"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Vizinha prestativa


autor: odeflor
publicado em: 28/07/17
categoria: aventura
leituras: 2003
ver notas


Oi conforme conto anterior tive um caso com meu vizinho garoto de 17 anos na época, ensinei coisas em relação a sexo e claro aprendi também, garoto foi em casa me ajudar e transamos fui a primeira mulher da vida dele. O caso não foi adiante a nossa diferença de idade era grande eu acabei arrumando um namorado e ele ficou na lembrança.

Passado uns anos ele já mais velho mais experiente estava namorando uma menina na qual conhecia, nossos olhares sempre se encontrava nos corredores no condomínio enfim batia aquela saudade mais da parte dele da minha estava resolvido foi bom mas passou.

Semana passada sua mãe me procurou pedindo um favor na qual não podia negar uma vez que ela sempre me ajuda inclusive ele só foi parar no meu apartamento anos atrás por ajuda dela, mas ela não sabe nada do que rolou entre nós. Ela seu marido e a filha iam viajar por uns 15 dias e ele ia ficar sozinho em casa estava trabalhando e não podia deixar o serviço era para eu fazer a comida dele o jantar uma vez que almoço ele almoçava na empresa e o resto ele se virava. Como falei conhecia bem a família e também o garoto aceitei na hora não podia negar um favor desses, me explicou direito como ia ser eu ia fazer a janta ou almoça e ia deixar na geladeira da casa dela, segundo informação dela nem íamos nos encontrar era como o sol e a lua “risos”.

E assim foi era uma quarta feira quando eu iria começar a fazer as refeições para ele, fiz como de costume faço para min e separei um pouco a ele coloquei na vasilha e na hora que fui trabalhar de manha passei no apartamento e deixei na geladeira, ela tinha me deixado a chave, outro dia pegava a vasilha e deixava outra e assim foi.

Fiz isso na quarta, quinta e sexta feira já no sábado como não tinha trabalho resolvi deixar na geladeira para mais tarde entregar, sai para ir ao supermercado e passei no apartamento para deixar na geladeira foi quando ouço uma conversa lá dentro ai pensei comigo, “acho que não deveria ter entrado estou atrapalhando algo”, ouvi novamente barulho e estava vindo na minha direção tentei ser rápida mas não consegui era ele pelado vindo na cozinha acho que para tomar agua ou pegar algo não sei. Quando ele me viu tomou um susto todo pelado achou que não ia encontrar ninguém na cozinha e logo em seguida veio sua namorada também pelada e falando.

- Pega logo o copo para gente tomar o vinho.

Quando me viu também ficou assustada deve ter pensado assim, “o que essa mulher esta fazendo aqui”.

Me expliquei, pedi desculpa, os dois não sabia onde enfiar a cara e desejei uma boa transa aos dois e sai dali.

Fui embora e fiquei com aquela cena na cabeça dois pelados ele com aquele corpo maravilhoso sua namorada idem novinha com tudo em cima acho que iam transar a tarde toda naquele apartamento. Veio aquele tesão aquele fogo fui tomar um banho gelado liguei para uma amiga para sairmos e tentar esquecer aquela visão dos dois.

No outro dia era domingo como tinha pisado na bola fiquei esperta e resolvi primeiro apertar a campainha para depois entrar e assim fiz, apertei varias vezes ninguém apareceu resolvi entrar coloquei as coisas na geladeira e como não sou de ferro resolvi dar uma olhada no apartamento coisa de mulher curiosa e com tesão queria ver o que eles andaram aprontando.

Não achei nada de anormal, cama arrumada, roupas no lugar foi o suficiente fui embora mas aquele rapaz pelado voltou aos meus pensamentos. A noite estava assistindo TV quando a campainha tocou era ele na minha porta me pedindo desculpa por ter aparecido pelado naquele dia e trouxe uma garrafa de vinho para me agradecer os pratos que tenho feito e deixado na geladeira. Entrou sentou no sofá e começamos a conversar ele contou da sua namorada e como sempre me elogiou dizendo que nunca me esqueceu que as namoradas que ele sai e transa não são iguais a min e ele tem vontade de repetir a dose. Conversamos um pouco e não resisti começamos ali mesmo no sofá um beijo gostoso cheio de tesão ele me pega de um jeito que fico louca peço para ele parar, ele não para e levanta minha blusa beija meus seios aperta ai que tesão perco até os sentidos e começo a retribuir as caricias, apertava a cabeça dele entre meus seios que delicia ele retribuía beijando passando a língua no meio deles e assim ficamos por uns 20 minutos até a hora que ele levantou e abriu o vinho coloquei na taça e ficamos lembrando da sua transa comigo ele disse que nunca esqueceu da minha buceta sempre bati punheta pensando nela, disse que tem ciúmes quando me vê com outros homens.

Logo o seu telefone toca era a namorada na porta do seu apartamento querendo entrar, ele fica sem jeito não podia sair dali senão era visto, inventou para ela esperar ele na recepção que logo estava chegando, esperou ela sair dali e foi embora mas falou que queria continuar a conversa comigo só que no quarto dele, ia dar um jeito de despistar a namorada e queria ficar comigo nessa noite. Falei que não ia rolar nada que era para ele aproveitar e ficar com ela, eu não queria atrapalhar os dois, assim ele foi embora e logo vejo ele entrando no apartamento com a namorada, acho que ia ficar com ela.

