"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Começou errado


autor: odeflor
publicado em: 19/08/17
categoria: romance
leituras: 1315
ver notas


Sexta feira chegando no meu trabalho de carro, como de costume deixo o carro em um estacionamento nos fundos da loja, fica mais próximo e aquele dia estava chovendo bastante.

Cheguei parei o carro em umas das vagas, desligo arrumo as coisas pego a sombrinha e quando vou sair já estou com a mão na maçaneta da porta, chega outro carro na vaga do lado e me bloqueia fico puta mas espero o motorista estacionar, quando estaciona ai penso agora é a minha vez estava chovendo e tinha hora para chegar no serviço, mais uma vez passo a mão na maçaneta e quando vejo a porta do outro carro abre antes e atrapalha a minha saída como o vidro estava fechado e a chuva resolvi ficar quieta esperar. Era uma criança e não saia conversava com o adulto motorista e deixava a porta semiaberta e eu ali hora passando querendo sair eles não me via devido a chuva.

Fui ficando nervosa até uma hora que com muita dificuldade sai pelo lado do carona mas já p... da vida armei minha sombrinha passei pela criança que ainda estava no mesmo local não tinha saído do carro e fui tirar satisfação com o motorista daquele carro, cheguei na frente dele e bati com a mão no vidro e ele olhou assustado então falei.

Eu- Olha a educação meu Sr. fiquei presa dentro do carro pois a porta do seu carro estava aberta.

Ele fez cara que não entendeu nada e saiu do carro.

Motorista - O que foi minha Senhora, o que posso te ajudar.

Eu - Agora nada mas podia a uns minutos atrás quando parou essa caro ao lado do meu a sua porta ficou aberta e impediu eu de descer.

Motorista - Há desculpe então era isso que deixou a senhora assim, peço desculpa minha filha não deve ter visto me desculpe mais uma vez.

Eu - Não desculpo, já estou atrasado para o serviço e a culpa é sua, tchau e até nunca.

Deixei ele falando sozinho e me chamando de histérica, que a menina era apenas uma criança e sai dali a melhor coisa que podia fazer se ficasse ia acabar brigando e isso não é bom para uma sexta feira logo pela manha.

Chegue na loja toda molhada e p... da vida mas dentro do horário, comecei a trabalhar resolver os problemas do dia. Logo uma amiga me liga perguntando se eu não ia na aula hoje era o primeiro dia da matéria ia ter um professor novo o outro pediu licença para tratar de assuntos particulares e contrataram esse novo parece que veio de outra cidade para morar e trabalhar na nossa. Falei que hoje não estava afim e que ia resolver um assunto em casa depois do serviço, se ela fosse anotasse a matéria depois me passava e assim foi.

No outro dia ela me liga, olha você perdeu a professor é um gato, jovem veio da capital para morar aqui, pelo jeito ele é daqueles que gosta de judiar dos alunos já montou grupos passou um monte de pesquisa para próxima aula, dei risada e falei quem esse cara pensa que é, cai de para quedas e já começa a fazer isso com a gente. Como só ia ter aula com ele semana que vem não me preocupei desliguei o telefone e continuei a trabalhar. A noite a sala estava toda alvoroçada com esse novo professor, ele é isso ele é aquilo, eu fiquei só ouvindo como não tinha vindo na primeira aula e não estava e nenhum grupo fiquei só observando o estresse na turma.

Então sexta feira chegou era hora de conhecer o tão temido professor, como a aula dele era a segunda quando ele entrou na sala turma já estava toda sentada e para minha surpresa quem entra.

Não não era o rapaz do carro que discuti no estacionamento, que azar como vai ser eu e ele esse ano um querendo comer vivo o outro, fiquei mais uma vez p... meio sem jeito mas fiquei na minha no meio dos alunos para não ser notada pelo menos demorar mais um pouco.

Como sento no meio e quase no fundo a sala estava cheia de alunos, ele nem me percebeu ou se percebeu disfarçou bem e começou sua aula, já chama um aluno na frente para explicar a pesquisa que ele passou e eu ali querendo sumir no meio da turma nem piscava para não ser notada e rezando para ele não fazer chamada e sim passar a lista

Ele chama mais dois alunos e depois começa a passar matéria ufa não vai me notar ainda bem e assim foi ele não saiu da frente da sala, passou a lista de presença e eu não apareci para ser notada e assim ficou bem para ambas as partes “risos”.

Mas isso não ia durar muito na próxima aula dele ia ser no laboratório ai que sufoco fiquei apavorada ia ter que nos encontrar mais cedo ou mais tarde.

Depois no final da aula expliquei a uma amiga mais próxima o que tinha acontecido comigo e aquele professor ela ficou boca aberta e disse

Amiga - Que mundo pequeno.

No outro dia ainda me recuperando do trauma do dia anterior estou eu e essa amiga na cantina comendo um salgado e um refrigerante quem entra na cantina e vem em nossa direção “o professor” acho que veio também comer um salgado como eu não tinha como sair dali e nem desviar o olhar, ele me olha para um pouco me reconhece e cumprimenta.

Professor - Olá como você esta já esta melhor, mais calma.

Fico na minha não respondo nada sei que tudo que eu disser poderá ser usado contra min “risos”. Ele pega um salgado paga e sai.

Eu fico sem saber o que fazer e apavorada, quero até ir na secretaria para mudar de turma nessa matéria fazer com outro professor sei lá, se ei fizer com ele, ele vai me repetir logo de cara. Minha amiga da um conselho fica calma vai ver ele é gente boa e daqui uns meses vocês vai estar dando risada disso. Ai tomara mesmo porque agora só estou vendo nuvens preta.

