"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Titio tirou meu cabaço


autor: Kate
publicado em: 20/08/17
categoria: virgindade
leituras: 6046
ver notas


Como relatei no meu primeiro conto, meu tio passou meses (pra ser sincera foram exatos 2 anos) me fazendo gozar só esfregando sua pica na minha rachinha....

Aos 12 anos peitinho começando a nascer, e uma bocetinha acostumada a ser chupada pelo meu tio safado e gostoso, estava começando a ganhar forma, sempre tive pernas grossas e um bumbum arrebitado o que despertou muito desejo no titio, eu tenho cabelos e olhos castanhos e uma pele clara. Meu tio me chama de boneca rsrs

Um final de semana quando fui pra casa da minha avó, meu tio estava na sala assistindo tv sentado numa cadeira de embalo. Ele me chamou pra ver um filme e me colocou sentada na perna dele. Eu sempre gostei de usar vestidos, então eu fui e sentei, ele abriu um pouco minhas pernas e colocou a mão por dentro da minha calcinha brincando no meu pinguelo e me deixando super melada. Com a minha bunda eu sentia a pica dele dura.

Ele sussurrou em meu ouvido:
_Essa buceta já está pronta pra ser penetrada, pra ser preenchida. Vamos pro quarto?
_sim!
Eu falei, com aquela vontade de ser fodida e chupada por ele. Na verdade eu já estava viciada nas linguadas que ele dava na minha xoxotinha.

Minha vó como de costume dorme depois do almoço e nem percebeu quando saímos da sala. O tempo estava bastante nublado o que favoreu o momento.

Meu tio me carregou e me levou pro quarto, minha calcinha já estava toda encharcada, ele adorava me deixar melada, mas já era meio que automático, assim que eu o via eu já ficava meladinha, aliás acho que minha bucetinha só vive melada e querendo língua.

Ele tirou a roupa e mandou eu acariciar seu pau enorme, eu como sou obediente fiz... a pica dele estava babando, e ele mandou eu colocar na boca, meio sem jeito eu comecei a fazer boquete nele e a pegar prática deixando o cacete dele mais melado. Foi meu primeiro boquete e ele adorou, eu sentia as veias pulsarem na minha boca e ele mandou eu parar se não ele ia gozar na minha boca e ele disse que queria gozar em outro lugar.

Então ele me arreganha na cama, abre minha bocetinha e passa a língua de leve no meu pinguelo rosado, eu gemia muito de tanto tesão, ele passava o dedo no meu buraquinho e falava que minha bucetinha já estava pronta pra levar uma pirocada de verdade.
_Quer que o titio derrame leitinho lá no no fundo desse grelinho quer?
_Quero tio, come minha bocetinha, eu sou sua titio, sou toda sua!

Ele levantou minhas pernas (me deixando na posição de frango assado) chupou meu cuzinho enquanto passava o dedo no meu pinguelo, eu me contorcia toda e socava na cara dele deixando a boca dele toda lambuzada.

Derrepente ele fica no meio das minhas pernas e começa a esfregar a pica dele na minha rachinha. Meu pinguelo já estava todo inchado e vermelho, já tava louca de vontade de gozar e ele percebeu. Então ele começa a empurrar devagar o pau dele no meu buraquinho melado forçando aquela coisa enorme na minha xoxotinha virgem. Enquanto ele forçava passava o dedo no meu pinguelo facilitando a entrada da pica na minha buceta, depois de alguns minutinhos tentando ele meteu a cabeça, minha bucetinha é bem carnuda mas não é grande, eu sentia aquela pica me rasgando mas eu estava tão excitada que a dor se transformou em prazer.

Titio passava o dedo em movimentos acelerados na minha xoxotinha e quando eu me toquei também peguei na pica dele e percebi que a metade já tava dentro de mim, aquela pica veiuda estava me comendo. Eu fiquei louca, sentia cada cm daquele pau entrar e sair do meu grelinho melado, abri mais minhas pernas e comecei a passar o dedo no meu pinguelo, titio estava no ápice daquela sensação gostosa e meus gemidos estavam cada vez mais intensos, eu me arreganhei mais e ele se aproveitou disso e meteu toda aquela pica gostosa na minha buceta eu comecei a gozar e sentia ele gozando também. Foi uma delícia sentir aquele leitinho quente. Minha buceta latejava no pau dele.

Depois ele tirou a pica e me deitou no colo dele. Eu tive a sensação de que não parava de gozar. Eu fiquei um pouco assustada quando vi o pau dele com sangue e mais assustada ainda quando vi sangue
na minha bucetinha. Eu comecei a chorar e ele disse que ia me dar banho e conversar comigo.

Depois do banho ele me explicou tudo e disse que era normal sangrar na primeira vez. Eu fiquei mais aliviada. Ele disse que na segunda vez seria mais gostoso. Mas na verdade todas as vezes eram gostosas. Mesmo com uma dorzinha desconfortável eu gozei muito. Titio falou que no fim de semana seguinte não iria doer e eu já estava anciosa pra que chegasse o momento de levar mais leitinho no meu grelinho guloso. Sangrei por 2 dias, mas a partir daí tudo foi mais gostoso. Ainda vou relatar mais de minhas aventuras com meu tiozinho.
Aguardem!



ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.