"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Minha prima gostosa, meu tesã


autor: tatuada1990
publicado em: 04/11/15
categoria: gays
leituras: 7952
ver notas


Sempre esperei ansiosa pelas ferias, quando era criança era o tempo que toda a família se reunia e uma tia minha vinha com sua família pra nossa cidade, sempre passavam mais de um mês aqui nas comemorações de fim de ano! Minha tia tinha três filhos, duas meninas e um garotinho! Uma das meninas tinha a minha idade e por mais que eu tivesse ciume dela e rolava muita briga, vivemos momentos bons! Me sentia atraída por mulheres mas não entendia bem o porque! Certa vez fui a um rodeio com meus pais ainda muito criança, e ao me levar ao banheiro eu e minha mãe vimos uma mulher muito vadia e safada, ela usava um short socado no rabo com a polpa da bunda deliciosa dela totalmente a mostra uma camisa amarrada na barriga e botas de cano alto! Minha mãe se revoltou com a cena e eu fiquei transtornada com aquela mulher! Por muitos dias ficava tocando na minha xoxotinha pensando no que vi!
Eu e minha prima, brincávamos juntas, tomávamos banhos juntas e dormíamos juntos durante as ferias todas, durante os banhos a gente brincava de pai e mãe, nos esfregávamos uma a outra e eu me sentia muito excitada com aquilo, certa vez achamos uma revista pornográfica do irmão mais novo do meu pai! Passamos a tarde toda olhando curiosas aquelas imagens loucas! Foi assim durante nossa infância toda, descobrimos varias coisas juntas, mas quando nós tornamos adolescentes, ela não vinha mais todo ano pra minha cidade e perdemos um pouco do contato!
Quando estava com 16 anos, já fazia uns 5 anos que não via ela. Acordei em um domingo com meu pai dizendo que eles viriam nas ferias e ela também viria dessa vez! Me deu um calor uma excitação no mesmo momento! Agora já sabia muito bem o que estaria fazendo e meus desejos estavam super aflorados, eu tava louca pra transar de verdade com uma mulher, nenhuma das minhas amigas dava sinal de interesse e eu ficava louca quando nós trocávamos uma na frente da outra, tinha vontade de chupar elas, mas nenhuma gostava de menina. Sabia que ela tava fazendo cursos de estética, massagens, cortes de cabelo e todo esse tipo de coisa, tava bem animada imaginando tudo que poderia acontecer naquelas ferias.
No dia que eles chegaram, coloquei uma roupa super ousada, um shortinho rasgado que evidenciava bem minhas coxas torneadas, uma blusa tomara que caia super justa marcando meus enormes seios e minha cintura fina, e fiquei descalça andando pela casa ansiosa como uma menininha esperando um presente. Quando chegaram, quase não acreditei no que vi, como ela tava gostosa, sua pele morena clara tava bem bronzeada, ela estava usando uma calça rasgada de cintura bem baixa, sua barriguinha super sarada com uma pele super cuidada e um piercing que brilhava no seu umbiguinho, com seu top curtinho que evidenciava bem seus seios não muito grandes mais super empinados e o que tirava meu sono desde sempre era sua bunda, grande, redondinha, sempre foi linda, mas agora que ele se tornou mulher tava inexplicável, gostosa de mais.
Cumprimentei e abracei todos e deixei ela por ultimo, percebi que meu tio tava constrangido pois eu tava bem ousada mesmo aquele short mal tampava minha bunda, cheguei olhando nos olhos dela com um sorriso bem malicioso a abracei e disse:
- Que saudade priminha, que bom que você veio, esse verão não ia ser o mesmo se você não tivesse aqui.
Abracei por um tempinho aquela morena, seus cabelos pretos ondulados tinha um cheiro maravilhoso, sua pele tão macia, um perfume de mulher delicioso, bem diferente da priminha que eu lembrava, me excitei lembrando quando criancinha que eu abraçava ela por trás com os nossos corpinhos ensaboados encostava minha bucetinha naquela bundinha gostosa dela. Eu tava com tanto tesão que achei que ia passar mal.
Almoçamos e nós duas fomos pra cozinha enquanto os nossos pais estavam conversando na sala e nossos irmãozinhos brincando no quintal, eu tava obcecada por ela, secava mesmo, igual uma puta safada, ela andava pra la e pra cá me perguntando onde guardava os pratos e onde guardava os copos, ia mostrando os lugares na cozinha e dava um jeito de me esfregar nela, os bicos dos meus peitos duros igual pedra naquele tomara que caia. fiquei lavando louça e ela falou que tava com calor e ia trocar de roupa. Quando voltou usava um vestidinho leve que era soltinho no corpo mas, marcava bem a bunda dela, consegui ver por cima do vestido o formato triangular de uma micro-calcinha, tava com minha bucetinha escorrendo de tanto tesão.
