"Os mais excitantes contos eróticos"

 

O Psicologo e a paciente tímida pt5


autor: Raskolnikov
publicado em: 10/08/17
categoria: hetero
leituras: 1270
ver notas


Mais um capítulo da série de contos, para quem está lendo pela primeira vez clique sobre meu nick e procure os outros capítulos para uma melhor compreensão, boa leitura.

Finalmente chegou o dia do primeiro jantar na casa da Ana, lembrando que ela só morava com a mãe e era filha de pais separados. Antes do jantar enquanto me arrumava fui lembrando de tudo que passamos desde o primeiro cont... ato, como ela tímida, como aparentemente havia se livrado desse problema e como estava mudando como uma mulher de verdade, parecia até que não tinha apenas 18 e sim quase a minha idade pela sua inteligência e bom gosto pra tudo. Como eu adoro conversar sobre questões culturais com ela, passamos horas ao telefone falando de filmes, musica e livros e claro criando aquele clima gostoso de sedução e provocação seja por mensagem, voz ou pessoalmente, acho que tudo isso refletindo mesmo ajudou com que Ana perdesse a vergonha e fosse até mais falante menos envergonhada no dia dia. Enquanto pensava em tudo isso me vesti como uma calça jeans, sapatos, camisa e um perfume marcante. Ana me mandou uma duas fotos, uma em que dizia: Olha como estou te esperando. Estava de vestido de alcinha um pouco justo e meia calça preta. e a outra foto era só da calcinha de renda estilo shortinho com uma leve puxadinha pro lado escrita:" olha o que está te esperando". Na hora já fiquei com o pau muito duro, mas não tinha tempo pra brincar e fui até a casa dela. Era noite, perto das 20 30, cheguei, toquei o interfone ela atendeu e abriu a porta, subi e fui recebido por ela com um abraço e um beijo no canto da boca:

- Boa noite Eduardo (sorrindo) sussurrando (vai dormir comigo hoje vai?)

-Oi Ana (se sua mãe deixa eu vou, respondendo)

-Entra, olha só fizemos um jantar bem gostoso pra você espero que goste, olha mãe o Eduardo chegou

-Oi doutor, então quer dizer que está querendo namorar com a minha filha?

-Poxa agora eu que fiquei tímido (rindo)

-Não precisa ficar tímido, nessa casa não temos problema algum com isso, eduquei bem minha filha e prefiro ela com um homem de verdade, maduro, trabalhador do que com um menino. Ela sabe bem o que fazer da vida dela já e além disso sou grata por tudo que fez e vem fazendo para deixa ela feliz.

-Obrigado, então mesmo tímido assumo que sim, quero sim namorar com ela

- Viu mãe falei que ele era legal além de bonito e ótimo profissional.

-Então venha para a mesa que vou servir o jantar que fizemos pra comemorar a data, aceita um vinho também?

-Sim claro!

Sentei ao lado dela na mesa e a mão dela um um pouco mais longe prestando atenção em algo que queria ver na tv, Ana me serviu vinho e colocou pra ela, brindamos e começamos a comer agradavelmente, logo sua mãe se aproximou e ia puxando assunto, perguntando sobre minha vida, falando da sua e da filha, após o jantar, apenas bebendo vinhos sentados enquanto sua mãe falava Ana ia acariciando meu pau por baixo da mesa, abriu o ziper e ficou punhetando lentamente, aquilo me deixou morrendo de tesão, logo fiquei acariciando sua coxa tentando chegar na bucetinha que aquela altura já estava melada, muito melada. A mãe de Ana perguntou em seguida:

-Já está tarde Eduardo se quiser posar aqui sem problema, como disse sexo é normal e natural, Ana já é de maior sabe o que faz e sempre falamos abertamente disso, eu vou dormir na casa do meu namorado hoje a noite então a casa é de vocês.

-Fica Edu?

-Claro, não imaginei que pudesse ficar não trouxe nem escova nem nada

-Tudo bem, damos um jeito o importante é ficar a noite com você, vamos subir então.

Entramos no seu quarto e Ana estava literalmente pegando e eu também, ligou o som do PC para que a mãe dela não ouvisse o barulho, começou a tocar um Rolling Stones e logo já fui empurrando ela contra a parede querendo devorar ela por inteira. Aquele vestidinho me deixou morrendo de tesão, beijando muito aquela boca, mordendo, chupando aquela língua ia esfregando meu pau por cima da calcinha ao mesmo tempo, ergui apenas uma perna dela e fui chupando aqueles seios branquinhos sem parar, lambendo só o bico rapidamente e depois devorando inteiro, falei baixo em seu ouvido após passar a língua: Não tá mais tímida é? pede pro seu psicologo te foder pede que eu fodo do jeitinho que você gosta

-Me fode, por favor me fode agora, quer ser sua putinha essa noite, vem por favor olha como minha bucetinha tá.

-Assim sua cadelinha?

E puxei sua calcinha pro lado enfiando o dedo e sentindo ele melar, passei o dedo melado na boca dela e me abaixei pra chupar a sua bucetinha, com ela em pé mesmo, chupei muito sentindo minha boca melando com seu melzinho enquanto ela segurava um seio sem a alça do vestidinho e a outra mão em minha cabeça. Me levantei, puxei novamente a calcinha pro lado e já fui socando com tudo, sem dó só erguendo uma perna dela, sem parar com muita força, quanto mais ela gemia mais eu arranhava, apertava, dava tapa e puxava seu cabelo, dava pra ver as marcas das minhas unhas na cintura dela que ao mesmo tempo me arranhava também, a intensidade ia aumentando e senti ela gozar duas vezes assim. Estava quase gozando, tirei o pau pra fora e mandei que ela ficasse de joelhos:

-Quer essa porra, quer leitinho? pede

-Me da por favor, da leitinho pra sua nova namorada da amor na boquinha

Senti vir aquela porra quentinha e gozei na sua boca inteira, fazendo com que ela lambesse ao lados os lábios me olhando e sorrindo. Depois fomos pro banho juntos um ensaboando o outro, logo meu pau ficou duro ao ver aquele corpo lindo ensaboado e novamente mais uma foda daquelas debaixo do chuveiro, novamente em pé. Exaustos, fomos pra cama juntinhos, ela com aquele pijaminha que eu adoro de verão e eu só de cueca. Naquela manhã ao acordar com ela daquele jeitinho já da pra imaginarem o que iria acontecer, não é?

E assim se seguiu a história minha com a de Ana, quem diria que apenas uma paciente calada, iria virar uma pessoa incrível na cama e do meu lado. Quem sabe outro dia eu conto mais histórias minhas com ela até aqui. Espero que tenham gostado dos 5 episódios.

Se você gostou do conto e quer se corresponder escreva para:escritordecontos80@yahoo.com

Beijos a todos.



ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.