"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Te Quero!


autor: LOBO
publicado em: 18/03/15
categoria: hetero
leituras: 3458
ver notas


Te quero parceira, amiga e amante.
Mas te quero mais:
Te quero na doce escrava que se submete às minhas ordens,
que entrega-me seu corpo e seus segredos.

Te quero nas tuas carnes que adestro e disciplino.
Te quero na cor rubra, ícone do desejo, que delas retiro.
Te quero no calor que nelas aplico e crio.
Te quero na devassa, que nesse ritual acordo em teu íntimo.

Te quero na submissão genuflexa que sinaliza tua rendição.
Rendição ao meu poder sobre ti. Mas também, e mais, bem mais,
rendição tua sobre teus próprios pruridos em viver
a maneira intensa de teus desejos mais secretos.

Te quero no olhar, que me provoca,
que não trai jamais teus sentimentos,
fazendo deles ação plena,
quando tua boca suga ávida meu membro rijo.

Te quero no primeiro êxtase,
quando quente, você liberta de mim
a seiva branca que explode na tua boca.
A primeira explosão entre outras...

Te quero nos seios que me oferece.
Nos mamilos que se apontam para mim,
como setas rijas e pedem, suplicam,
a corte que minha boca e língua te fazem.

Te quero em cada curva de teu corpo,
em cada cume, em cada vale.
Que admiro, acaricio, pesquiso,
aperto, bato, beijo, lambo...

Te quero na tua fornalha,
aquela tua fonte de prazer,
a qual chego depois de te percorrer,
viajar em cada centímetro de teu corpo.

Te quero nos lábios que formam teu sexo,
que minha língua em cunha bordeja.
No teu clitóris que meus lábios tocam e fazem girar.
Na tua carne íntima, quente e gotejante,
que mudo da suave cor rósea para o mais intenso vermelho do desejo.

Te quero na rendição plena, absoluta.
Quando a devassa de teus desejos secretos assume teu comando.
Quando capitula e me grita, sem medo de censuras:
"Por favor meu homem, meu SENHOR: faz de mim a tua puta!"...

Te quero na tua intimidade densa,
que me recebe, que me convida a te tomar posse,
cravar em teu corpo minha bandeira,
te penetrar mais fundo, mais forte.

Te quero no orgasmo intenso que dividimos,
na celebração do sentidos que nos faz parceiros.
Te quero, como diria Vinicius,
na paz do silêncio do depois...

Te quero no beijo da cumplicidade total,
com que celebramos nosso encontro.
No sabor de teu sexo na minha boca,
saudando o que meu sexo deixou na tua.

Te quero na intimidade que orgulhosa me exibe,
quando você anda nua pelo quarto,
no suave e provocante movimento de teus quadris,
com nossos fluídos te escorrendo juntos pelas coxas.

Te quero no teu sorriso mais maroto,
me encarando nos olhos,
me fazendo saber que há bem mais,
bem mais ainda de você para mim.

Te quero na postura de quatro,
teu dorso desenvolvendo uma suave curva,
teus seios pendendo ao alcance das minhas mãos,
tuas coxas desenhando um "V" que te expõe toda.

Te quero na celebração intensa,
cume da tua submissão e entrega,
quando me oferece em suprema ousadia
tua entrada mais proibida.

Te quero em todos os teus suspiros,
teus gemidos, teus gritos,
dizendo com todas as palavras
teu mais denso tesão.

Te quero, mulher...
Te quero toda!
Te quero minha!
Me quero teu...


LOBO



Texto Publicado.
Direitos autorais reservados.
Proibidas sua reprodução, total ou parcial,
bem como sua cessão à terceiros,
exceto com autorização formal dos autores.
Lei 5988 de 1973





ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.