"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Meu cunhado revelou-se


autor: cacabah
publicado em: 04/10/15
categoria: gays
leituras: 39621
ver notas


Certa tarde de sexta feira, calor insuportável.
Estudo pela turno matutino, e como de costume todas as sextas pego as meias usadas na semana e as lavo, minha irmã é Bancária e trabalha o dia inteiro das 08:00 ás 21:00, meu cunhado é Supervisor de Engenharia, e trabalha de macacão botas. Ele tem 1.81 de Altura, tem pele morena 24 anos de idade, cabelos nos ombros, barba por fazer olhos mel, ele é muito bonito, Nessa mesma sexta feira como de costume estava lavando as meias no quintal quando ele chegou do trabalho 12:00 passou direto para o quintal onde tirou as botas e pediu para mim ligar a mangueira, fiz o que me pediu e voltei ao que estava fazendo, ele me disse que iria tomar banho ali mesmo no quintal falei que não me importava, ele tirou o macacão, e ficou só de cueca boxer preta, com aquelas coxas definidas, e aquela barriga tanquinho, musculos super definidos pois ele malha a 8 anos, começou a molhar aqueles longos cabelos, parecia cena de novela aquele monumento grego ali do meu lado. Finalizei as meias fui estende-las no varal que ficava perto dele, quando passei ele me molhou com a mangueira, dizendo - Venha você não sabe o que está perdendo, num calor desse um banho é tudo de bom, eu neguei falei que tinha outras coisas a fazer, e sair andando. Ele me segurou e falou ta com medo da água é ? vou te molhar mesmo. me deitou no chão e sentou em cima de mim, me molhando com a mangueira, aquelas pernas torneadas ali me apertando eu estava louco por aquilo ja fazia tempo,ele jogava o cabelo e sorria enquanto me molhava, tirou minha camisa ai eu ja não podia resistir, ele começou chupar meu peito, e falou não me olha com esse olhar assustado não viu? só vou fazer o que você quiser e eu balancei a cabeça que sim, ele falou pega aquela toalha ali, que eu vou terminar aqui e entro me espera la dentro. Entrei e troquei de short pois o meu estava molhado e fiquei sem cueca, só de bermuda sentei no sofá ele apareceu na porta da sala nu, Pau mole super excitante depilado lisinho, ele veio em minha direção e pediu pra mim levantar, levantei e me abraçou por trás enquanto desabotoava meu short, me beijava o pescoço com a barba por fazer, e me jogou no sofá, e falou toma sua mamadeira, eu coloquei aquele pau na boca, já duro que devia ter 21 cm, quando ele forçava eu sentia ânsia pois era muito grande, quase não cabia na minha boca ele começou gemer, foder a minha boca, foi quando pegou no meu pau, com aquela mão forte, começou a me punhetar, e chupou meu pau, fui no céu e voltei eu custava a acreditar que estava ali com um Deus Grego daquele, me pôs de costas e começou a chupar meu cuzinho dizendo que era muito gostoso, colocou aquela cabeça rosinha linda e grande próximo ao buraquinho e foi colocando calmamente, até entrar toda, ele dizia que era muito gostoso e que era apertadinho, enquanto metia me chupava o pescoço e rebolava aquela pica dentro de mim eu sentia arder e o tesão era maior que aquilo tudo, Senti quando ele gemeu profundamente e a gala começou da descer do meu cu, como uma cachoeira de leite e ele respirava fundo de alivio, me beijou na boca e voltou pro banho. E desse dia em diante ja repetimos outras vezes, outras aventuras que vou contar . Espero que gostem Beijos Apimentados



ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.