"Os mais excitantes contos eróticos"

 

O cuzinho da minha esposa


autor: MAM
publicado em: 17/08/17
categoria: hetero
leituras: 2373
ver notas


Eu e minha esposa sempre tivemos um vida sexual bastante ativa. Eu sou um tarado melhor dizendo mas ela sempre foi muito mais tarada do que eu. Fazia algum tempo que transávamos e ela não queria liberar o cuzinho que diga-se de passagem é maravilhoso, um botãozinho minusculo, rosadinho, sempre insisti até que ela topou, colocamos o colchão na sala para olharmos filme, so que começamos a nos beijar o que menos olhamos foi o filme, minha esposa é muito gostosinha tem 1,73, 88kg, olhos castanhosmaravilhosos, e quando casamos ela era virgem (coisa que vou contar em outro conto), comecei beijando ela e fui descendo, até chegar em seus peitos não são enormes mas são bem desenvolvidos, mamei gostoso e fui descendo pela sua barriguinha lisinha, vi que ela estava com uma calcinha que eu adorava uma branca de renda que me deixa louco, mordi aquele bucetinha por cima da calcinha e senti que ja estava molhadinha, com um dedo afastei ela pro lado e expus aquela bucetinha linda estava todo meladinha deu uma lambidas e senti minha esposa respirar fundo ela adora ser chupada, tirei a calcinha e coloquei ela de quatro ja prevendo o meu ato, ela se encostou com a cabeça e as mãos no sofa, e que cena maravilhosa aquele bunda maravilhosa empinadinha somente minha abri suas nadegas e comecei a enfiar minha lingua na sua buceta, subi e comecei a roçar ela no seu cuzinho maravilhoso tentando lubrifica-lo, ela deu um arrepio e me disse o que tu vai fazer, falei que ficasse tranquilo que não iria fazer nada demais, lambi aquele cuzinho bem gostoso, enfiava a lingua tentando abri-lo mas realmente era muito apertado, então tive a ideia de pegar um creme hidratante que ela usava pro corpo, e comecei a passar nas suas costas, e naquela bunda também, lubrifiquei bastante seu cuzinho com creme e tentei enfiar um dedo devagar ele entro mas era muito apertado mesmo aquele cuzinho mordia meu dedo, um cuzinho virgem pedindo pica, meu pau estava que era um ferro, tinha um tesão no ar, então coloquei meu pau naquela entradinha e escutei um vai devagar, que me deixou ainda mais doido, empurrei e ela salta fora, segurei ela pela cintura e fui empurrando bem devagar e comecei a sentir a cabeça da minha pica sendo apertada, minha esposa enfiava a cabeça em um travesseiro, eu sabia que estava doendo mas ela heroicamente estava resistindo, parei um pouco e voltei a empurrar foi quando senti que aquele cuzinho se abriu deixando entrar a cabeça de meu pau e logo voltou a fechar abrancando meu cacete, meu pau doia um pouco parece que estavam apertando ele com uma alicate, comecei a empurrar mais e foi até a metade minha esposa deu um pulinho e senti que ai não tinha mais volta mesmo, comecei a bombar devagar, enfiando cada vez mais fundo, foi quando senti que meu estava todo dentro daquele cuzinho maravilhoso eu estava agarrado nela pela cintura e sentia sua bunda batendo em mim, bombei devagar e ritmidado, até que não aguentei mais e gozei senti seu cuzinho enchendo de porra, ja que havia uma semana que naõ transavamos pois eu tinha ido viajar e não teve recepção melhor do que poder comer o cuzinho de minha esposa.

Gostou do nosso conto?
Faça contato conosco.
Adoramos dividir experiências e trocar fotos com outros casais e mulheres sozinhas.
martinsmarcelo125@gmail.com






ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.