"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Meu irmão me comeu gostoso.


autor: biah
publicado em: 06/08/17
categoria: incesto
leituras: 3494
ver notas


Bom, este é o meu primeiro conto Vou contar a vocês o que aconteceu entre mim e meu irmão a uns 3 anos atrás.
Eu tinha 15 anos na época, e ele (vou chamá-lo de Rafa) tinha 20.
Me chamo Beatriz, tenho aproximadamente 1,65 de altura, 65 kg. Sou bem branquinha com cabelos castanhos, compridos e bem lisos. Peitos médios, e um bumbum bem redondinho e empinado.
Meu irmão tem 1,85, uma barriga com tanquinho devido a academia, cabelos castanhos e lisos também.
Nossa relação sempre foi muito boa, nunca fomos de brigar. Ele sempre fez o papel de irmão mais velho protetor e eu achava isso muito fofo.
Mas a partir dos meus 14 anos, comecei a ter uma certa atração por ele. Nada de mais, afinal ele realmente é um homem muito bonito.
Em uma quinta-feira à tarde, após a escola fui a casa de uma amiga. Voltei aproximadamente umas 22:00hrs, e não tinha ninguém em casa. Meus pais haviam ido visitar a minha avó, e só voltariam no sábado na hora do almoço. Rafa provavelmente teria ido em alguma festa com os amigos.
Com a casa só pra mim, tomei um banho demorado, e ao sair de toalha do banheiro, para me trocar no quarto, vi Rafa desmaiado no chão do corredor.
Fui correndo socorrê-lo, e nem percebi que minha toalha caiu.
Levantei ele, e o deitei no sofá. Ele abriu os olhos, ainda meio desacordado, e disse "não conte para o pai e mãe, eles vão me matar se souberem que eu dei PT.. por favor maninha" eu disse que tudo bem, mas que não queria mais que ele bebesse tanto, era perigoso.
Fui para o meu quarto e me troquei. Depois fui direto dormir.
No dia seguinte, ao acordar decidi não ir a escola, pois estava com febre.
Rafa veio cuidar de mim. Enquanto ele me dava o remédio, conversava comigo sobre a noite passada
Rafa- "Pô Bia, foi mal mesmo ontem. Não vou deixar acontecer de novo... Mas só entre nós, você tá gostosa pra caralho em maninha?"
Bia- "Desculpe, eu estava desesperada e nem vi a toalha cair, mas obrigada"
Rafa- "Não tem problema, ver você daquele jeito foi um colírio pros meus olhos."
Eu fiquei sem graça, achei que ele estava só brincando.
Mais tarde, sai pra comprar almoço para nós, e quando voltei Rafa estava trancado no banheiro.
Ajoelhei em frente a porta e fiquei espiando ele através da fechadura. Ele estava batendo uma, e estava cheirando um tecido branco... Esse tecido era... MINHA CALCINHA!
Ele cheirava, lambia, e esfregava no pau, até gozar. Eu, como não sou boba nem nada, comecei a tocar uma siririca. Eu gemia baixo, com medo de ele ouvir.
Ao ver que ele ia sair do banheiro, fui correndo pro quarto, continuei me tocando, pensando naquele pau do meu querido irmãozinho. Era grosso, não muito grande e nem pequeno. Um tamanho ideal. Uma cabecinha rosada, e bem grossa. Ouvi ele andando no corredor e parando bem na minha porta. Parei na hora de me tocar, e fingi dormir.
Mais tarde, estava deitada na minha cama, quando ouço o Rafa bater na porta.
Ele entrou e sentou no meu lado, e disse:
Rafa- "Ei, obrigado mesmo por não contar nada aos nossos pais. Posso retribuir o favor?"
Bia- "Poder até pode. Mas como?"
Rafa- "como eu não estou com dinheiro agora, o máximo que eu posso oferecer é uma massagem."
eu achei muito fofo, então aceitei.
Tirei minha blusa e fiquei só de top, com um shortinho bem curto e de tecido fininho. Estava sem calcinha, e era bem notável.
Ele começou massageando minhas costas, dava uns beijinhos aqui, outras mordidinhas ali... Eu estava adorando, e minha bucetinha já estava toda molhada.
Ele foi descendo a mão até chegar na minha bunda. Ele lambia, apertava, e eu deixava. Já estava entregue pro meu maninho.
Ele então, abaixou o meu shorts e começou a dedar minha bucetinha.
Logo, estava chupando. Ele lambia com vontade, enfiava um dedo, depois dois. Continuava chupando e me chamando de putinha, cachorra. Eu amo isso.
Rafa- "Que delícia em maninha. Sempre fui louco pra chupar essa bucetinha apertada."
Bia- "Pode chupar maninho, faz sua irmã gozar faz..."
Eu já estava gemendo muito, estava louca de tesão pelo meu irmão.
Ele me virou e começou a me beijar. E que beijo... Parecia que nossas bocas se conheciam há seculos e sabiam exatamente o que fazer.
Ele começou a chupar meus peitos, enquanto olhava nos meu olhos. Eu gemia muito
Bia- "aaaaaaii, chupa vai, seu gostoso, está deixando a maninha louca de tesão"
Com a minha mão, eu comecei a acariciar o pau dele. Estava latejando de tão duro.
Ele me colocou de quatro, e me colocou pra mamar. Eu comecei chupando a cabecinha, depois fui lambendo todo o pau grosso dele. Logo eu estava engolindo aquele pau todinho. Ele gemia baixinho.
Nossa, que pau.
Ele me mandou virar, que ia começar a meter na minha xotinha.
Eu virei, e ele já foi metendo aquela rola na minha buceta. Ele começou devagar para eu me acostumar, e depois foi metendo forte. Que delícia de foda.
Eu, já não aguentando mais, gozei.
Rafa- "Isso, goza gostoso no pau no maninho, vai minha putinha, sua gostosa do caralho"
Ele deitou na cama e mandou eu cavalgar no pau dele. Eu obedeci.
Sentei gostoso naquela rola, gemia alto. Gozei de novo.
Ele estava louco por mim. Passava a mão na minha xota, me masturbando, e com a outra mão ia pegando nos meus peitos.
Ele anunciou que ia gozar, e sai de cima dele, e coloquei a boca perto do pau dele, esperando a porra do meu irmão.
Ele gozou e eu engoli tudo. Que delícia.
Deitamos de conchinha, e antes de dormir ele me dedou mais uma vez.
No dia seguinte, o acordei com um boquete. Ele ficou alucinado.
Quando nossos pais chegaram, fingimos que nada tinha acontecido.
Após esse dia, sempre que dava a gente fodia.
Hoje, ele se mudou, mas sempre que nos vemos, pelo menos um boquete eu pago...
Espero que tenham gostado.




ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.