"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Realizando fantasia de uma amiga


autor: Lenhador
publicado em: 10/09/17
categoria: aventura
leituras: 2328
ver notas


Mara era uma morena de imensa simpatia e alegria que fazia bem em estar, por perto. Conhecemos-nos ao acaso da vida e desde então o contato era diário. Numa tarde ensolarada de sábado do nada fico olhando o celular tocar.

_ Lenhador o que está fazendo nessa tarde bonita? A voz de Mara era mesmo bonita assim rouca e gostosa de ouvir

_ Jogado na rede tomando suco natural e você? Respondo e pergunto pra render o assunto

_ Me sentindo só aqui em casa você não quer vim pra cá? Filme boa cia e passarmos a tarde em meio a coisas boas. Anima ai e você irá gostar. Ela da risadinha e logo já imagino que tá carente de rola.

_ Chego ai em 20 minutos tarada só colocar roupa. Revelo só pra instigar a mente dela.

_ Essa sua mania de ficar nu me da taquicardia. Safado! Ela desliga rindo

Troco o short, por uma bermuda e saio andando em direção à casa de Mara. Com passos rápidos chego muito antes dos 20 minutos.

Sou recebido com beijo demorado na boca e nota que Mara já tinha bebido algo e estava animada.

Mara era uma morena de proporção pequenas em seus 1,67, 59kg em belo corpo onde se destacava uma bela bundinha arredondada e os seios médios com mamilos sensíveis davam todo charme aos olhos castanhos era difícil acreditar que tinha 30 anos.

Mara estava vestida com camiseta leve e um shortinho curto que estava tão justo e dava pra perceber a ausência de calcinha e isso excitava mesmo.

Ao entrar notei a presença de mais uma pessoa na casa e que pessoa. Vera tinha 27 anos, loira, uns 110 cm de quadril largo, seios médios em formato arredondado, pernas lisas e torneadas proporcional aos 1,72, olhos azuis como oceano e sorriso largo contagiante.

_ Lenhador essa é minha amiga Vera. Após os beijos formais sentamos nos sofás sendo que Vera ficou a minha frente e Mara ao meu lado. Na mesa do centro uma bandeja com tira gosto e taças de vinho.

Vera estava com o cabelo preso em coque, camiseta e uma saia no meio das coxas e pernas cruzadas a minha frente me encarando nos olhos. Mara pausou uma das mãos em minha perna e acariciava com olhar bem devasso enquanto Vera observava atentamente. Segui o jogo dela e comecei acariciar a nuca de Denise enquanto nos beijamos. Olhando dissimuladamente para Vera a vi acariciando os seios de leve enquanto nos observava atentamente.

Pra instigar a loira enfio uma das mãos e começo a bolinar os seios de Mara. Vera morde os lábios e abre as pernas deixando a mostra a bucetinha com pelinhos em formato de coração a mostra. Mara fecha os olhos e reclina o corpo de encontro ao encosto do sofá e abre as pernas induzindo a ser masturbada. Com a mão pousada no meu cacete Mara se delicia com as bolinadas na buceta.

De repente começou a chegar até nos barulho inconfundível de buceta ensopada sendo bolinada e ficamos excitados com a visão de Vera toda nua se masturbando de olhos fechados no outro sofá.

Mara levanta e me puxa pela mão e vamos em direção a Vera.

_ Vamos te devorar amiga. Mara avisa já beijando Vera na boca enquanto me ajoelho e abocanho a bela buceta rosada e molhada de tanto tesão.

_ Que buceta linda Vera. Vou te comer todinha. Aviso cheio de tara e manias.

Mara começa a mordiscar o pescoço e sai passando a língua em direção aos seios de Vera e num ato de ousadia começo a bolinar as duas ao mesmo tempo o que as deixa enlouquecidas de tesão, por causa das mãos grandes enfio dois dedos em cada buceta e as duas fêmeas sedentas de sexo começam a gemer e a se beijarem sem pudor.

As duas de quatro no sofá se beijando e sendo bolinadas pelos meus dedos. Num ato de muita sacanagem resolvo enfiar um dedo em cada cuzinho e um dedo em casa buceta no que as duas rebolam se beijando começando a estremecerem revelando o pré-gozo.

_ Delicia de dedos. Elogia Vera entre beijos em Mara

_ Aproveita bem amiga. Sugere Mara empinando a bunda pro dedo ir mais fundo

Notando a vontade delas se explorarem me afasto e assisto as duas bucetas ficarem coladas se esfregando freneticamente enquanto mãos famintas masturbavam grelos ensopados em busca de gozo forte. Em dois jatos se cruzando uma ejaculou em cima da outra ainda em puro êxtase de pós-gozo forte.

_ Nossa nunca senti orgasmo assim antes. Confessa Vera ainda ofegante

_ Nem eu, pois se gozo é assim eu nunca tinha gozado antes.

As duas se olham surpresas e ao mesmo tempo me olham curiosas.

_ Culpa sua Lenhador. Vera sentencia de olho no meu cacete ereto e desafiador.

As duas levantam e se dirigem ao banheiro se recomporem e enquanto isso sirvo-me do vinho.

_ Que efeito gosto você tem sobre as mulheres Lenhador. Elogia Vera sentando ao meu lado enquanto Mara senta do outro.

_ Nossa vez de cuidar de você moreno safado gostoso. Avisa Mara já puxando minha bermuda e abocanhando meu cacete.

Me viro em direção a Vera e a puxo pra beijar de forma a não atrapalhar o boquete de Mara. A loira tem um cheiro de fruta delicioso e minhas mãos deslizam pelos seios durinhos, passando pela bucetinha pequena e depilada. Vera começa a se contorcer de prazer e arreganha a bucetinha para ser melhor bolinada. Devido a estar muito excitada não demora a ter outro orgasmo e fica assustada com os choquinhos e as pernas bambas.

Mara ao ficar assistindo a esse momento de sacanagem me chupava enquanto masturbava a bucetinha lisa. Não demorou a também gozar forte e para minha surpresa Mara começou a ter múltiplos orgasmos a tal ponto que se contorcia forte gemendo muito. Vera caiu de boca nos seios ficando de quatro a minha frente e eu mais do que depressa atolei o cacete naquela buceta rosada me desafiando.

Comecei a bombar aquela buceta apertada e Vera devorando a buceta de Mara. Mara apertava os próprios seios.

Nesse clima de orgia chegamos ao orgasmo juntos, pois ao mesmo tempo em que chupava Mara, Vera se masturbava sendo fodida por mim.

Deixamos-nos cair exaustos no carpete os três suados e sentindo o cheiro forte do sexo que tinha acabado de acontecer.

Acabamos cochilando, por algumas horas juntos e ainda sob efeito do sexo.

Continua...









ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.