"Os mais excitantes contos eróticos"

 


autor: kzal69
publicado em: 19/10/15
categoria: grupal
leituras: 12103
ver notas


Olá, meu nome é Jane e o meu marido se chama Mário, mas nosso apelido é Ksal69 (casal 69) e no final do meu relado vocês vão entender porque.

Bem, somos de SP e temos 44 anos e 20 anos de casado, mas nos conhecemos a 24 anos ainda na faculdade. Casamos no último ano da faculdade pois esquecemos a camisinha e ficamos grávidos. Hoje nosso filho tem 20 anos.

Meu relato é sobre nossa iniciação no mundo do swing, fato que mudou nossas vidas num momento muito difícil. Isso ocorreu a 2 anos atrás. Estavamos com 41 anos e perdemos nossos empregos praticamente ao mesmo tempo. O trauma foi grande. Nosso filho entrando numa faculdade cara, casa e carro para pagar e ambos desempregados. No inicio fomos levando com tranquilidade, mas como não tinhamos muitas reservas já que tinhamos comprado nossa casa e tinhamos parte ainda a pagar, a coisa foi ficando apertada.
Passado um ano, nossas economias já estavam quase no fim, assim como nosso tesão e libido e tinhamos até então. Transavamso de 2 a 3 vezes por semana com um fogo invejável. Mas agora a preocupação com o futuro não permitia pensar mais em sexo e não nos procuravamos mais na cama.

Até que surgiu uma festa de aniversário de casamento de um casal amigo nosso. No inicio dissemos que não iriamos, que não estavamos com ânimo para festas, mas ele insistiu e disse que iria nos buscar se não fossemos. Não teve jeito e lá fomos nós.

João e Lidiane nos receberam muito bem, sempre animados e colocando todo mundo para cima, como sempre. Até nos soltamos um pouco e aproveitamos a festa, mas no final eles perceberam que algo não estava bem e contamos que já estavamos desempregados a 1 ano e as economias estavam no final. Então eles nos disseram que precisavamos nos divertir um pouco mais para esquecer isso tudo e abrir a cabeça para novas oportunidades (nem imaginávamos que oportunidades nos surgiria!!!).
Eles disseram que iriam para a praia no "apertamento" deles na manhã seguinte e que deveriamos ir junto para tirar o stress. Dissemos que não tinhamos dinheiro para gastar com lazer, mas eles novamente nos animou dizendo que não iriamos gastar nada pois a casa era deles, como só iam os 4, podiam ir no carro deles e a comida eles fariam em casa mesmo para não gastar muito. Diante disso, não tivemos como recusar.

Na manhã seguinte, lá fomos nós 4 para a praia. Fomos direto sem passar pelo apartamento. Como já estava tarde iriamos tomar um bom banho de mar para recarregar as baterias e lavar a alma, como disseram nossos amigos.

Depois de muito banho de mar e um sol maravilhoso fomos para o apartamento deles, ou melhor, apertamento mesmo (quarto, sala, cozinha e banheiro). Tomamos um banho, jantamos e ao irmos dormir eles nos ofereceram o quarto, mas decidimos ficar na sala e dormir no sofa-cama, já seria um abuso. Fomos dormir e eles deixaram a porta do quarto entre-aberta. Logo em seguida começamos a ouvir um rangido da cama, uns gemidos e finalmente gozos incríveis. Meu marido ouvindo aquilo se animou na hora e veio armado me cotudar por trás. Comos estavamos na sala e sem saber quando iriam sair, ficamos só nos masturbando e gozamos pela primeira vez depois de vários meses a seca.

Na manhã seguinte, João e Lidiane já sairam do quarto de beijando e olhando para nós perguntaram se o barulho incomodou muito e se tinhamos aproveitado também. Eu olhei para o Mario e nossos olhares já denunciaram que a coisa não ia indo bem na cama também.

Bem, foi ai que tudo começou. Eles disseram que tinhamos que inovar, criar possibilidades na cama também. Não estavamos entendendo nada e ai ele foi bem claro: "meus amigos, precisam fazer swing. troca de casais. suruba!!!". Acho que nossos olhares novamente nos denunciaram e deviamos estar chocados. Nossos amigos de velha data fariam swing?

Então Lidiane assumiu a conversa, disse que também tiveram uma baixa no tesão a uns anos atrás e lendo artigos sobre sexo, viram que o swing poderia trazer algum sabor a mais para a cama do casal. Realmente dá insegurança, mas quando tem amor, isso só reforça o laço conjugal e tras o fogo de volta.

Perguntei o que eles nos aconselhavam então. Eles disseram que poderiamos começar transando os 4 na mesma cama, sem troca e vendo o que os outros faziam dispertaria interesse. Perguntei quando, e eles muito rápidos, disseram: "AGORA!!!".

Todos tomaram banho e fomos para o quarto enrolados na toalha. João e Lidiane logo jogaram a toalha de lado e começaram a se beijar, apalpar... João chuvapa os seios lindos da Lidiane e ela o punhetava lentamente. Ai ela desceu e abocanhou o penis do João e começou uma chupada incrivel. João a interrompeu e a colocou na cama para chupá-la. Foi ai que meu marido não resistiu. Ele tirou minha toalha e começou a me chupar também. Chupava com uma volupia e desejo incriveis. Ai pedi para ele tirar a toalha e virar seu penis para mim, assim iriamos fazer um 69. Fiquei sobre ele chupando enquanto ele me chupava. Meu corpo começava a tremer de tesão. Nossos amigos ficaram animados que estavamos nos liberando e perdendo o pudor.

