"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Lésbicas Quase Sem Querer


autor: nhocasoba
publicado em: 25/02/15
categoria: outra
leituras: 14527
ver notas


Jane e Marry eram duas amigas inseparáveis que não se desgrudavam um só segundo e sempre que tinham festas elas combinavam para irem para 'aproveitar a vida".
-Amiga,hoje tem,hoje tem!!!!!
-Nossa vei,nem me fala,hoje eu tô querendo beijar muiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiito!!!
Naquele dia, iam para uma festa de amigo muito íntimo delas chamado Reinaldo,que era considerado bonito,gato para a sociedade em que convivia, e Jane sempre tinha um pouco de tesão por ele,mas,não sabia como puxar papo.
Caiu a noite,e elas todas chiquérrimas vieram a deslumbrar todas as outras garotas da mesma forma que elas,esplendorosas como sempre,porém estavam despreparadas no sentido da conquista,do beijo não que elas não soubessem beijar,mas,faltava aquilo que deixava elas loucas "aquela pegada na cintura"!
Reinaldo ao chegar na festa, deu aquele olhar safado para Jane para ver se atiçava a vontade de chegar nele e beijar do jeito que ela tanto esperava,porém não entendeu o verdadeiro sentido que o "garoto dos seus sonhos" lhe deu,enquanto isso,Marry estava triste pois,não interessava por nenhum garoto e de certa forma tinha um pouco de inveja da amiga por ter uma pessoa de olho nela que lhe satisfazesse como forma de um possível namoro no futuro que no princípio seria apenas ficar.
Jane estava sufocada por este sentimento e,desde então decidiu falar com Reinaldo:
-Oi!
-Oi,moça!
-Está gostando da festa?
-Claro,moças lindas,charmosas,esplendorosas isso me contagia!Disse Reinaldo.
-Hum,interessante,sei que talvez eu posso ser um pouco apressada demais,po....
Antes dela terminar a frase,Reinaldo louco de vontade de beijá-la,pegou pela cintura e falou:
-Eu sei o que você quer!
O garoto beijou-a de uma forma alucinante de tão bom que foste o beijo e ela sem palavras deu apenas um sorriso.
Em uma forma inspiradora falou:
-Vamos pra minha casa,quero lhe conhecer melhor!
Jane como se estivesse manipulada,respondeu com a cabeça que sim,esquecendo da sua amiga,e deixou-a de forma humilhante.
Passava das 01:00 da manhã do dia seguinte,e Marry se dando conta que Jane foi embora sem avisar ela,na qual ficou furiosa "chutando o balde".
-Ela me paga,ela me paga,aquela insuportável,sem caráter,ignorante.....
Chegando na casa do "ficante da noite" o garoto argumentou:
-Queres um champagne?
-Sim, eu aceito.
-Engraçado,lhe acho tímida,engraçada,gente boa porém nunca tive a oportunidade de falar com você!
-O tempo é o senhor da razão!Disse Jane.
-Virou filósofa neh!
-Nada,é só a experiencia que a vida me proporciona!Indagou Jane
Queres saber de uma coisa?Vamos lá pro meu quarto,tô meio excitado com você,desculpe lhe falar isso,mas,não me aguentei,você é muito gostosa!
Jane ,aceitou numa boa,mas,o peso na consciencia por ter deixado sua amiga no vácuo,foi maior,porém Reinaldo insistia na relação sexual, e ela ficou em dúvidas e decidiu falar com Reinaldo dessa maneira:
-Não,não,não isso é injustiça,deixei minha amiga sem respostas,sem ligar pra ela,foi estupidez minha,desculpe mais não vai rolar!
-Mas,mas,mas...
-Mas nada,não vai rolar e pronto!
Então ela saiu da casa onde o Reinaldo morava,foi de táxi para sua casa,e decidiu ligar para Marry para pedir desculpas,pois,sabia que tinha pisado na bola com ela!
No outro dia,Jane foi na casa de Marry para pedir desculpas,porém.....
-Que que você está fazendo aqui sua cachorra!
