"Os mais excitantes contos eróticos"

 

CHUPADA NA RUA!


autor: SR.CARVALHO
publicado em: 09/09/15
categoria: aventura
leituras: 33980
ver notas


...Na época eu ainda não tinha carro, então, estávamos voltando pra casa de ônibus mesmo.
Sentados no fundo, era por volta das 2 da tarde de um dia de semana, e como tinha chovido muito...havia poucas pessoas no ônibus.
Cintia então começou a me provocar, e ao ver minha ereção, abriu o zíper e o botão da minha calça.
Meu pau, já melado, saltou pra fora, e foi aí que ela pirou! Abocanhou ele todinho, chupou e melou ainda mais o meu cacete!
Quando eu pedi pra ela engolir todo o meu pau, ela tirou a boca e começou a tocar uma bem de leve pra mim. Estávamos na janela, e outros ônibus passavam ao nosso lado, então algumas pessoas mais atentas percebiam o movimento e ficavam chocadas! Cintia, putinha como era, fazia questão de olhar e fazer cara de safada.
E no meu ouvido me disse:

- Você só vai gozar lá em casa!

Chegamos à frente do condomínio dela e eu ainda louco de tezão!

Antes mesmo de entrar, ela me fez um pedido, ou uma ordem...

- Me deixa te chupar aqui mesmo!?

Obedeci! Nem pensei muito!

Abri o guarda chuva, e o zíper da calça apenas.
A safada se agachou e começou o boquete!

Estávamos literalmente na rua!
Saber que a qualquer momento podíamos ser vistos, e que qualquer um que saísse, ou chegasse ao condomínio flagraria tudo, me deixava mais excitado!

Ela chupava com muita vontade, deixava meu pau bem babado, e ele deslizava na boca da japinha....vez ou outra ela sugava e engolia ele todo....

- Aaah sua putinha... Vou gozar...

Cintia então me olhou nos olhos, com a famosa cara de cadelinha... E deu um tapinha na cara como quem diz:

- Então goza na minha cara!

Ela simplesmente amava que gozassem na cara dela.... Gostava da sensação e já tinha me confidenciado isso outra vez.

Ela chupou mais forte... E então comecei gozando bem fundo... Na garganta...
Fui tirando o pau e um pouco foi na cara... E outro tanto na blusa que ela usava.

Guardei meu pau, e disse que foi uma delicia... Virei as costas e parti.
Cintia de noite me ligou, e disse assim:

- Sabe a hora que eu entrei no condomínio? Então o pai da minha amiga, que mora colado com o meu sobrado, ele tava saindo e me viu com o queixo melado...

- E aí?? Oque deu? Perguntei um pouco preocupado...

- Ele me perguntou oque eu achava que pai faria se ficasse sabendo... Então eu disse que meu pai não precisaria saber.

Na hora até imaginei... Mas perguntei:

- E oque o cara falou?

- Que se eu quisesse que ele mantivesse segredo, teria que chupar ele também!

Cintia me contou depois que passou o telefone dela pro cara... E de fato, no outro dia ele ligou. A safada marcou de ir a um drive-in com ele... Em troca do silêncio.

Eu, ao ficar sabendo fiquei mais com tezão, do que ciúmes!
Afinal, a putinha não era nada minha!

E isso ainda me rendeu certa noite um ménage... Que contarei em breve.




ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.