Quase 22hs noite vou dormir e quando estou deitado na cama já de camisola a campainha toca, coloco roupa e vou ver era o vizinho não deixo ele entrar me puxa meu braço e me da um beijo percebo que ele já esta um pouco alto acho que tomou cerveja com a namorada. Brigo com ele mando embora digo para ele ficar com sua namoradinha que eu não quero nada empurro ele para fora tranco aporta e volto para cama. Na cama começo a pensar naquele garoto podia estar com ele agora me deliciando daquele corpo daquela língua me arrependo, como estou com a chave passado uma meia hora resolvo ir até seu apartamento e fazer uma surpresa, vou de camisola mesmo afinal as portas são próxima ninguém vai ver abro a porta e entro procuro aquele garoto lá dentro não acho e penso. “mais que FDP saiu atrás de mulher” quando estou saindo do apartamento ouço barulho no corredor lado de fora me assusto e volto para o quarto e ouço barulho na fechadura da porta, fico apavorada eu de camisola lá dentro não sei o que fazer penso rápido e vem a ideia de entrar no quarto do casal e me esconder por lá e assim faço.

Ele entra com uma mulher pela voz não é a sua namorada voz é muito diferente e já ouço barulho de beijos e pegação “vai com calma, ai não, cuidado” o barulho fica mais longe os dois entra no quarto ai penso vou esperar um apouco e sair daqui sem ninguém me ver, quando vou sair passo pelo corredor e vejo a porta do quarto aberta os dois transando uma moça morena de quatro na beira da cama toda pelada com seios grande balançado e ele em cima dela enfiando seu pau buceta os dois gemendo e não me veem, o tesão falou mais alto fiquei olhado aqueles jovens se pegarem com maior vontade, ele agarra o seios dela com uma mão puxa o cabelo com a outra soca com força e anuncia que vai gozar, ela como uma boa cadela fica quieta esperando o leite do seu macho vejo ele se contorcer e dar uma última estocada na buceta dela e caírem os dois na cama exausto, nessa hora ele nota minha presença levanta rápido e me pega no corredor e fala assim.

- Há sua cadela você estava ai o tempo vendo seu macho.

Nisso a menina também aparece no corredor e pronto estava feito o estrago agora é tentar arrumar, a moça fica assustada não sabe o que fazer cobre o corpo com a camisa dele. Eu ali de camisola ele pelado a menina tentando tampar os seios o que tem para se dizer. Pedi desculpa a eles por ter feito isso, estava indo embora quando ele me pegou pelo braço e falou.

- Agora você vai ficar e vem participar da festa, vamos começa a beijar a Lucia (Lucia era o nome da menina).

Depois daquilo tudo, ser pego duas vezes dentro do apartamento dele, da vontade que estava de ser fodida por ele ia sim participar da festinha com eles. Me aproximei da menina era uma morena magra seios grandes um pouco caídos cintura fina uma coxa e bunda média lisinha, olhei na sua bucetinha toda depilada escorrendo porra pela coxa que tinha acabado de receber. Ela foi simpática começou a me beijar acariciar meu corpo por cima da camisola ele vai até a cozinha pega um vinho abre e vem com 3 tacas da uma para cada senta na cama e fala.

- Vamos quero ver as duas se pegando até meu pau ficar duro novamente, ai quero entrar na brincadeira e gozar muito nessa noite.

Tomamos um gole de vinho ela me despiu com carinho de uma mulher chupou meus mamilos delicadamente o suficiente para eles ficarem durinhos, passou a mão na minha buceta por cima da calcinha depois enfiou a mão e sentiu minha lubrificação e continuou beijando meus seios e falando.

- Você esta no ponto toda lubrificada quero chupar sua buceta antes de entrar um cacete nela deixa.

Como não vou deixar deitei na cama abri as pernas peguei a taça de vinho deixei cair um pouco na minha buceta e falei.

-Vem Lucia ela e toda sua, chupa igual ima criança quando ganha um pirulito.

Nisso ela da um gole no vinho e vem para cima da minha buceta, começa a sentir aquela língua maravilhosa quente eu começo a massagear seus seios grandes lindos com uma das mãos enquanto ele começa a me beijar e esfregar aquele pinto no meus seios que deixa todo sujo de resto de porra, derramo um pouco de vinho nele e falo.

- Lucia agora quero no meu seios vem, limpa eles para min.

E assim ela vem que delicia, chupa meus seios junto com o pinto dele já duro e querendo entrar em alguém, aproveito e massageio as bolas ele fica louco.

Depois deito de barriga para baixo e começam a massagear minha bunda, minha coxa, costas, nuca que massagem deliciosa, sinto ele deitando em cima de min seu pinto procurando a entrada da minha buceta ela ajudando com sua não na entrada, sinto a cabeça invadindo minha buceta toda lubrificada e pronta para ser penetrada por um macho começo a gemer e pedir mais.

Me comeu de bruços, de quatro papai e mamãe chuparam meus seios buceta, ela também recebeu pinto de todas os jeitos quando não tinha pinto ia a língua o dedo afinal duas mulheres no cio para um homem só fica difícil de dar conta do recado, ficamos até de madrugada naquela luxuria estávamos exaustos dormimos ali mesmo eu ele e a Lucia.

No outro dia acordei cedo fui para meu apartamento tomar banho me arrumar para trabalhar, era segunda feira nem vi mais ele e a Lucia.

Que noite até a volta de seus pais voltamos transar, só os dois, outra aventura.




ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.