"Os mais excitantes contos eróticos"

 

MOSTREI TUDO E ENLOUQUECI O MO


autor: silvana
publicado em: 12/09/15
categoria: hetero
leituras: 8139
ver notas


Logo após o carnaval iniciamos nossa viagem de férias de forma que ao final passaríamos uns dias em uma pousada na praia. A viagem de dez dias foi maravilhosa e na quinta-feira à noite chegamos à pousada onde ficaríamos até a próxima quarta-feira. Infelizmente no dia seguinte Carlos recebeu um telefonema da empresa pedindo sua volta já na segunda-feira, como a praia em que estávamos fica perto de nossa cidade, decidimos que eu ficaria aproveitando o sol e o mar e na quarta-feira subiria para casa. Como já estávamos no mês de março e a pousada fica em uma ponta da praia me preparei para dias de muita tranqüilidade, leitura, caminhada, sol e mar. Na segunda-feira o motorista veio buscar Carlos, vi que a maioria dos hóspedes também partiu naquela manhã; a pousada estava quase vazia, na praia havia apenas alguns casais e crianças brincando, tranqüilidade total ! O dia estava lindo, voltei para o apartamento me pus nua e passei protetor pelo corpo todo, coloquei meu pequeno biquíni para "enfrentar" mais um lindo dia de sol. Meus biquínis normalmente são os menores da praia, calcinha daquelas que a bunda fica toda descoberta e sutiã de cortininha para tapar só os mamilos, o Carlos adora marquinhas minúsculas. Na praia quase deserta, tive a idéia de provocar o Carlos e então tirei algumas fotos com o celular e enviei para ele, nas fotos eu mostrava o biquíni que estava usando, o corpo, a bunda, a xota fugindo do biquíni e até uma onde afastei o biquíni mostrando-lhe a pequena marquinha dos seios! Através de mensagens meu gato se dizia louco de tesão e pedia fotos mais e mais ousadas! E assim correu o primeiro dia na praia sem o meu amor, muito sol, protetor, leitura em dia e provocação pelo celular. Na terça-feira pela manhã fui para praia levando um livro para passar o tempo enquanto tomava sol, havia apenas mais um casal que estava distante, e, de quando em quando passavam algumas pessoas caminhando. Perto do meio dia apareceu um rapaz moreno e instalou seu guarda-sol próximo de onde eu estava, logo percebi que ele olhava a todo o momento em minha direção; como a praia estava quase deserta eu havia colocado meu menor biquíni, um escândalo! e certamente era isso que atraia o seu olhar. Continuei minha "rotina", entre uma leitura e outra ia me refrescar no mar, me secava em pé ao sol, passava protetor, e voltava para a espreguiçadeira continuar meu bronzeado, veja fotos. Deitei-me de bruços desamarrei à parte de cima do biquíni e fiquei assim sentindo o sol a me envolver, alguns minutos depois olho para o lado e me assusto! - O moreno estava com uma das mãos dentro da bermuda e olhando para meu corpo batia uma punheta! Apesar de tentar disfarçar, o volume e os movimentos não deixavam dúvidas, ERA PUNHETA MESMO! No início não acreditei, mas ele continuava sem parar. Não me contive peguei celular e enviei mensagem para meu gato contando o que estava acontecendo, sabia que ele ficaria doido de tesão. O sol estava muito forte, o outro casal começou a se preparar para sair da praia e eu entre assustada e excitada instintivamente também sai para o almoço na pousada. Liguei para meu homem que já estava cheio de idéias para enlouquecer de tesão o Moreno da praia. Carlos me incentivou a provocar ainda mais o rapaz! Voltei à tarde para a praia, que continuava quase deserta. - Será que o punheteiro voltará? - eu me perguntava já excitada. Continuei a me bronzear, não demorou 10 minutos ele apareceu novamente e colocou sua cadeira de praia um pouco mais perto. Coloquei o celular entre as páginas do livro para poder enviar mensagens ao Carlos sem chamar atenção, no primeiro torpedo disse-lhe que o rapaz havia voltado e iria começar a provocação. Caminhei até o mar e me molhei pegando água sem dobrar os joelhos, desta forma, com o biquíni totalmente enterrado, minha bunda empinada ofereceu-se ao observador, depois de muita provocação voltei até meu guarda-sol e em pé esperei que a água escorresse pelo corpo; lentamente comecei a passar protetor nos ombros, braços, barriga.... e para enlouquecer o Moreno puxei o biquíni com uma das mãos e passei protetor em todo o seio, por último as pernas e a bunda que lentamente passei protetor enquanto olhava na direção do punheteiro. O rapaz ficou vidrado assistindo e alisando o pau que devia estar duro dentro da bermuda. Logo se levantou e foi para o mar, pelo jeito não agüentava mais, e, imagino deva ter batido mais uma. O final de tarde foi delicioso, eu me exibia ao rapaz e contava através de mensagens no celular o que estava ocorrendo, meu macho respondia as mensagens sugerindo mais ousadia, ele queria que eu