"Os mais excitantes contos eróticos"

 

A melhor Trasa da Minha vida. P II


autor: aghatavenns
publicado em: 22/09/15
categoria: hetero
leituras: 3649
ver notas


Seus dedos deslizaram e penetraram meu corpo. Com as pernas fechadas e naquela posição estava muito mais apertada que de costume. Mas a sua vontade de me comer era muito maior do que me dar prazer naquele momento. Levantou-se e retirou as calças e a cueca boxe, mostrando seu membro para mim. Não era muito comprido, estava na media, mas com certeza era mais grossa que o habitual, talvez o mais grosso que já havia visto.

Ainda deitada de costas ele se jogou sobre mim, e começou a passar aquele pau duro na entrada do meu buraquinho virgem. Chupo o seu dedo indicador e meu fundo no meu cuzinho. Dei um grito alto pois não esperava, era estranho, mas não dolorido. Minha bunda grande era difícil de penetrar, então mandou que eu segurasse cada face da minha bunda branquinha. Deu uma ultima lambida e com velocidade meteu seu pau dentro mim, dei um grito. Parecia que não ia aguentar. Estava me rasgando por dentro.

- Calma! Só fui rápido por que se fosse devagar você não ia deixar.

Não conseguia falar, só gemer e acenar positivamente com a cabeça. Podia sentir todo ele dentro mim. Meu corpo estava tremendo, sentia algo estranho, uma sensação completamente nova. E sem poder me segurar gozei, e gozei tanto que senti escorrer pelas minhas pernas e molhar o colchão. Ele continuou dentro de mim, se movimentando mais forte. Meu corpo estava no limite quando ele se levantou e foi ate sua mochila. Pegou um lenço e limpou seu amiguinho grosso enquanto eu me viro e fico a olhar o teto, estou exausta.

O belo rapaz de cabelos loiros abre minhas pernas e me puxa para o membro duro e grosso dele, pelos calcanhares. Penetrando-me com força, mas meu sexo extremamente molhado acaba melando nós dois. E fazendo o entrar gostoso. Mesmo extremamente excitada, posso sentir seu pênis grosso se encaixar perfeitamente em mim. Minhas pernas encima de seus ombros fazem com que meu corpo absorva todo o peso do seu corpo. Estocando fundo na minha buceta melada.

Em um vai e vem frenético me tira gemidos altos. Quando ele olha no fundo da minha alma;

- Fala pra mim que você quer?

Seus movimentos diminuem enquanto espera minha resposta. “Eu quero mais! Mais forte!”. Mas parecia que minha voz não saia. Não sou acostumada a pedir, falar ou implorar. Isso começa a me esquentar por dentro. “Eu quero mais! Mais forte!”.

- Me fode!

- O que?

Sei que o ele quer é eu fale mais alto, quer que eu implore.

- Me fode! Com força! Vai! – Mais alto e com mais necessidade de uma penetração mais forte.

Minhas palavras foram o estopim para que virasse um animal dentro de mim. Me corpo estremeceu e antes que eu pudesse gozar e chegar ao auge no meu orgasmo e retira seu membro de dentro de mim e um jato de porra cobre minha barriga ate meus seios. Seu corpo desmorona sobre o meu corpo.

Deita ao meu lado e fica me olhando. Percebo o cansaço em seu olhar.

- Quer uma massagem?

- Eu adoraria!

Vira de bunda para cima. Mas eu tenho certeza que ainda não acabou. Com o corpo nu, sento sobre sua bunda, e começo a passar minhas mãos sobre suas cotas, fazendo leve pressão com o polegar sobre seus ombros, me inclino para frente e deixo meus cabelos tocarem sua pele, meu pingente toca sua pele também, e posso perceber o quanto ele gosta dessa situação. Ele começa a se contorcer e gemer, e isso só aumenta o meu tesão. Meus lábios toca suavemente sua pele, quando percebo que ele quer se soltar eu seguro suas mãos perto de sua cabeça e meus seios tocam suas costas, minha língua percorre sua orelha, e dou uma leve mordiscada no lóbulo direito, fazendo o se contorcer mais. Ele é forte mais minha vontade de tortura-lo é maior. Minha língua percorre seu pescoço, suas costas, e quando percebo já o estou mordendo, quando ele solta um gemido alto. E passo a acariciar umas costas com um leve sopro. Levando ele a loucura que não pode conter por muito tempo, com sua força me puxa pelo braço e dessa vez é ele quem esta em cima de mim.

Em cima das minhas costas, sua língua percorre, e me tira altos arrepios. Suas mãos firmes percorrem meu corpo, sua língua toca meu cuzinho em me dá um delicioso beijo grego. Percebo que seu membro esta duro encostando na minha perna. Seus dedos passeiam sobre meu cuzinho e minha boceta molhada. Ele coloca um dedo dentro de mim me fazendo gritar de tanto prazer. E quando coloca o segundo me deixa mais louca ainda, e com o polegar massageia meu cuzinho.

Meu corpo todo treme cinto que estou chegando ao meu clímax. Quando ele me vira para poder olha-lo. Puxa-me para si, minha buceta molhada tocando seu pau duro, suas mãos habilidosas tocando meus seios, massageando-os. Nossos olhos se encontram, mais o meu prazer é tanto que não consigo me concentrar. Agarro firme em suas pernas, a tortura que ele esta fazendo comigo é muito pior da que eu estava fazendo. Vou ao paraíso, voo entre nuvens, e mergulho em um denso mar de prazer em suas mãos.

Depois de gozar e ficar com as pernas bambas, mesmo deitada parece que eu havia caído e perdido o chão, ele me puxa para ficar em cima dele. E pela sua cara, acho que agora é ele que quer gozar. Me encaixo nele e me corpo toma vida própria, com seu pau dentro de mim começo a rebolar e sentada vou cavalgando nele. Mesmo estando rápido percebo que não é o suficiente para ele.

Me empurra e sobe em cima de mim, e começa no seu próprio ritmo, forte, firme e profundo.

- Onde você quer que goze? – ainda no se ritmo violento.

Sua pergunta me deixou sem reação.

- Pede!

Seu dedo passa na minha boca e sei onde ele quer que peça. Meu sangue gela por um segundo.

- Goza na minha boquinha.

Foi o estopim para continuar mais violento, com um tapa e um grito meu ele retira seu membro e goza sobre mim. E de repente ele se levanta e vai ate a porta.

- O que foi?

- Acho melhor nós irmos.

Nos beijamos e resolvemos marcar para outro dia, acabar essa aventura.




ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.