gente não se via a muito tempo e pra não deixar aquela oportunidade se perder, disse a ela que estava morrendo de saudade dela. nisso fomos pro carro e depois pra minha casa, ela reviu minha mãe e minha irmã e ficamos os todos conversando até tarde da noite.
Quando minha mãe com meu pai disseram que iam se deitar para dormir porque na manhã seguinte tinham que ir pro trabalho, nisso foram eles dois e minha irmã também foi com eles pro quarto dela, e ficamos só eu e Paula na sala conversando e contando das novidades e das coisas que haviam acontecido nos últimos anos que nós não estávamos juntos.

Ai ela disse que estava cansada e que estava também com muito sono, fui e mostrei o novo quarto dela, e ajudei ela a arrumar a cama, e ela disse que iria tomar um banho, nisso fui pro meu quarto e a deixei no quarto dela, e fiquei no meu quarto só lembrando de minha prima , na mulher gostoso que ela estava, não me contive e comecei a bater uma punheta , quando eu menos espero o pior aconteceu....

Paula abriu a porta e me viu tocando punheta , quando ela me viu me olhou por alguns segundos e fechou a porta , fiquei morto de vergonha , e não tive coragem de sair do meu quarto para ir fala com ela pedir desculpa pela cena que ela tinha visto sem querer...

Depois disso no outro dia no café da manhã minha irmã que é mais nova havia ido pra escola e meus pais pro trabalho e Paula ainda estava dormindo, eu estava tomando café da manhã quando ela aparece na cozinha e diz : BOM DIA, DORMIU BEM ? , eu sem saber o que falar, fui direto ao assunto e disse,: DORMI SIM, OLHA DESCULPA POR ONTEM A NOITE EU NÃO SABIA QUE VOCÊ IA ENTRAR NO QUARTO.
Ai ela disse que não era pra mim não se preocupar, porque ela não tinha ligado pra isso, ai eu disse que então estava ótimo porque eu tinha pensado que ela tinha se incomodado, pra minha surpresa ela me disse assim : EU SÓ FIQUEI CHATEADA DE VOCÊ NÃO TER ME CHAMADO PRA MIM IR TE CHUPAR. na hora eu fiquei bobo, a minha prima que não a via a anos me dizendo aquilo na hora eu esqueci que era minha prima, só via aquela mulher linda de pele clarinha , olhos castanho-claro, cabelo castanho escuro e lisinho, e disse assim : NESSE CASO NÃO SEJA PR ISSO, VOCÊ PODE FAZER ISSO AGORA SE VOCÊ QUISER .

Ela disse que sim, nisso eu me levantei fui até onde ela estava e comecei a beijá-la sem parar, passei a beijar seu pescoço, a chupar ela, e ela dizendo que estava louca de vontade de dar pra mim, só que não sabia como porque quando morava com minha vó, sempre sonhava que estava transando comigo, ai eu disse, se você tá com vontade eu vou fazer ela passar, ai eu peguei ela no colo, a levei pra sala e sentei ela no sofá com as pernas bem abertas e fui metendo minha lingua em sua buceta que tava tão molhada que parecia que até já tinham chupado e lambido ela antes, dei muitas linguadas bem dentro da buceta dela , ela se contorcia e gemia feito uma puta, e dizia pra mim : ME CHUPA VAII, ME CHUPA , AIIII QUE LINGUA GOSTOSA, FAZ EU GOZAR FAZ PRIMINHOOO.

Dai fui chupando ela até que ela não aguentou e gozou na minha boca, que delicia que foi sentir todo o néctar dela na minha boca e ela sorrindo pra mim dizendo que tava adorando, ai eu não me contive peguei ela , coloquei ela de quatro na beirada do sofá e enfiei meu pau inteirinho nela de uma só vez, ela deu um grito : Aiiii, TÁ DOENDO, MAS TA GOSTOSO, NÃO PARA CONTINUA E NÃO PARA, e eu enfiava toda o meu pau na buceta dela e ela delirava de tanto tesão até na hora que eu avisei que não tava mais aguentando e que ia gozar, ela disse que não , porque queria que eu goza-se no cuzinho dela.

Dai ela ainda de quarto, tirei meu pau de dentro da buceta dela que tava vermelhinha e muito inchada, e encostei a cabeça dele bem na portinha do cuzinho dela e fui forçando , e forçando até que entrou a cabeça. e ela deu um grito e olhou pra trás, quando eu vejo o rosto dela vi que uma lagrima caia do rosto dela de dor que estava sentindo, ai ela disse : ENFIA DE UMA VEZ MEU PRIMINHO GOSTOSO, VAIII QUE EU TOU ADORANDO ISSO. aii não tive dó dela , forcei mais e mais até que ele entrou tudinho .

Ai fiquei num vai e vem bem lento pra ela se acostumar com minha pica no rabo dela e fui aumentando a velocidade das estocadas nela e ela ia gemendo , e gemendo sem parar , até que eu gozei no rabo dela e não parei de me meter quanto mais eu gozava mais eu metia bem no fundo do cudela , até a hora de as minhas bolas baterem na bunda dela ,e o a minha porra escorria na bunda dela e ia até a buceta, ela se masturbava e quando viu que minha porra tava escorrendo para sua buceta , lambuzou a mão com a minha porra e levou até a boca. quando eu tirei o meu pau do cudela ela se ajoelhou e ficou chupando ele sem parar até que ele ficou limpinho e bem duro outra vez, ela não pensou duas vezes, ficou chupando até que eu gozei de novo na boca dela e enchia a boca dela com a minha porra e ela engoliu tudinho, depois disso a gente foi tomar banho nós dois transamos outra vez .
Depois disso ficamos juntinhos o dia todo até que a minha irmã chegou da escola e não pudemos mais fazer nada, depois desse dia toda a vez que ficávamos sozinhos em casa nós transamos, quando saímos para algum lugar todas as vezes vamos pra um motel e ficamos lá por horas metendo bem gostoso naquele rabo que só ela tem.



ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.