"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Sutiã de lembrança da noite


autor: odeflor
publicado em: 04/08/17
categoria: aventura
leituras: 661
ver notas


Em uma de minhas viagens conheci um rapaz que me ajudou fazendo um serviço no meu carro, um moreno aparentava ter uns 22 anos falante bonito simpático, trabalhava numa oficina mecânica. Passado uns meses estava eu na loja conversando com uma funcionaria e quem entra . . . .

Exatamente aquele rapaz, nossos olhares se cruzaram, como já me conhecia vem em minha direção cumprimenta e começamos a conversar e acaba esquecendo sua compra, falou que estava na cidade a procura de emprego ia passar uns dias logo estaria voltando para sua cidade natal se não achasse emprego, expliquei que trabalhava ali e também morava nesta cidade como ia passar um dias me deu seu telefone e assim me deu um beijinho no rosto de despedida e foi embora.

No outro dia me ligou querendo informações sobre a cidade lugares onde conseguia comprar alguma coisa e também endereço de cartórios para tirar documentos e assim ficamos mais próximos, então ele me convidar para eu mostrar a cidade conhecer os pontos turísticos. Como sou uma boa anfitriã aceitei e resolvi colocar uma condição que seria somente um passeio para conhecer a cidade e nada mais, ele aceitou e assim fomos.

Sai do serviço fui em casa tomei um banho coloquei uma roupa simples me perfumei e por volta das 20 hs passei no hotel onde ele estava hospedado já estava me esperando na recepção com cara de cachorro abandonado. Mostrei alguns pontos da cidade, lugares onde finais de semana o pessoal se encontra para se divertir passei no shopping tomamos uns chopes e começamos uma conversa boa onde ele contou da sua vida e suas perceptivas na cidade.

Contou que tinha 22 anos, era mecânico estudada Gestão Publica, teve poucas namoradas, sua primeira relação sexual foi com 16 anos com uma mulher mais velha morena, não gostava muito de sair e claro gostava de sexo com pessoas interessantes. Acho que ele não estava acostumado a beber então esses chopes fez ele se abrir um pouco (um amigo meu fala, “o álcool da uma lubrificada na conversa”) e assim me contou coisas bem intimas até quantas mulheres ele já teve relações sexuais até hoje, olha que foram quatros.

Eu fiquei só ouvindo acho que ele queria mesmo desabafar ficou ali contando as coisa até uma hora que resolvi ir embora afinal amanhã tenho que trabalhar ele esta de boa. Saímos dali ele meio altinho mas ainda consciente, passamos em frente a um barzinho animado ele pediu para eu dar uma parada que ele queria ver, parei o danado simplesmente saiu do carro e já caminhou em direção ao bar e entrou, fiquei pensando esse maluco vai tomar mais eu vou deixar ele aqui, esperei um pouco ele voltou e me explicou que foi até o bar e entrou rápido devido a vontade de usar o banheiro e disse que lá estava maravilhoso muita gente bonita se eu não podia dar uma entrada e tomar uma cerveja com ele e já íamos embora, resolvi aceitar ainda era cedo e estávamos perto do hotel dele e da minha casa.

Estacionei o carro e entramos realmente o local estava bom mesmo muita gente bonita, encontrei um ex namorado com seus amigos e quis fazer uma graça que estava acompanhada segurei na mão dele como namorados entramos sentamos em uma mesa nos fundos, ele ficou sem saber o que aconteceu devido a pegada na mão mas logo expliquei é que tem um rapaz chato ali na mesa e queria demonstrar a ele que estava acompanhada, assim ele entendeu e falou que podia usar e abusar dele.

Tomamos uma duas e três quase na hora de ir embora esse rapaz ex namorado passa por nós caminho do banheiro me olha fixamente, sabia que ele ia voltar então deixo parecer que estou namorando com minha companhia, quando o ex volta estou sentado do lado dele e com as mão no seu braço.

Pronto o teatro acabou esta na hora de ir embora, pagamos a conta e saímos de mão dada novamente e passamos pela mesa do ex e fomos embora, chego ao hotel nós já meio alto devido a chopes e cervejas, ele me agradece pela noite diz que eu sou maravilhosa um espetáculo de mulher e me da um beijo roubado eu fico assustada mas retribuo e começa ali uma seção de pegação ele beija bem eu fica toda assanhada com aquela boca no meu ouvido pescoço, logo paramos já era quase 1h da manha perigoso ficar na rua resolvemos subir no seu apartamento para continuar a pegação.

