"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Sonho, pesadelo ou realidade?


autor: dryka
publicado em: 14/03/15
categoria: hetero
leituras: 3784
ver notas



Eu costumo dormir só eu e meu gatinho, digo gatinho animal mesmo, pois já tinha três meses que eu tinha acabado um namoro complicado.

E aquela falta de pica por tanto tempo já estava me deixando louca, rolava umas chuveiradas no vaso de vez em quando mas que só me satisfazia no momento.

Certa noite fui dormir mais cedo, eu nuinha que é assim que eu gosto, e meu gatinho peludinho amarelinho do meu lado.
Certo momento da noite quando já estava
Bem ferrada no sono sinto mãos passearem pelo meu corpo. Mãos não garras, senti um arrepio e me despertei de vez quando cinto em cima de mim aquela criatura gloriosa enorme peluda não sei se era homem ou animal, mas ao sentir aquelas garras em mim meu tesão que já estava nas alturas foi a pico.

Ele se apossou de um dos meus seio com aquela boca quente e me sugava como se aquilo dependesse a vida dele e me senti assim tão desejada, me fez querer mais, foi quando senti em minhas coxas aquele membro, aquele cassete enorme, grosso mas b grosso mesmo e duro ja me querendo, tentei cair de boca naquela jeba mas ele não deixou, me deitou sobre a cama e começou a me penetrar o que foi um pouco difícil e dolorido no começo, pois minha xoxota em comparação com aquele pau grande era bem pequena, mas quando conseguiu enfiar aquela tora na minha xoxota toda melada e latejante, senti que cada enfiada mais funda eu gosava, que delicia de trebapa que eu estava tendo finalmente eu gemia alto e me contorcia toda, e mais fundo ele ia na minha xana aquela pica deliciosa estava me levando a loucura.

Quanto mais eu gemia mais as suas garras passeava em meu corpo e por onde passava arranhava e machucava dor e prazer em mim se misturavam.
E as estocadas cada vez mais se intensificava, em dado momento senti que minhas forças que já eram poucas se esgotavam, não agüentava mais de tanto que gosava, aquela foda me enlouquecia me tirava da linha, quando senti que ele ia gozar dei um grito bem alto e estridente, foi quando senti que ele sumia da minha frente.

Despertei com minha xoxota toda dolorida e pulsando olhei e vi que o lençol estava cheio de sangue, procurei alguma marca em meu corpo mas só a sensação de ter sido possuída e muito bem gozada e satisfeita.
Troquei o lençol e fui dormir, acordei de manhã com meu gatinho do meu lado e meu corpo bem satisfeito!







ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.