"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Primeira vez em uma casa de Swing.


autor: publicitario
publicado em: 10/09/17
categoria: hetero
leituras: 2246
ver notas


Bem, como de costume só conto o que realmente aconteceu comigo, tentando colocar uma maior riqueza de detalhes e passar melhor o que realmente presenciei.

Sempre tive vontade de conhecer uma casa de swing, não pra tentar ficar com outras pessoas, mas eu curto o clima da putaria, ver os strip-tease, ver o que rola nas cabines escuras e assim por diante, e obvio que se tiver a chance de ficar com alguma mulher não iria perder a oportunidade (rs).
Como sou casado é muito difícil dar um perdido em sextas ou sábados a noite, pois só saio junto com minha esposa, mas uma bela oportunidade veio a surgir quando ela resolveu passar uma semana na casa da mãe dela, pois tinham muito tempo que não se viam e eu dei a maior força para ela ir visitar a mãe, e eu teria um fim de semana para putaria que tanto tinha vontade.
Ela viajou em uma quinta à noite, entrei no site ilha da fantasia (quem é de Vitoria/ES deve saber qual é) vi que só rolava a festa no sábado, e pensei como ia fazer para entrar, solteiro pagava caro, amiga doida assim eu não tenho, pagar uma GP. Entrei no site de bate papo do UOL e investi, pois tinha 2 dias pra arrumar uma companhia, conversa vai e vem e GP cobrando 300 pratas, fui perdendo as esperanças, mas peguei vários contatos e o whatsapp foi fluindo, se não conseguisse nada iria pagar 200 pra entrar como solteiro (geralmente são poucos solteiros que entram) até sexta a noite nada, no sábado por volta do meio dia eis que me surge Karlinha (GP) dizendo que nunca tinha ido a uma casa dessas também e que tinha curiosidade, fiquei pensando em quanto iria desembolsar e ela me disse que estava tranquila e que iria me acompanhar mas não garantiu que iria rolar nada entre a gente (por mim OK).
Chegamos por volta das 23:00 horas batendo aquele frio na barriga e a putinha foi com uma blusinha sem sutiã, sainha justa, batom vermelho e um salto alto de arrasar, conhecemos a casa pelo dono, e sentamos para tomar uns drinks e soltar um pouco mais, neste dia não estava tão cheio mas bem agradável, conversa foi fluindo, stripe rolando e ela me deu um beijão e começou a esfregar meu pau por cima da calça e eu não estava esperando (mas querendo), creio que o ambiente deixa os sentimentos mais aflorados, ficamos mais um pouco neste local que o pessoal fica mais comportando e onde os shows são realizados, e partimos para as salinhas escuras, apenas uma penumbra e a putaria rolando solta, um cheiro de sexo que deixa o tesão nas alturas, mas uma vez a putinha me surpreendeu enfiou a mão na minha calca e pegou meu pau ( que grosso ela disse, posso chupar) e eu perdido olhando pra outras mulheres que estavam ao redor, a cabeça estava a mil, mas abri o zíper e ela ajoelhou e mamou gostoso por uns 5 minutos, tive que segurar muito pra não gozar naquela hora, pois a festinha estava apenas começando, ficamos nos beijando e vendo o movimento, teve um solteiro que chegou perto da gente e ela sem saber o que fazer, ficou me beijando e esfregando a bunda no cara por cima da calça, e ele passando a mão na bunda e peitos dela, dai ela não quis mais (não me disse, mas acho que não ficou a vontade) de repente olho pro lado uma loira gostosa fodendo, uma pica na mão e outra na boca, e um senhor do lado que era o marido dela...só olhando aproveitei passei a mão nos peitos dela e geral em cima pra ver a foda e entrar na fila.
Voltamos para onde os shows acontecem e uma dose de whisky e a Karlinha se soltou mais um pouco, demos mais uma volta voltamos pra salinha escura mais um boquete com gosto de whisky e botei os peitos dela pra fora, pensei vamos ver até onde ela vai. Uma mulher chegou perto me beijou e ficou apertando os peitos dela, nessa hora eu já estava pra ficar maluco, de repente Karlinha beijou a mulher e ficaram se pegando um pouco e ai a mulher (que nem fiquei sabendo o nome) me puxou e demos um beijo a três e foi embora, enfiei a mão por baixo da saia da Karlinha e ela estava ensopada, dei uma alisada enfiei um dedinho e coloquei na boce dela pra chupar, dai dei mais um beijo gostoso nela e chamei pra irmos pra uma das salas privadas e ela disse que queria me dar gostoso mas que queria privacidade e sugeriu um motel que tem próximo ao clube, falei que iria mas que antes ela tinha que me chupar ali mesmo e tomar tudo que saísse, deixar meu pau limpinho, a vagabunda chupou gostoso e me fez gozar muito, bebeu e ainda vazou um pouquinho...pedimos mais uma cerveja e fomos para o motel.....(esse resto vai ser contado em uma outra oportunidade)....

Quem quiser fazer contato publicitariomundano@gmail.com, estou vendo quando minha esposa vai viajar para ir de novo e quem sabe um dia ela vai também.
Bjos.




ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.