Continuamos a tarde toda conversando sobre tudo, eu secava ela o tempo inteiro, analisava o jeitinho que ela falava, seu sorriso encantador, quando trocava a posição que suas pernas estavam cruzadas, chegou a noite e começamos os preparativos pra dormir ela ia ficar no meu quarto, seus pais no quarto de visita e nossos irmãozinhos espalhados por colchoes pela sala, dei um sorriso pra ela e disse:
- Igual quando eramos criança né priminha.
- Exatamente igual priminha. Disse ela sorrindo
Fomos ao meu quarto e foi antes que eu tomar um banho, fiquei no quarto imaginando ela no banheiro, aquele tesão percorria todo meu corpo, deixava minha pele arrepiada, quando ela saiu enrolada na toalha, paralisei por um momento, olhei ela de cima embaixo, aquele cabelo molhado a forma que a toalha fazia a curva na cintura, seus pezinhos delicadinhos com unha francesinha. Antes que eu tivesse um orgasmo fui pro banheiro. Tirei minhas roupas molhei o rosto na torneira e fiquei me olhando! Quando vi um pequeno brilhinho me chamar atenção em um banquinho que eu tinha dentro do meu banheiro, estavam as roupas dela e vi que era uma minuscula calcinha branca de renda e tinha uma pedrinha acompanhada de um lacinho! e estava molhadinha aquela calcinha! Cheirei e corri pro chuveiro me masturbar, soltei alguns gemidos não me importava se ela ouvisse, gozei loucamente e fui pro meu quarto.
Ela usava um baby doll lilas com rendinhas pretas, sua bunda ficava totalmente a mostra naquele minusculo shortinho, tirei a toalha enrolei ela no meu cabelo e me vesti na frente dela mesmo! coloquei uma calcinha não muito grande, mas também não minuscula uma regatinha, peguei meu hidratante e comecei a passar normalmente, ela chegou perto e disse priminha ta errado, você tem que aplicar e fazer movimentos circulares, pegou o hidratante da minha mão e disse deita na cama que eu vou te ensinar.
Deitei de barriga pra cima e minha prima sentou colocou meus pés em cima da suas pernas, besuntou a mão com hidratante e os massageou, fazia movimentos fortes pressionando vários pontos, dobrou minhas pernas de modo que meus pés pisavam em suas coxas, ela massageou minhas pernas ate os joelhos, subiu mais um pouco abriu minhas pernas e massageou as coxas chegando ate a virilha. Suas mãos macias deslisavam nas minhas pernas e eu já estava com a respiração ofegante, ela pediu que eu virasse de costa e massageou toda a parte de trás das pernas. Disse que eu tava de parabéns porque tava com um corpo muito lindo pediu pra abaixar a calcinha eu disse que ok.E começou alisar minha bunda. Tirou minha blusa e massageou minha costas sentada na minha bunda. Sentia aqueles movimentos de levantar e sentar dela em cima de mim pra colocar mais forca nos movimentos, eu tava super molhada e ela já tinha visto isso. me virou de frente e massageou meus seios que estavam com os biquinhos rijos de tanto tesão não aguentei e puxei ela pra cima de mim e dei um beijo delicioso na boca da minha prima.
Levantei e fiz ela continuar de costas pra mim, beijei seus pezinhos macios e cheirosos com uma visão privilegiada daquela bunda gigante e gostosa, tirei o shortinho dela que já estava sem calcinha, alisei sua bunda que tem uma pele tão macia que mais parece um bebe, e enfiei minha cara naquele rabo e lambi seu cuzinho, ela virou eu coloquei minha linguá dentro da sua xoxotinha úmida e com meus dedos molhados estimulei seu critoris ela se contorcia deliciosamente na cama:
- Vai priminha gostosa, me chupa, não para
Coloquei um dedo na bucetinha e o outro lambi seu clitoris, chupei aquele grelinho gostoso com vontade, que bucetinha gostosa minha priminha tem. A putinha gozou gostoso na minha boca. Depois disso ela me chupou também, chupou meus peitões e passava sua língua de leve nos meus bicos, desceu beijando minha barriga e colocou sua boquinha na minha buceta que tava inchada de tanto tesão. Ela se virou pra um 69 e nos chupamos e socamos a língua nas bucetinhas uma da outra de maneira frenética, quando eu estava próxima a atingir o clímax ela começou a esfregar a xota lisinha dela na minha, gozei como louca e ela também, inundamos meu lençol com nosso melzinho. Dormimos peladinhas, abracadinhas e repetimos isso durante as ferias todas.
Minha prima casou, teve filho, mais só de relembrar essas historias me da um tesão louco, quem sabe ainda não curtimos uma loucura eu, ela e o maridinho que no fim de ano me secava como um cachorro no cio!




ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.