"Os mais excitantes contos eróticos"

 

NOSSO PRIMEIRO CASAL, QUE DELICIA


autor: silvana
publicado em: 13/09/15
categoria: hetero
leituras: 3594
ver notas


Somos um casal na faixa dos 40 anos com corpos bem cuidados. Eu, Silvana, tipo mingon 1,62m e 55kg com corpo que o Carlos adora e bunda de chamar a atenção por onde passo, e, ele 1,78m e 80kg, muito bem dotado e delicioso. Abertos a novas aventuras, muitas vezes não as procuramos elas simplesmente acontecem, e ai nos entregamos curtindo cada nova brincadeirinha. Decidimos passar o final de semana em uma pousada na serra. Nos preparamos e na tarde de sexta-feira pegamos a estrada pensando que simplesmente sairíamos da nossa rotina sem imaginar o final de semana delicioso e cheio de novas aventuras que nos aguardava. Chegamos à pousada, guardamos nossas coisas e fomos conhecer o local; uma pousada na serra com alguns chalés entre a mata, toda área de lazer em uma parte central com restaurante, bar, piscinas, um lugar agradável e muito bonito. Voltamos para nosso chalé e como havia sol resolvemos ir para piscina ainda antes do jantar. Na piscina havia poucos casais; nos acomodamos perto de um deles e conversando fomos conhecendo e nos identificando, eles também ficariam todo final de semana. A conversa estava muito agradável e animada, o casal aparentava ser um pouco mais jovem que eu e o Carlos. Márcio, corpo malhado e bem gostosinho e Rosane, seios grandes, cintura fina, uma bunda... ! , sorriso cativante, usava um biquíni ainda menor que o meu, casados há 12 anos, eles formavam um casal bonito e simpático, antes de voltarmos ao nosso chalé combinamos o jantar juntos. Quando chegamos ao restaurante nossos novos amigos nos aguardavam, Rosane estava de vestido de alças, à contraluz percebia-se a silhueta de seu belo corpo, eu vestia blusa frente única presa apenas por dois laços e saia de malha bem acima do joelho, ambas com salto alto. Márcio me cumprimentou com beijinhos e sem maldade tocou a mão em minhas costas, me deixando arrepiada e disse: “Como você está bonita, o ar da serra está te fazendo bem”. O jantar, o vinho, a companhia, a conversa, o ambiente, tudo era muito agradável. Ao final do jantar, mais descontraídos, a conversa solta estava cada vez mais quente, eles disseram que gostavam de realizar as fantasias um do outro; assim como nós, um casal liberal mas cuidadoso. Como já estava tarde nos convidaram para continuar a conversa e o vinho no chalé. Lá chegando brindamos a nova amizade, conversamos mais um pouco e logo, Marcio colocou uma música suave convidando Rosane a dançar, Carlos me chamou para a dança também e bem juntinhos eu sentia suas mãos em minhas costas e novamente me arrepiava toda, comecei a imaginar onde chegaríamos ... Enquanto dançava Márcio acariciava suavemente o corpo de Rosane e discretamente subia seu vestido e a beijava com vontade. Ficamos um pouco constrangidos e falamos que estava na hora de ir, mas eles disseram que era cedo e pediram que ficássemos mais à vontade que a noite estava apenas começando. Já prevendo o que poderia acontecer, relaxamos, decidimos deixar rolar. O vinho estava fazendo efeito, Carlos passava as mãos pelas minhas costas; percebemos que o casal de amigos passou a nos olhar enquanto se acariciavam também, meu Gato entrou no jogo de sedução e para provocar subia suavemente minha saia deixando entrever minhas coxas ou até mesmo a pequena tanguinha branca quase toda enterrada. Dançamos assim coladinhos por algum tempo até que nossos amigos propuseram a troca de par. Após algumas trocas, Marcio e Rosane vieram dançar conosco, ele se colocou atrás de mim, me pegando pela cintura se encaixava deliciosamente, enquanto ela, atrás do Carlos começou a passar as mãos pelo seu tórax. Meu gato me beijava doido de tesão... Ahhhh que delícia!!! Com o olhar, meu homem fez sinal para ir em frente, afinal essa era uma de nossas fantasias e ainda não a tínhamos realizado. Não demorou meu homem puxou suavemente os dois pequenos laços que prendiam minha blusa ao corpo expondo meus seios aos seus carinhos. Em pouco tempo o vestido de Rosane foi ao chão e ficamos as duas apenas de calcinha sendo acariciadas pelos nossos machos, o tesão tomou conta do ambiente. Estávamos descontrolados, trocamos de par novamente, Rosane provocante, tirou a roupa de meu homem e beijando todo seu corpo agachou até abocanhar seu pau devorando cada centímetro. Márcio beijando e acariciando meu corpo levou-me até a cama e mostrou toda sua habilidade com a língua; desamarrei a calcinha oferecendo minha xana a seus carinhos, ahhh que homem, ahhhhh que língua huumm comecei a gemer. Neste momento Carlos sentado em uma poltrona era acariciado por Rosane que também gemia dengosa. Enquanto me beijava o corpo todo, Marcio livrou-se da roupa e então pude ver sua tora, não tão grande quanto a do Carlos, porém bem mais grossa, fui me ajeitado até que consegui colocar aquilo tudo na boca e iniciamos um delicioso sessenta e nove, - ahhhhh que tesão eu gemia e engolia aquela tora ahh ahh enquanto sentia a língua passando e cutucando minha bucetinha ai ! aiiiii vou gozarrrrrr ah ah ah ah!. Olhei para a poltrona, Rosane já sentada na vara beijava meu gato e nesta posição expunha sua bunda deixando ver seu cuzinho rosado. Marcio virou-se até ficar em posição para colocar sua tora em minha xota. Primeiro pincelou a xana totalmente encharcada com meu gozo, então colocou a cabeça, e, foi empurrando a tora: -ahh!!! aquele pau grossão ia me rasgando ahh !!! me abriu , ENFIA TUDO, eu dizia louca de tesão , ME FODE, vai !! vai !! ahhh...! ai..ai..ahhhhh!. A cada estocada de Marcio eu sentia minha bucetinha abrir, ele me virou de lado colocou uma de minhas pernas em seu ombro me arreganhando toda e enfiava aquela vara grossa com força e cada vez mais rápido, ahh que loucuuuura!!! Mais um gozo se aproximava, aquela pica cutucava meu útero até que em meio a gemidos e palavras desconexas gozei, ahhh! que gooooozo! enquanto Marcio também despejava todo seu gozo. Na poltrona Rosane e Carlos gemiam alto denunciando seu gozo também. Após uma rápida ducha, agora sem camisinha fomos os quatro para a enorme cama recomeçando carinhos cada um com seu parceiro e assim ficamos antes de voltar ao nosso chalé. O final de semana maravilhoso estava apenas começando, no sábado, depois de muito carinho rolou uma DP muito muito gostosa que vou contar na continuação deste conto, por enquanto curtam as fotos.



ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.