E assim chegou mais uma sexta feira era a aula dele no laboratório, dessa vez não tinha como, íamos nos encontrar e talvez sair faísca.

Entramos no laboratório, ele começou a entregar folhas para fazer os exercícios e quando chega até min olha fixamente e fala

Professor - você aqui.

Eu - Sim sou eu quem queria que fosse.

Ele saiu e continuou a entregar as folhas, pelo menos agora já estávamos apresentado e dali para frente ia depender dele, no final da aula todos entrega as folhas e quando vou entregar ele me fala

Professor - Precisamos conversar pode ficar um pouco aqui, é rapidinho.

Eu - Sim precisamos mesmo, afinal vamos passar um ano juntos eu aluna você professor.

Todos foram embora ficaram só nos no laboratório ele me pediu desculpa que a filha dele tem oito anos e não me viu no caro ele foi grosseiro comigo, resolvi aceitar colocar uma pedra sobre o assunto e bola para frente, ele então me disse

Professor - Para selar nossa amizade vamos tomar um lanche na cantina eu pago.

Resolvi aceitar estava com fome mesmo, ele foi simpático pediu desculpa novamente disse que a vida dele estava meio bagunçada veio de São Paulo para cá e trouxe sua filha a mãe dela ficou lá eles são separados e muita mudança na cabeça da menina e sua também, largou um emprego bom lá para dar aula aqui e quem sabe arrumar outro, enfim depois do bate papo fiquei com pena dele quase levei para casa “risos”. Terminamos o lanche me despedi e fui para aula.

Na sexta feira seguinte lá estava ele todo gentil comigo e no final da aula me surpreendeu novamente convidou para tomar um lanche só que agora não era na cantina e sim na pizzaria próximo a faculdade. Resolvi aceitar afinal novamente estava com fome. Conversamos bastante ele contou um pouco mais da sua vida eu contei a minha e saímos dali um com uma boa impressão do outro.

No meio sábado a tarde meu telefone toca era ele me perguntando umas dicas de locais para levar a filha para passear, passei uns locais onde conhecia e depois ele me convidou para ir junto como estava em casa sozinha e ele estava com a filha resolvi aceitar, foi maravilhoso brincamos tomamos sorvete eles conheceram o “Sitio do pica pau Amarelo” onde morou o Monteiro Lobato foi um sábado inesquecível para os três e chegou a noite voltamos cada um para sua casa.

Nossa amizade foi crescendo na escola nós não deixava transparecer para não dar comentários, no cotidiano eu já estava ajudando ele até a decorar o apartamento, arrumar empregada aquelas coisas que homens não tem muito jeito.

No outro sábado ele me convidou para saímos eu ele e sua filha um restaurante ou uma pizzaria sei lá acho que os dois e assim fui como de costume divertimos muito e no final sua filha dormiu tivemos que levar ela embora, ele morava em uma casa espaçosa tinha piscina churrasqueira era da família da sua esposa eles eram bem de vida e ali ele estava morando até se acertar, colocou a filha dele para dormir e como era umas 21hs cedo ainda resolvemos ir para a piscina estava uma noite quente deliciosa ele abriu um vinho e ficamos na beirada da piscina conversando jogando papo fora, contou das dificuldades da sua filha, sua ex mulher, seus sonhos do serviço, eu também falei um pouco de min, demos risada do nosso primeiro encontro ele me elogiou disse que sou uma mulher linda morena com tudo em cima fiquei sem jeito e logo a vinho começou a fazer efeito estávamos nos beijando.

Era uma buta casa só para nós aquela noite, levantei corri até a churrasqueira ele foi atrás me agarrou começou a me beijar eu tentava se soltar ele tira minha blusa depois sua camisa ficamos nos beijando ele no meus seios parecia uma criança no seios da mãe, eu deixando me envolver tirei a calça a calcinha ele fica olhando minha bunda minha coxa.

Professor - Que mulher gostosa meu pau esta quase explodindo dentro da cueca, vem ca tira ele vem, faz carinho nele.

Abaixo tiro a calça dele dou beijos no seu corpo todo até chegar na sua boca depois sento na pia abro minhas perna e peço para ele me chupar que delicia de língua vejo estrelas depois faço isso nele, não aguenta de tanto tesão goza dentro da minha boca enche ela de esperma aquele esperma viscoso grudento quente ele ri acha lindo eu xingo quero limpar nele, corro pelada e pulo na piscina ele vem logo atrás e ficamos brincando na piscina até ele ficar em ponto de bala novamente. Com aquilo duro saímos da piscina fiquei de quatro com as mão no chão e pedi para ele me penetrar bem devagar para eu sentir centímetro por centímetro daquela coisa gostosa e assim ele me pega de quatro, fala da minha bunda gostosa, me pega sentada na churrasqueira por trás na pia enfim todos os lugares e posições possíveis naquela área de lazer ficou pequena que delicia de homem eu gozei naquela noite umas duas vezes com ele dentro de min, ele também gozou na minha buceta no meu seios foi uma noite maravilhosa se eu tivesse imaginado não tinha sido tão boa assim.

Não consegui ir embora estava com a perna mole acabei dormindo com ele e logo de manha acordo com ele em cima de min novamente tentando me penetrar e foi mais uma que pinto que fogo.

O pessoal a sala não sabe da nossa história nos comportamos bem quando estamos lá, afinal um ano passa rápido. E tem mais aventura com esse pintudo, na praia, no sitio depois conto outras.

Bem minha amiga falou “logo vocês vão dar risada disso”.





ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.