Ai o Mario me diz que gostaria de ver outro homem me comer. Eu fiquei sem jeito, mas com o tesão tomando conta de mim, perguntei para a Lidiane se o João poderia me comer. Ela disse sem problemas, mas que depois o Mário era dela. Disse que tudo bem.

Eu fiquei de 4 na beira da cama e o Mario ainda me chupando e ele pediu para o João vir me comer que ele iria olhar bem de perto. Ele perguntou se queriamos que ele usasse camisinha, mas como confiamos no casal, dissemos que se ele não quisesse tudo bem.

Bem, ai João ficou em pé e começou a pincelar seu pau na minha xotinha, que antes só tinha sido penetrada pelo Mário. Ele foi colocando lentamente e o Mario acompanhando tudo e lambendo meu clitóris. João começou a estocar num ritmo gostoso, sem violência e meu marido acompanhava com sua lingua sentindo o melzinho da minha bucetinha.

Quando avisei que estava quase gozando, João começou a estocar mais forte e gozamos juntos. Pude sentir seu esperma me enchendo minha xota. Mas ai veio o mais incrível, o João tirou seu pau de dentro de mim e o meu marido começou a sorver todo meu mel junto com o esperma, lambeu tudo, enfiou sua lingua dentro para tirar tudo o que podia e ainda colocou os dedos para tirar o que sobrou e lambeu cada um deles. Nessa lambança toda, gozei mais uma vez na boca do meu marido e ele gozou na minha boca deliciosamente. Depois que João nos viu nesse 69 muito louco foi que nos deu o aperlido de casal 69.

Mas ainda era de manhã e tinha muito chão, ou melhor, sexo, pela frente.

Depois que gozei duas vezes, Lidiane disse que era sua vez e agora ela iria emprestar o Mário para ela se satisfazer. Nisso ela chamou o João para deixar na cama, o chupou até seu pau ficar durissimo novamente e montou nele. Deu uma cavalgada e pediu para o Mário lamber seu cuzinho e deixá-lo bem molhadinho e preparado para uma dupla penetração. Novamente fiquei abismada. Quanta surpresa nossos amigos ainda guardavam?

Mário foi sem demora e lambeu o cuzinho da Lidiane e o deixou piscando de tesão. Ai ela pediu para ele a penetrar. Como eu nunca fiz anal, João estava todo animadinho e foi com vontade. Com o pau duro peito pedra ele enfiou tudo na Lidiane e começou um vai-vem incrivel. Os 3 pareciam em sintonia total e Lidiane delirava de prazer. Minha xota começou a melar novamente e comecei a me masturbar. João, vendo minha siririca pediu se ele poderia me chupar. Logicamente que não neguei e fui até ele. Fiquei com a perna aberta sobre sua boca e minha bunda voltada para a Lidiane. Nisso ela começou a morder minha bunda e colocar sua lingua no meu cuzinho. Parecia que estava tomando choque. Comecei a tremer toda. Mário, vendo aquilo não acreditava e disse que iria gozar a qualquer momento. Lidiane continuo enfiando sua lingua no meu cu e na minha xota junto com seu marido João.

Fui a loucura, assim todos os demais. Gozamos todos em sequencia. Eu o Mário, a Lidiane e o João.

Caimos exaustos e rindo a toa na cama. Olhei para o Mário e não podiamos acreditar no que estavamos fazendo, mas estava feito e foi muito bom. João e Lidiane perguntaram se estavamos gostando e pelos nossos sorrisos não tinheram dúvidas.

Achei que por aquele dia estava tudo terminado, mas Lidiane disse que eu ainda não tinha feito tudo, que precisava liberar o cuzinho para o marido dela. Falei que era virgem no anal e ela disse daqui a pouco não seria mais.

Ela colocou um travesseiro na cama e pediu para eu deitar sobre ele com a bunda bem levantada. Achei que já ia ser estocada sem dó nem piedade, mas ela veio e começou a me chupar. Começou lambendo meu clitóris e quando sentiu meu mel escorrer colocou a lingua toda na minha bucetinha. Enquanto isso ela foi rodeando meu anelzinho com o dedo e quando ele começou a piscar ela colocou o dedo na minha xota para lubrificar e lambeu o cuzinho, ai foi me penetrando bem devagar. Quando entrou tudo ela perguntou, está gostando? Só gemi e sinal verde estava dado. João se posicionou atrás de mim e foi forçando a cabecinha. Entrou gostoso, mas quando ele tentou colocar mais eu travei. Ai Lidiane começou a me masturbar e fui relaxando. Nesse momento, Mário disse, hora do casal 69 entrar em acão, e lá foi ele novamente para baixo de mim me chupar e ver a piroca do seu amigo detonar meu cuzinho.

Ele ficou alí me chupando e vendo o entra e sai até o João e eu gozarmos. Depois que João saiu de mim, o Mario pediu para eu liberar a porra do cuzinho para ele. Fiquei piscando até escorrer tudo, que ele tomou e lambeu os beiços.

Para finalizar com chave de ouro, ou melhor, chave de xota, Lidiane disse que eu iria chupá-la até ela gozar e que agora o Mário iria comer meu cuzinho por direito. E assim foi. Meu marido comeu meu cuzinho dilacerado e eu chupei pela primeira vez uma xota. E não é que é bom?

Depois desses dia incrível de sexo até então inimaginável para Mario e eu, voltamos felizes para casa e para nossos problemas. Mas nossa vida na cama melhorou e muito.

Agora relaxados e com a cabeça e espirito mais aberto, não é que o swing também nos rendeu novos empregos também? Mas esse relato fica para a próxima.

Se alguém tem vivência semelhante e quer nos contar nosso email é kzal69@outlook.com



ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.