Mal abriu a porta do elevador no andar do seu quarto já começamos o pega, ele me empurra para uma porta abre e vejo que é a escada de emergência entramos e ali começamos aquele beijo frenético no escuro com uma das mãos ele levanta minha blusa começa a beijar meus seios por cima do sutiã fico louca retribuo com beijos e língua na sua orelha ele me encosta na parede solta meu sutiã cai de boca no meu seios a luz da escada ascende ouço voz vindo na nossa direção tento me recompor vestir era um senhor com sua netinha subindo a escada passa por nos e sai do andar, começamos tudo novamente levanta minha blusa me agarra morde meus seios dou um grito de dor ele tampa minha boca a luz se apaga, empurro ele para longe e assim ficamos nesse vai e vem até a hora que ele pega minha mão e leva até seu membro, já de calça abaixada sinto aquilo duro na minha mão passa na minha coxa na minha bucetinha por cima da calça fico louca e ele também, começa a massagear alisar aquilo ele me vira de costa encosta na parede solta minha calça e abaixa sinto seu membro na minha bunda dá tapas fortes e estalados sinto seu membro duro e quente começo a querer sair dali senão vamos acabar transando ali mesmo e o risco de alguém nos pegar e expulsar dali era grande mas excitava mais ainda, viro ajoelho e começo a fazer uma chupeta para ele quando estou abaixada com aquilo todo dentro da boca a luz ascende novamente agora não da tempo de se recompor era um funcionário que entrou muito rápido e nos pegou no fraga literalmente com a boca na botija.

Ele nos olha com cara de espantado e reprovação não fala nada e continua seu caminho para o andar de baixo e assim continuamos agora ele me levanta pega meus seios chupa os dois um de cada vez e com uma das mãos enfia dentro da minha calça dentro da calcinha e começa a bolinar meu grelinho que delicia começo o gemer encosto na parede e tento abrir a perna para receber aquele carinho, ele tira o dedo da minha bucetinha e coloca na minha boca sinto o cheiro e o sabor dela que esta louca para ser penetrada por ele de repente ele me agarra e enfia seu membro quente no vão das minhas pernas e começa um vai e vem logo sinto minhas coxas toda molhada, coloco a mão e sinto aquele esperma melecando minha calcinha coxa ele tinha gozado, quero dar uma bronca ele me beija e diz que não aguentava mais seu pau já estava doendo e vamos para o quarto se limpar, me recomponho quando vou sair dali a luz ascende, agora estamos vestidos ainda bem só um pouca suja risos.

Saímos da escada entrei no seu quarto fui ao banheiro me limpar ele não deixa, o fogo ascende novamente eu também estou a mil afinal ele gozou e eu não fiquei só na vontade, tiro sua camisa ele minha blusa sutiã e começamos novamente beijos quentes, sua mão vai deslizando pelo meu corpo chega até minha calça desabotoa e abaixa fico só de calcinha que logo ele também tira, fico sem nada com minha buceta exposta para aquele tarado que abaixa e começa a beijar chupar mesmo suja com seu esperma me encosta na parede abro a perna e começo a me deliciar com as caricias, me vira com o rosto para a parede e bunda para ele da uma mordida na minha bunda fico louca mas não posso fazer nada a não ser gemer e receber as caricias dele.

Recebo vários tapas na bunda depois beijos nas costas bunda coxas, fico com minha buceta pingando de tanto tesão que homem gostoso sabe como deixar uma mulher louca, enfia o dedo na minha buceta toda lubrificada e passa na minha boca e fala no meu ouvido palavras obscenas me agarra e arrasta até a cama e me joga com tudo e cai junto e ali começamos ali um rala e rola que ele acaba me penetrando, sinto aquele pinto explorando minhas entranhas já toda lubrificada e ele não tem dificuldade em fazer o movimento de vai e vem devido a lubrificação ficamos com os corpos se enroscados e gemendo de prazer e se contorcendo.

Depois me coloca de quatro beija minha bunda buceta e penetra com tudo e começo novamente gemer de prazer depois de um minutos sentindo prazer e aquele membro dentro de min ele tira e diz que quer gozar na minha boca no meu seios assim me viro e deixo ele derramar aquele liquido precioso no meu seios chega a sujar até meu cabelo que nem percebo na hora só depois quando vou no espelho.

Ele goza e cai na cama do meu lado e começamos a nos beijar ele me elogia diz que sou perfeita a realidade volta olho no relógio já é quase 2hs da manha tenho que ir embora levanto vou a banheiro me arrumo ele pede para eu ficar essa noite dormir com ele, não posso digo que talvez outro dia me arrumo dou um beijo de despedida nele que esta na cama todo pelado e saio dali toda feliz e satisfeita com aquela noite.

Chego em casa tomo um banho deito um pouco e já é hora de trabalhar, lá pelas 11hs ele me liga dizendo que esqueci o sutiã e que dormiu agarrado nele, era para eu passar lá e pegar.

Dou risada e falo que não dá, é para ele guardar o sutiã de lembrança da noite e dessa morena gostosa.





ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.