"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Gemendo alto no Drive In Parte 02


autor: Lenhador
publicado em: 03/09/17
categoria: casual
leituras: 936
ver notas


Desde o momento que notei o olhar sacana da recepcionista do drive in minha mente não parou de conspirar sacanagem.



Lindinha sem saber estava prestes a participar de muita sacanagem. Meu pau pulsa ao lembrar-me da bela gostosa de 1,68 de altura, 18 anos, olhos verdes, cabelos castanhos claro longos, seios pequenos, cintura fina, coxas grossas e bunda grande. Abro os olhos e mais do que depressa me ponho a escrever mensagem me desculpando pela demora em respondê-la.



_ Lindinha ocupada? Ligo pra tentar sair.



_ Olá sumido. Pra você nunca estou ocupada. Responde ela



_ Que tal sair e ganhar boas linguadas, beijos e surra de cacete? Proponho sem rodeios.



_ Nossa... até fiquei molhadinha. Revela



_ Passo ai daqui a pouco. Ok? Aviso sem esperar a resposta



_ Já estou pronta e sem calcinha a seu dispor. Comenta a safada



_ Safada. Rimos juntos



Desligo o celular pego a chave do carro e saio igual animal no cio louco pra foder bem gostoso.



20 minutos depois já estou em frente a casa da Lindinha . Ela sai vestida com uma saia jeans que realçava as belas pernas. Meu cacete vibrou com o que meus olhos viam. Instinto de comedor de buceta infalível.



_ Você está mega gostosa. Elogio de forma bem ousada

_ Tudo pra te agradar seu gostoso. Ela sabe mesmo agradar.

Dou um beijo bem gostoso e sem cerimônia enfio a mão sob a saia pra confirmar se ela está mesmo sem calcinha.

A danada estava sem calcinha e molhadinha. Arranco o carro e sigo acariciando as coxas de Linha.



Fomos direto pro drive in torcendo pra ser a mesma recepcionista na recepção. O destino quando deseja ajudar capricha, pois a recepcionista estava trabalhando e linda com o cabelo preso e numa saia preta justa revelando o belo quadril e as pernas com os pelinhos dourados.



_ Bem vindos. Quarto ou Box? Pergunta a morena lo ninfeta



_ Box, por favor. Peço de forma gentil.



_ Pode escolher qualquer um do número 4 a 16. Informa ela com um sorriso cativante.

_ Posso saber seu nome, caso preciso de algo? Pergunto olhando fixamente pra Morena.

_ Ana Claudia e o que vocês precisarem só chamar. Ela dá tanta ênfase que Lindinha aperta meu cacete e me dou conta que estou acompanhado.

Arranco o carro em direção ao Box.

Escolho um que não tenha ninguém ao lado e estaciono o carro.



_ Você é muito safado Lenhador. Lindinha faz uma cara bem sacana.

_ Eu? Por que. Sorrio encarando o olhar dela.

_ Mais um pouco e eu ficava na recepção e você vinha pra cá com a pilantra da Ana. Sentencia ela.

_ Não faria isso com você. Tento apaziguar.

_ Não estou brava, pois também fiquei excitada ao ver como ela te deseja. Sou Bi. Lindinha era mesma cheia de surpresa.

_ Acha mesmo que ela toparia algo a três aqui? Meu lado safado sempre se fala mais alto.

_ Vamos ver. Ela pega o interfone

_ Recepção. Ouço a voz da Ana.

_ Oi Ana estamos aqui no Box 10 e estamos precisando de um favor seu. Você pode vir aqui? Lindinha foi bem direta.

_ Claro. Responde Ana

Passado 3 minutos Ana entra no box e para do meu lado.

_ Aqui estou. Ana tinha soltado o cabelo

_ Bem vinda prima estamos muito a fim de brincar a três. Você topa?

_ Primas? Pergunto ainda atordoado

_ Sim bobo.

Lindinha desce do carro e agarra a prima e começa a beijá-la me olhando.

As duas começam a se acariciarem a minha frente. De dentro do carro fico apreciando aquele show vip.

Ana deixa Lindinha de quatro no capô do carro e da verdadeira surra de língua da cabeça aos pés a ponto de Lindinha gozar varias vezes.

Lidinha retribui a altura mordiscando Ana todinha. Ana tinha 24 anos morena e malhava todos os dias para manter as medidas. Os seios eram em formato de pêra e bem durinho o que dava todo charme ao quadril com bumbum arredondado e as belas coxas.

Na medida em que ia ficando excitada devido aos arrepios dava pra ver como os pelinhos piravam junto com o corpo.

Saio do carro e ponho as duas de quatro no capô e sem dó alguma atola os dedos nas duas bucetas ao mesmo tempo enquanto elas rebolavam e se beijavam.

Nunca tinha masturbado duas bucetas ao mesmo tempo e isso me deixou louco de tesão a ponto de movimentar os dedos com tanta sintonia que não demorou as fiz gozar juntas e ejaculando.

Elas desceram do carro e me deitaram no capô e começaram o oral duplo enquanto cada uma se masturbava com frenética gula. Não demoro a pulsar o cacete em sinal de que estava prestes a gozar e elas abocanharam o cacete para receberem leite quente.

Explodo em gozo e elas disputam cada gota com empenho.

Ana se veste depressa da uma beijo longo em Lindinha e um beijo no meu cacete e corre pra recepção. A sorte que estávamos em horário de raro movimento e o drive in vazio.

_ Gostou do presente tarado? Lindinha pergunta toda feliz.

Estávamos deitados no banco de trás do carro.

_ Muito. Você me surpreendeu e muito. Confessei todo satisfeito.

_ Minha prima é a única mulher que confio pra transar e você tem sido o único homem. Como vi interesse de ambos resolvi conspirar. Revela ela.

A conversa foi fluindo e nisso Lindinha contou que a prima ficou no box ao lado ouvindo nossa transa e se masturbando com vibrador. Estava explicado o sorriso que notei ao sair na primeira ida ao Drive in.

_ Não busco relacionamento sério, más sempre que vocês duas estiverem a fim de transa a 3 eu topo. Proponho.

_ Legal Lenhador. Mal concorda e ela começa a chupar meu pau até vê-lo ereto. Após colocar a camisinha começa a cavalgar com gula enquanto se masturba com incrível velocidade. Ambos gozamos juntos e depois nos vestimos para irmos embora.

Na recepção Ana da um longo beijo em cada um.



Continua...





ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.