"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Eu e Martha - Domingo ao ar Li


autor: guilherme
publicado em: 30/11/15
categoria: hetero
leituras: 23850
ver notas


Como sempre, faço questão de dizer que tenho 33 anos, loiro, 1,90m, 86kg, barba rala e olhos claros. Sou um cara de coxas torneadas e depilo as partes íntimas.

Ontem, domingo dia 29 de novembro de 2015, após voltar de um churrasco de família, após beber a tarde toda e estar um tanto "tontinho", fui em casa, tomei um banho e disse à minha mulher que iria no escritório programar a agenda da semana (sempre faço isso).

Só que em seguida do meio dia havia mandado mensagem de whatsapp pra Martha (a minha linda estagiária), onde eu dizia: "Oi Marthinha; quero te pegar. As 20:30min te encontro no escritório."Ela responde: "Olá chefinho; estou com Gustavo (o namoradinho dela) no Cassino."...

Aquilo foi um balde de água fria sobre meu tesão; mas segundos depois veio outra mensagem de Marthinha dizendo: "Mas invento algo e peço pra ele me deixar em casa mais cedo. Vou de táxi pra não dar bandeira. Beijos e t+."

Pouco antes das 20:30min fui para o escritório, propositalmente sem cueca, de bermuda de sarja branca e camisa preta... Tonto pelas cervejas que havia tomado, aguardei alguns minutos e ouço a chave fazendo barulho na porta. Sim, Marthinha por boa estagiária que é tem a chave do escritório, obviamente.

Apenas a luz da escrivaninha estava acesa; ela entrou e logo deu um sorriso sacana e veio em minha direção. Ela é uma putinha maravilhosa... Estava de short jeans curtinho, com as bordas esfarrapadas, blusinha branca (ela adora deixar à mostra seu umbiguinho) e um tamanco alto e azul.

Eu logo vi que estava toda queimada do sol... Nossa, eu tenho a estagiária mais gostosa do mundo (eu a considero maravilhosa mesmo)

- Tu estás simplesmente deslumbrante garota... Tentadora.... gostosa... E o corno do teu namoradinho, se sonha que estás aqui nos braços de um macho de verdade heim sua danadinha?!

Dizendo isso fui tomando-a em meus braços e senti o calor do seu corpo com aquele bronze recentíssimo (ontem estava calor aqui em Pelotas), abracei-a pela cintura e tomei-lhe um beijo molhado e seguido de gemidos...

- Tu é meu homem Gui... eu adoro estar contigo... tu me completa... me deixa molhadinha...

Ao mesmo tempo que me falava tudo isso entre um beijo e outro, ela já apertava meu pau contra minha perna e que estava como um ferro e eu ia despindo aquelas nádegas carnudas enquanto puxava com as duas mãos o shortinho que comia o rego dela.

- Topa fazer algo diferente hoje meu anjo? eu disse à ela.
- Diferente??? hummmmmm (entre uma risadinha e um beijo), e o que seria esse diferente meu chefe gostoso?

- Quero te comer todinha e bem peladinha lá na ponte, bem gostoso encima do capô do carro (há uma ponte desativada em seguida que sai de Pelotas em direção à Rio Grande)...

- Mas a essa hora? é muito arriscado... podemos ser assaltados... e se alguém nos pegar nus e transando? Não, eu tenho medo... vamos aqui que eu to com tesão meu chefe maravilhoso.

- Vem, vamos lá! Peguei as chaves e fui saindo do escritório... abri a porta do carro e mandei ela ir entrando enquanto eu fechava o escritório.

Entrei no carro e ela espantada mas tremendo de medo e tesão ela disse: - Isso vai dar problema Guilherme!

- Vem, me chupa enquanto ou dirijo... tira tua blusa... fica só de short... (meu carro tem filme escuro em todos os vidros)... paramos em duas sinaleiras e enquanto isso ela sugava meu pau que latejava de tesão... Havia depilado e estava lisinho... ela babava e tentou algumas vezes botar o pau e as bolas na boca, engasgando...

