"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Homenagem


autor: Angelluz
publicado em: 05/09/17
categoria: poesia
leituras: 392
ver notas


Um conselho leia esse num momento tranquilo, no seu quarto de preferência na cama.. Pouca luz, a imaginação tem que ajudar...



O cenario é o mesmo... Meia luz, velas, a musica calma da lugar a um bom rock' não roll... Petalas de rosas.. Vinho.. Cheiro no ar.. Você entra no quarto e é pega por traz, em seguida vem uma venda dos olhosss... Daqui pra frente é só sensaçoes.. O trabalho é dos sentidos.. Cheiros, gostos, bocas, primeiro... sua roupa vai ao chão..

E fica sóa linda lingerie.. Depois os olhos fechados deixa os sentidos aguçados.. Minhas maos passeiam pelo seu corpo... A musica se mistura ao clima... A temperatura é quente.. A boca te morde de baixo para cima.. E de cima para baixo.. Te amarro na cama.. Sem ver e sem poder se defender a dor vira prazer... Agora quem manda sou eu... Seu corpo clama, a pele pede.



As maos passeiam num caminho sem fim.. Os pêlos se arrepiam.. Minha boca beija e morde seu corpo todo a sensaçao é de tensão e tesão tudo junto, não saber de onde vem o chicote que te bate vagarosamente.. A boca que morde sua virilha.. A mão que aperta seu corpo.. Os sentidos aguçados se perdem, misturam a batida do coraçao com a da musica... A vontade cresce e fica gigante, gostosa, quente, o corpo reage a todos os toques.. Tapas, apertoes e o chicote começam a desbravar seu corpo e sentido.. Seu cabelo se torna uma alça do prazer..



O corpo treme pede mais, sente o momento.. Te mordooo.. Te apertooo... Espremo seu corpo contra o meu.. Você esta em minhas mãos.. Que carinhosamente te batem prazerosamente, um mix louco entre amor e odio, dor e prazer seu corpo lindo contra luz minha mão contra sua pele.. A vontade cresce o desejo agora maior que nos mesmos... A boca que já conhece seu corpo todo desvenda suas coxas.. Virilha se perde em mordidas, lingua e prazer... A vontade se mistura ao cheiro que agora eh de prazer.. Os corpos quentes já não são mais dois e sim um, unico e estimulado corpo de prazer onde as mãos caminham para o bem estar, o prazer agora é o único objetivo, onde você se contorce, se sente bem, se liberta, onde o prazer é maior que o momento.. Minhas mãos agora tem seu corpo..



Chicotadas, você amarrada ali submissa as vontades sem ver, sentindo o prazer crescer, a pele pulsar, sua boca pede meu corpo e se diverte caçando no ar.. Você agora é refém do prazer presa no desejo, molhada de vontade, jogada ao tesão.. Se contorce implora por mais.. E se diverte com o bom da vida.. Seu corpo agora eh meu brinquedo de amar.. Lhe possuo, lhe domino mas na certeza de na verdade ser dominado, apenas faço o que seu corpo pede, o que ele diz..



Você geme, pede mais, minhas mãos já cansadas de lhe apertar são insistentes, chicote, tapas e marcas de uma louca noite de prazer, uma de muitas seu gosto agora em

Minha boca, você agora faz parte de mim...



ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.