"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Cunhada Tesuda


autor: carioca1978
publicado em: 22/08/17
categoria: hetero
leituras: 3065
ver notas


Sou Fernando(nome fictício) , tenho 39 anos , casado . Minha esposa tem uma irmã mais nova que desde a época de namoro , eu notava que ela gostava de se mostrar usando mini saias e blusas decotadas. Tambem notava que quando estava com a irmã dela, ela gostava de me provocar discretamente , mas nunca dei muita bola, embora eu acho que ela é um tremendo fodão. Passado alguns anos de casado, minha sogra (viúva) costumava a vir em minha casa com a filhinha tesão aos finais de semana para almoçar. E sempre minha cunhada vinha com vestida com vestidinhos curtos só para me mostrar "sem querer" a calcinha . Antes do almoço, ficavamos sentados na sala que tem 2 poltronas , uma em frente da outra e um sofá na lateral. Normalmente minha cunhada fazia questão de sentar no sofá e eu quando eu ficava no sofá da frente não tinha como eu não ver a calcinha dela. mas como eu acho uma coisa normal, não ligava. Minha mulher e a sogra também não se importavam com a atitude da minha cunhada. Até o dia em que elas vieram almoçar e eu sentei numa poltrona e minha cunhada sentou na outra em frente . Minha mulher e sogra estavam sentadas no sofá do lado e de repente as duas levantaram para buscar uns salgadinhos e uma garrafa de vinho para conversarmos enquanto o almoço não ficava pronto. Neste momento, minha cunhada abriu as pernas e deu uma risada sacana de quem está a fim de foder. Eu suspirei, mas fiquei na minha . Minha mulher , sogra voltaram e começamos a conversar , mas de vez em quando ambas iam na cozinha ver se o almoço estava pronto.e numa destas, minha cunhada levantou e foi para o banheiro . Na volta ela sentou discretamente abriu as pernas e para meu espanto, ela havia tirado a calcinha . Eu olhei e vi um grelo enorme no meio das pernas Levantei e fui para o banheiro bater uma punheta para não dar bandeira . Mas neste momento, minha sogra teve ideia de comprar um frango assado na padaria, no que minha mulher aceitou a ideia, As duas pegaram a chave do carro e foram na padaria. Logo que elas saíram, minha cunhada correu para o meu quarto, bateu na porta do banheiro pedindo para abrir a porta . Eu abri a porta e ela me pegou com o pau na mão . Ela falou que a mãe e a irmã foram comprar frango e que ela queria fuder comigo, se abaixou e começou a chupar minha rola. Como eu estava no meio do caminho para uma gozada , logo enchi a boca dela de porra. Saímos do banheiro e fomos para a sala pois minha mulher poderia chegar a qualquer instante . (Minha cunhada esperta, fechou a porta e minha irmã não tinha chave para entrar em casa , então não seriamos pegos de surpresa.) . Chegando na sala , minha cunhada abriu as pernas e me puxou para que eu mamasse sua xoxota . Que grelo delicioso, chupei o grelo enfiando o dedo na buceta . Ela gozou na minha boca e queria mais. Levantei e disse a ela que a comeria em outra ocasião num motel. Ela respondeu: só se for amanhã.... Minha mulher e a sogra chegaram logo depois e fomos almoçar



ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.