"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Meu primeiro anal


autor: Carololiver
publicado em: 26/08/17
categoria: hetero
leituras: 1645
ver notas


Sempre tive vontade de fazer sexo anal, mas já tinha tentado várias vezes e não conseguia. Sou muito mole para sentir dor.

Fui amadurecendo a idéia e acabei tomando coragem. Estava decidida a deixar meu PA (pinto amigo) me ajudar nessa nova experiência. Não comentei nada com ele sobre minha decisão porque já sabia que ele toparia.
Alguns dias depois planejei cada detalhe e eis que chegou o dia. Me enchi de coragem e passei mensagem pra ele dizendo que estava desejando ele, que queria sentir a rola dele, e só de pensar estava toda meladinha. Ele topou na hora.
Meia hora depois ele chegou todo cheiroso. Entrei em seu carro e já fui dando um beijo daqueles cheio de tesão e pedi a ele que fosse direto a um motel. Como já era noite, logo que ele arrancou com o carro comecei a provocá-lo passando a mão em seu pescoço, percorrendo seu corpo e descendo até sua rola gostosa que já estava extremamente dura.
Enquanto ele dirigia comecei um delicioso boquete. Chupava como se fosse um sorvete bem gostoso que estava derretendo em minha boca. Ele segurava o volante com uma mão e a outra empurrava minha cabeça para baixo me fazendo engolir seu pau todinho.
Logo chegamos ao motel e o clima já estava bem quente.
Subimos as escadas nos pegando, beijando e tirando nossas roupas.
Entramos na suíte e ele me colocou sentada em cima da mesa, se pôs entre minhas pernas, enfiou uma das mãos por dentro dos meus cabelos longos e me dominou, segurando firme. Afastou o corpo e começou a acariciar minha xota que fazia seus dedos deslizarem de tão melada que estava. Pedi a ele que colocasse o dedo.
-Mete o dedo, mete, vai meeete...estou louca de tesão!
Ele me atendeu e enfiou dois dedos em minha xota. Eu estava enlouquecida de tesão, me contorcia nos dedos dele como estivesse com uma rola me penetrando. Era um tesão muito gostoso, alucinante.
Ele ficou ali me enlouquecendo por uns minutos, depois começou a dar mordidinhas na minha orelha e foi descendo, chupou meus seios e continuou a decida até encostar sua boca quente em minha xoxota e começar das lambidas em meu clitóris que estava bem firme. Eu me contorcia toda, gemia e rebolava na boca dele. Enquanto me chupava ele se masturbava, eu não via, mas sentia seu corpo balançar e isso me deixou extremamente excitada. Eu não estava mais aguentando. Segurei sua cabeça com as duas mãos e comecei a esfregar minha xoxota na boca dele, colocava e tirava minha buceta na boca dele repetidamente e sussurrava:
-haa vou gozar...me chupa...humm.... até que dei um gemido profundo enquanto gozava gostoso na boca dele.
Como ele me chupou gostoso, que boca quente, que língua maravilhosa!
Abracei ele com as pernas e deslizei meu corpo para a beirada da mesa prendendo-o entre elas. Ele começou a pincelar sua rola na minha xota, e logo meteu ela toda dentro de mim e me comeu bem gostoso, metendo cada vez mais rápido enquanto repetia
-você quer rola?... então toma sua safada...toma...toma!
Quando senti que ele ia gozar interrompi as estocadas.
Fomos para a cama, ele me colocou de quatro para me comer com aquele pau gostoso. Mais uma vez me segurou firme pelos cabelos enquanto me penetrou deliciosamente. Dava tapas na minha bunda enquanto seu cacete entrava e saia, ficando cada vez mais fortes as estocadas.
Pedi para ele parar:
-Fica paradinho só sentindo...sente minha buceta mordendo seu pau...ta sentindo?
-Tô..morde mais, mooorde!
Ele me dava tapas na bunda e falava:
-Isso, come meu pau todinho, fode na minha rola!
Voltamos a trabalhar juntos, ele empurrava para frente e eu para traz, aumentamos a velocidade e logo eu senti seu pau pulsar e ele gozou gostoso em minha buceta me fazendo gozar no pau dele.

Nós jogamos exaustos na cama.
Demos um tempo para repor as energias, tomamos um banho.
Ele abriu um vinho e me serviu. Não sou muito de beber, mas sabendo que o vinho ajudaria a relaxar para o anal, tomei.

Tomamos o vinho sentados na cama. Ele com as costas encostada na cabeceira e eu no meio das pernas dele, de costas para ele.
Enquanto bebia o vinho fui dizendo a ele que queria tentar o anal.

Me coloquei de frente para ele, comecei a morde a orelha dele, desci até seu peito e comecei a chupar e lamber seu peito. Continuei descendo e abocanhei o pau dele que terminou de endurece na minha boca. Depois de ter chupado ele muito, fiquei de cócoras em cima daquele pau gostoso, e coloquei todo para dentro, ele segurou na minha bunda e ajudou com o sobe e desce.
Depois fiquei de quatro na beira da cama, empinei bem a bunda e ofereci meu cuzinho pra ele.
Ele pegou o gel na cabeceira da cama, melou bem o polegar e começou a passar no meu cu fazendo movimentos circulares e uma leve pressão para dentro. Logo pude sentir seu dedo entrar e sair. Ele avisou que ia colocar a cabecinha do pau. Lubrificou bem a cabecinha e encostou no meu cu forçando a entrada, forçou uma, forçou outra vez e quando a cabeça entrou ele segurou na minha cintura com as duas mãos e começou a empurrar bem devagar.
Quando começou a entrar ardeu bastante. Comecei a gemer e dizer que estava doendo. Ele parou de empurrar e perguntou:
-Quer que pare?
Eu disse:
-Não, hoje vamos até o fim...hoje você vai enfiar tudo!
Ele então me pediu calma. Disse que estava muito apertadinho e pediu pra eu relaxar que depois que entrasse eu ia gostar.
Comecei a massagear meu clitóris e fui relaxando deixando ele enfiar o pau todo em meu rabo. Ele parou com ele todo dentro. Depois começou entrar e sair devagar. Continuei a me masturbar e aquela dor que incomodava começou a se misturar com um prazer muito gostoso e depois já não tinha mais dor, apenas muito prazer.
Como estava gostoso dar meu cuzinho!
Ele estava com o pau todo no meu rabo e eu sentindo prazer!
Enquanto comia meu cuzinho ele gemia e falava:
-Que rabinho apertado!
-Ta muito apertado...assim não agunto muito...já quero goozar
Eu respondia dizendo:
-Come meu rabinho todo, come!
-Eu também quero gozar com essa rola gostosa no meu cuzinho!
Era um tesão alucinante. Gozamos juntos...senti seu pau pulsar e um jato quentinho jorrou no meu rabo enquanto eu gozava me masturbando.

Foi uma experiência maravilhosa.






ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.