"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Aplicativo de Bate Papo – Parte II


autor: mariana1992
publicado em: 17/08/17
categoria: hetero
leituras: 708
ver notas


Aplicativo de Bate Papo – Parte II

Olá! Meu nome é Mariana (clique no meu nick), aqui vou publicar minhas aventuras secretas e meus pensamentos. Acredito que o sexo é uma arte, deve ser compartilhado, valorizado e apreciado! Por favor comentem, estou ansiosa para saber se vocês gostaram!

Para maior prazer leia meus outros contos!


Quarta-feira chegou, eu estava ansiosa, com medo, milhões de pensamentos. Esperei na saída do metrô, o relógio marcava 12h33 e o vi chegando, ele também já havia me visto. Ele estava de calça jeans, camisa e uma jaqueta, eu estava vestindo uma calça legging, blusa de moleton e tênis.

- Oi Mari!
- Oi Marcos!

O abraço foi apertado, ele beijou minha bochecha, podia sentir suas mãos nas minhas costas e eu as costas dele. Comemos um lanche e suco em uma lanchonete ali perto, estávamos nos divertindo bastante quando ele me roubou um beijo “caliente”, retribui o beijo é claro.

Era quase 15 horas da tarde e disse que tinha de ir, ele me pediu para ficar, sua próxima folga seria semana que vem, então ele se ofereceu para me dar uma carona, eu aceitei, estava gostando bastante dele.

Fomos até seu carro e começamos a nos beijar e ele me segurava forte enquanto me beijava, ficamos assim bastante tempo.

- Princesa, vamos para minha casa, o que acha? Ficamos lá tranquilos, nos curtindo, não vai acontecer nada que não queira, prometo!

Esse era o problema, eu queria que acontecesse tudo, estava adorando essa aventura.

- Tudo bem eu acho. Você me leva para casa depois?
- Claro, levo sim. Você topa?
- Sim, sim.

Fomos até sua casa, próximo ao estádio de Itaquera. Estacionou o carro na garagem e ficamos na sala nos beijando, dessa vez subi em seu colo e beijava seu pescoço enquanto abria os botões da sua camisa, ele apertava meu bumbum e passava a mão por baixo da minha blusa.

Arranhava de leve suas costas e senti ele descalçando meus tênis, eu mexia o quadril bem de leve em seu colo e sentia que ele estava com uma ereção. Marcos levantou minha blusa, lambeu e ficou com o rosto entre os meus seios.

Apertava seu pau por cima da sua calça, fui descendo de costas até ficar ajoelhada no meio de suas pernas com ele sentado no sofá. Abri o botão da sua calça, abaixei o zíper.

- Quero ver como ele é, vou colocar ele para fora tá.
- Nossa princesa, você me deixa louco!

Abri a calça, puxei o elástico da cueca e até suspirei quando vi na minha frente aquele pau enorme e poderoso! Grande e grosso, bem duro com muitas veias.

- Uau! Que grande!
- Gostou é! Quer fazer o que com ele?

Nem respondi, já comecei a chupar a cabeça, abri bem a boca e sentia que meus dentes raspavam, mas era grande, não tinha como evitar, mas ele estava gostando mesmo.

- Ai que delícia princesa. Boquete gostoso!!!
- hummmm

Enquanto chupava deslizava minha língua na cabeça, sentia ele molhar minha língua, misturava com a saliva e era uma delícia! Seu pau estava muito duro quando ele me levantou, tirou minha blusa, meu sutiã, beijou meus seios, me virou de costas, tirou minha calça, abaixou minha calcinha e mergulhou o rosto no meu bumbum.

Sentia sua barba raspando, sua língua quente no meu reguinho, seus dedos apertando meu bumbum e de repente sua língua quente alcançou meu cuzinho, dei um gritinho.

- Ui!

Ele devorava meu bumbum, me deitou e chupou minha bucetinha de um jeito que adorei! Meu deixou molhada, quente, cheia de desejo. Comigo deitada no sofá de pernas abertas Marcos foi encaixando seu pau na minha bucetinha.

- Que pepeka linda! Quer dar ela para mim?
- Quero, vai devagar tá?
- Vou sim.

Seu pau mal tinha entrado a cabeça e já senti o volume, grosso demais, senti minha bucetinha molhar mais ainda. Ele segurou minhas mãos acima da minha cabeça, beijou minha testa, meu rosto, meu pescoço, foi beijando da minha axila até meus seios e senti seu pau entrar enquanto sua boca sugava meus seios.

Marcos ficou em cima de mim, apertava suas costas enquanto sentia minha bucetinha levar o pau dele.

- Hummm
- Está gostando princesa?
- uhum

Marcos, tirou seu pau, passou ele na minha bucetinha e devagar fui virando, fiquei de quatro no sofá, ele segurou minha cintura e me penetrou, eu gemia e me entregava.

- Hummm, vai assim, tá uma delícia!
- que pepeka mais gostosa! Bundinha tesuda a sua!

Rebolava e sentia seu pau deslizar gostoso! Marcos começou a meter gostoso, forte e rápido. Imaginei que ele ia gozar e disse:

- Goza para mim, goza vai, vai...
- Ai, princesa, vou gozar em você, uuuuu hummmm.

Senti os jatos no meu bumbum, quente! Me virei e olhei aquele pau gostoso, Marcos suado me olhava, chupei seu pau gozado, senti o gosto do seu esperma, muito bom!

Marcos me deu uma carona para casa (me deixou na esquina de casa) e lógico, marcamos outro encontro.


Espero que tenham gostado! Caso queiram um conto específico, basta pedir que escrevo! Comentem, adoro ler os comentários, motiva bastante, não esqueçam de clicar no meu nick!




ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.