-Calma,calma eu sei que deixei vc triste,magoada,mas,não agi por instinto e sim pela emoção de ficar com a pessoa que tanto queria ficar,me deixei levar e não percebi qual era o risco que iria enfrentar.
-Ah sim,ai você me deixa lá no meio da festa sozinha,triste por não ter minha amiga do lado,você acha que eu tô legal?não!Culpa sua ,sua ordinária!
-Vamos parar com as ofensas,que as ofensas não vão a lugar algum!
-Ok,vamos voltar então a ser amigas,você sabe que estava sentindo falta da sua gargalhada,da sua comida que tu fazes muito bem,das brincadeiras que fazíamos!!!
-Eu não sua ridícula!
-E sei que sim,seu olhar já te denuncia!
Aos poucos ela se entregou e as duas garotas se abraçaram,Marry falou:
-A próxima vez que me abandonar eu deixo de ser sua amiga!
-Claro amiga,nunca mais vou te abandonar!
Então,Marry e Jane foram para o quarto,porém,alguma coisa Jane sentiu alguma coisa que não sentia quando estava perto de Marry,uma excitação constante,deixando-a ficar molhadinha.
Logo às conversas fluíram e sem querer a garota deu uma encostada nos seios de Marry,e ela por sua vez indagou:
-Que isso amiga!
-Desculpe,Marry,mas estou excitada com você!
-Ela ficou abismada....
Aos poucos Marry começou a acariciar os seios da Jane por cima da blusa e ela no short que por sua vez estava vestido toda gostosa,acariciando tua buceta bem apertadinha
Jane falou:
-Tira minha blusa por favor,estou com calor!
Marry atendeu o seu pedido e na hora de tirar a blusa tinha visto ela com sutiã não aguentou,ficou excitada também que não conseguiu mais se controlar,tirou o sutiã e aquele seio majestoso enorme beijando tua barriga e bico delicioso fazendo Jane gozar repentinamente,e,foi adentrando,adentrando tocando com suas mãos delicadas,chegando até a buceta,dando calafrios de desejos e mais desejos,tirando desde então o shortinho que ela utilizava todo branquinho com suas curvas de dar inveja.
A garota sabia que não tinha aguentado mais de prazer,mas,quando ela pegou no clitóris dela,beijando,beijando devagarosamente como estava fazendo pedia-se repentinamente:
-Faz mais,faz mais gostosa!!!AWN,AWN!
Marry fazendo mais para que Jane gozasse quantas vezes fosse preciso,enfiava a unha lá dentro do clitóris grande e satisfatório ,para que chegasse o êxtase propício que esperava que acontecesse!
Espera agora sou eu!Exclamou Jane.
Jane tirando o sutiã vermelho e delicioso que sua amiga estava a fome pelo desejo aumentava,com os bicos mais empinados do que Marry ,com frio com a janela semi aberta, tirastes tua calcinha charmosa,gostosa,safadinha pronta pro ataque com a boca pra ver se ela ficasse mais a vontade,então, às duas esfregando às bucetas repentinamente num prazer gostoso e beijando como se estivesse com fome,não pararam de beijar por um bom tempo embora estivessem desesperadas por um pouco de sexo estavam carentes,e satisfaziam ambiguamente.
Jane por um jeito mais sedutor chegando à posição de 4 ,ambas beijando uma buceta e a outra beijando o cu da outra,depois revezavam,deixando-as suadas,mas confinadas em um só desejo estavam loucas por sexo,depois mais uma vezes abusaram nas provocações de beijar e acariciar o corpo uma da outra e feito!
Jane e Marry colocavam suas roupas novamente e,falaram:
-Que isso hein amiga!Tu é nota 10!
-A mesma coisa eu lhe digo!
Ambas foram saciadas pelo prazer e pelo instinto provocado na qual o desejo por sexo só aumentava e essa ligação.
E assim começaram a namorar,deixando os rapazes com água na boca.




ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.