fizesse topless !! Ao cair da tarde, quando percebi o outro casal se movimentado para retornar à pousada também peguei minhas coisas e sai torcendo para que o rapaz retornasse no dia seguinte. À noite, ao telefone, Carlos contou-me que passou a tarde louco de tesão lendo minhas mensagens e imaginado as cenas. Como eu deveria voltar para casa na tarde da quarta-feira, ainda teria chance de dar um último show de exibicionismo ao Moreno da Praia, então Carlos me pediu para ser mais ousada ainda, expondo meus seios e a bucetinha. Minha xota fervia de tesão e aquela noite só consegui dormir depois que me acariciei até um orgasmo gostoso ahhhhhh ! No outro dia, bastante excitada, tomei um demorado banho e pronta para provocar ainda mais o Moreno da praia, coloquei um biquíni que, de tão pequeno acaba entrando um pouco na xota deixando os lábios discretamente à mostra. Logo fui caminhar e posicionei a espreguiçadeira de forma a ficar de costas para os poucos casais que estavam na praia, porém de frente para o observador. Não demorou muito ele chegou e posicionou sua cadeira ainda mais perto de onde eu estava, caminhei provocante até o mar para me refrescar um pouco, me abaixei para pegar água expondo minha bunda, de óculos escuros podia ver que o Moreno não tirava os olhos. Voltei para meu guarda-sol e passei lenta e provocante o protetor solar. Olhando para o desconhecido puxei a parte de cima do biquíni e expondo meu seio passei protetor carinhosamente, fiz isto também ao passar protetor na virilha e escorregar a mão por dentro do biquíni. O punheteiro virou sua cadeira em minha direção e agora de frente para mim sorria e alisava o pau por sobre a bermuda, sentei-me na espreguiçadeira estendendo uma das pernas e pisando com o outro pé na areia, desta forma minhas pernas ficaram entreabertas, eu fingia ler o livro enquanto balançava a perna abrindo e fechando-a lentamente deixando ver o biquininho enterrado na xota mostrando um pouco dos lábios gulosos. Enviei várias mensagens ao meu amor descrevendo o que acontecia e ele a distância continuava a me provocar: MOSTRA MAIS e insistia no topless. Minha bucetinha fervia e eu sentia escorrer o néctar que molhava o biquíni, o rapaz agora com a mão dentro da bermuda nem disfarçava os movimentos e logo foi para o mar passando bem perto, acho que para confirmar que minha xota escapava do biquíni, então caprichei e abri um pouco mais as pernas. Fui me refrescar quando ele voltava do mar, e, ao passar por mim ele disse: o dia está lindo como você, apenas sorri. Voltei para nova sessão de protetor e judiar ainda mais do Moreno, desta vez ao passar protetor na virilha olhei maliciosamente para ele e corri a mão até a xota sentindo que estava muito molhada. O cara quase subia pelas paredes, eu estava vendo a hora que ele ia me atacar !! Através de mensagens disse ao meu homem que não estava agüentando e tinha vontade de me entregar, combinei que por volta do meio-dia ele deveria me ligar no celular, pois tinha um plano para a exibição final. Era hora do bronzeamento das costas, então me deitei de bruços e desamarrei totalmente à parte de cima do biquíni, o Moreno tinha visão privilegiada de minhas costas totalmente nuas e minha bunda com biquíni enterrado. Quando o celular tocou eu simplesmente levantei o corpo apoiando-me nos cotovelos apresentando meus seios nus ao punheteiro, ele foi ao delírio! Conversei longamente com meu homem contando detalhes desta manhã deliciosa enquanto expunha meus seios ao desconhecido que se masturbava novamente, veja foto. Desliguei o celular, amarrei o biquíni e fui ao mar me refrescar; quando olho para o lado o moreno bem próximo havia baixado a bermuda e manipulava aquela vara enorme mostrando-a para mim, como a dizer: vem chupa um pouco, me deixa gozar em sua boca louca de vontade, antes que pudesse atacar aquela verga, voltei até a praia e comecei a arrumar minhas coisas. O Moreno punheteiro, quando viu que eu estava a me preparar para ir embora, correu em minha direção e disse: não vá embora, fique mais um pouco, aqui tem ótimos lugares, podemos jantar e nos conhecermos melhor. Agradeci peguei minhas coisas e fui caminhando em direção à pousada, olhei para trás e ele disse: por favor, fica mais um pouco, você é muito gostosa. Como viu que eu continuei caminhando ele falou: volte no final de semana ao que respondi: voltarei no feriado. Estamos programando voltar, agora eu e o Carlos na esperança de reencontrar o Moreno e ai sim avançar do exibicionismo para... uiiii quem sabe... eu poder experimentar aquele pau apetitoso. Enquanto isso não acontece deixamos algumas fotos para vocês terem uma idéia de tudo que o Moreno da praia curtiu e esperamos seu comentário.



ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.