"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Atos de abusos, como tudo começou 2


autor: Girlselvagem
publicado em: 10/09/17
categoria: hetero
leituras: 2845
ver notas


Boa noite delícias...

Dando continuidade a minha saga de abusos que roubaram minha inocência de criança e me transformou em uma louca por sexo.

Quando estava com 3 anos minha mãe separou se do meu pai, e fomos embora de Minas para São Paulo, eu, meu irmão mais novo que eu, minha mãe e uma amiga dela que tinha família por lá. Fomos todos pra casa da mãe dessa amiga, ela morava em uma casa em um terreno bem grande e que tinha vários barracões para serem alugados, e tinha um barracão dessoculpado onde eu, minha mãe e meu irmão ficamos morando de favor ate ela arrumar um emprego pra pagar pelo aluguel, e ela conseguiu rapidinho.

Lá havia outras três famílias e algumas crianças, brincavamos todas juntas no terreno, era legal e um ano se passou. A mãe da amiga da minha mãe era uma senhora de uns 60 anos mais ou menos, seu nome era Raimunda e todas as crianças a chamava de vovó Raí, era viúva, muito ativa e boazinha. Tinha um namorado de uns 65 anos e que vivia brincando com a criançada, dava balas e colinho.

Parecia um senhor respeitoso e tinha a confiança de todos ali, inclusive da minha mãe. Por ter muita gente lá, sempre rolava um churrasquinho, uma festinha de aniversários de alguma das crianças, e ele sempre me dava atenção especial como se fosse meu vovô, a ponto de me colocar pra dormir enquanto minha mãe continuava conversando com os adultos, e nunca tinha feito nada.

No meu aniversário de 5 anos fizeram uma festinha pra comemorar, ele me deu uma boneca que não desgrudei dela, neste dia ele me pegou no colo e me apertou de forma diferente contra o corpo dele e não me deixava, a festinha continuou ate mais tarde e me deu sono, como já estava no colo dele minha mãe pediu pra ele me colocar pra dormi, e assim ele fez.

Mas nesta noite as coisas mudaram, ele deitou comigo na cama, falou que eu tava linda, virando uma bela mocinha e começou a me fazer carinho, passando a mão por todo meu corpinho e falando pra mim ficar quietinha, abriu minhas perninhas e levantou meu vestido de princesinha que vovó Raí havia feito pra mim. Foi passando uma mão por cima da calcinha com pressão e com a outra segurando seu pau por cima da calça, apertava minha bucetinha e cheira a mão.

Ele estava louco de tesão e enfiou a mão dentro da minha calcinha e começou bulinar minha bucetinha intacta ate ali, esfregava e me fazia tremer era gostoso aquilo, ele apertava me grelinho e chupava os dedos em seguida, eu estava assustada, mas tava gostoso e eu não entendia aquilo, mas comecei a chorar quando ele começou enfiar o dedo na minha bucetinha, queria que ele parasse e ele me mandou ficar caladinha e foi enfiando mais, tirava e chupava os dedos lubrificando-os e enfiando de novo.

Estava muito assusta e com medo e ele falou que ia da um beijinho nela pra parar de doer, fiquei quietinha e ele beijou minha bucetinha demoradamente, só que não ficou só no beijinho, ele começou a chupar, lamber e eu fui ficando quente e minha pernas tremia, ele voltou a colocar o dedo e eu já não reclamava, tava bom, ele apertava o pau e enfiava o dedo, acredito que a vontade dele era de enfiar o pau em mim, mas ele não teve tempo, porque minha mãe chegou e o pegou no flagra.

Imagina o B.O, depois disso voltamos pra Minas e nunca mais fui abusada, pelo menos não por ele.


Bjinhos da Martí



ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.