"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Conheci sua casa e também sua língua


autor: Sam_Hennessie
publicado em: 17/08/17
categoria: lésbicas
leituras: 2147
ver notas


Mirna me convidou para conhecer sua casa pela primeira vez. Ela morava mais afastada do trabalho, em um apartamento que pertencia ao seu tio. Vesti um vestido florido, era uma bela tarde.

Cheguei e Mirna me recebeu na portaria, com aquele sorriso encantador e um vestido lindo, listrado de azul e preto. Retribui a alegria e subimos juntas. Era um lindo apartamento, grande, luxuoso. Então fomos até a varanda, uma vista linda, e ali começamos aquilo que sabíamos que iríamos fazer.

Eu acariciei seu rosto e a beijei levemente. Ela me virou de costas, me abraçando e sussurrou “estou feliz que tenha vindo”. E foi abrindo meu vestido, ali mesmo na sacada. Eu não vestia sutiã e Mirna teve a coragem de me deixar só de calcinha, ainda ao ar livre.

Entramos e fomos para a sala. Ela se sentou no sofá e eu subi no seu colo, de frente para ela. Trocamos diversos beijos apaixonados enquanto suas mãos corriam por minhas costas, desciam até minha bunda. Meus seios estavam na altura certa. Ela chupou meus mamilos pontudos de tesão. Abrindo a parte de cima de seu vestido, também descobri seus peitinhos. Eu apertava e até arrisquei uns tapinhas que fizeram Mirna sorrir por um instante. Mas voltar a me beijar logo. Sua boca lisa e gostosa voltou a devorar meus peitos até que eu decidi me ajoelhar no chão e retirar sua calcinha por baixo de seu vestido.

Ela puxou o vestido pra cima e abriu as pernas, me oferecendo aquela linda boceta. Dei uma leve linguadinha e senti aquele gosto maravilhoso. Mirna segurava minha cabeça e acariciava os próprios seios. Lambi e chupei aquele grelinho, vendo Mirna gemer naquele sofá. Aproveitei pra enfiar os dedos naquela xana e lamber ao mesmo tempo. Era ótimo!

Mirna não se aguentou e segurando em meus cabelos acabou gozando. Subi, toda babada e trocamos mais beijos apaixonados. Tirei seu vestido e nossos corpos se envolveram em amaços quentes. Ela me sentou, com as costas em um dos braços do sofá. Sua mão tocou minha boceta por cima da minha calcinha rosa e sua boca sugou meus peitos novamente.

Ela se abaixou e passou a língua na minha calcinha molhada. Depois afastou para o lado, libertando meu clitóris excitado. O toque da sua língua foi mágico. Meu mel se misturava com sua saliva e minha boceta pulsava a sua mercê. Mirna me chupava com amor. Eu apertava meus seios e acariciava seus cabelos. Não parava de gemer.

Mirna então enfiou dois dedos na boca, me olhando e logo depois enfiou os dois, salivados, na minha pepeka. Meteu fundo, me olhando. Dois dedos lá dentro e o polegar esfregando o clitóris. Que delícia. Eu delirava de tesão. Eu a puxei pelos cabelos, como se suplicasse por seus beijos. Ela então me beijou, mas seus dedos não saíram da minha xota, continuaram me penetrando fundo. A mão de Mirna já estava completamente melada quando ela resolveu tirar minha calcinha. Ela enfiou aqueles dedos na minha boca e voltou a enfiá-los na minha xereca.

Eu estava fadada a gozar naquela siririca. Mas antes, Mirna juntou minhas pernas pra cima. Eu abracei meus joelhos e ela seguiu me masturbando. Eu gemia alto, mas ela me beijava e eu acabei gozando na sua mão, deixando ainda mais ensopada.

Mirna me beijou forte e lambeu minhas pernas. Nossas línguas queriam mais beijos, e então nos derramamos em carinho naquele sofá. Nuas pelo resto da tarde. Juras de amor tomaram conta daquela sala e foi dessa forma que conheci o local onde Mirna morava.


Lindos, para compreender melhor minhas histórias com Mirna, aconselho a leitura dos contos:

“Atração Lésbica”

“Sexo a três no trabalho”

“Violando um buraquinho virgem”

Beijinhos da Sam!




ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.