Chegamos na ponte, estava escuro, deixei o carro direcionado para o local de saída, para o caso de uma emergência... saí do carro e pedi pra ela por só a blusinha, sem o soutie. Marthinha desceu com aquele salto que deixava seu rabo arrebitadíssimo... a encostei na lateral do carro prendendo suas mãos nas minhas e as colocando sobre o teto do carro... aquilo permitia que seus peitos saltassem naquela blusinha, que sua barriguinha ficasse toda à mostra e a sua bocetinha fosse cortada por aquele short maravilhoso...

- Seu tesudo do caralho, chupa meus peitos vai... roça esse pau duro na minha xaninha... (aquelas palavras safadas me deixavam ofegante... com a boca mesmo puxei a blusa dela até seios peitos ficarem nus, e com meu pau duríssimo e por baixo da bermuda eu cravava na boceta dela como que a comer de roupa e tudo...

- Eu to apaixonado por ti safada... eu te quero todinha sempre... tu me faz perder a cabeça sua gostosa...

Marthinha gemia e tremia as pernas sobre aquele tamanco... soltei suas mãos e ela arrancou minha camiseta atirando no chão. Me cravou todas as unhas nas costas enquanto eu chupava aqueles seios lindos e descia em direção àquela barriguinha que ardia em chamas. Até que cheguei no shortinho e o desabotoei com os dentes... Nossa... o shortinho caiu... ela estava com uma marca de bronzeado magnífico... eu lambia aquela marquinha como querendo arrancá-la do corpo dela...

- Viu, eu deixei lisinha só pra ti... Me faz gozar na tua boca... Lambe minha bocetinha safadão...
Ela me agarrava dos cabelos parecendo que me deixaria careca e pressionava contra sua xota molhada... abria as pernas e tremia... gemia.. se contorcia... eu estava disposto a fazer gozá-la na minha boca... sim, ela gozaria e eu experimentaria tudinho sem deixar escapar nada...

- Aiiiiii, fode com essa lingua maravilhosa, tesão.. vaiiiiii, me faz gozar gostosão... safadoooooooooo...
ui, aiiiiiii, aaaahhhhhhh, vai vai que vou gozar, não para meu macho gostoso...

Ela gozou em jatos... quase me afoguei com aquele liquido todo... molhou meus cabelos, meu peito, minha bermuda... um mar de gozo...

- Vem aqui, senta no capô que eu vou te comer bem gostosinho... Vem que vou te meter safada...
Ela deitou no capô do carro e pôs as pernas sobre meus ombros... eu a puxei até que seu bumbum ficasse no ponto exato para eu penetrá-la sem nem tocar no meu pau que latejava de tesão... fechei bem as pernas dela que fizeram um sanduíche daqueles lábios vaginais encharcados de gozo e de uma só vez, mas lentamente fui penetrando minha estagiariazinha, minha menina mulher que conta com uma cintura de cinema, um bumbum carnudo e arrebitado, um par de seios de dar inveja em muita modelo e, agora, toda cheia de marquinhas de sol, do bronze que o corno do namoradinho dela viu ela pegar naquela tarde.

- Aaaaaaiiiiiiii, tesão, me fode, mete esse pau todo em mim... me come... come todinha a tua bebê... vai caralho, mete e me faz gozar de novo... AAAAIIIIIIIIIIIII (ela disse quando o meu pau deu uma escapada e consequentemente quase rasgou o cuzinho dela. DOEEEEUUUUUUUUUU... PARA, PARAAAA...

Ela relaxou as pernas, eu a beijei caído sobre seu corpo até que entre um carinho e outro ela mais uma vez aperta minhas costas, beija minha orelha e diz: - Agora tu machucou minha bundinha, vai ter que fazer um carinho...

Eu com uma risada mas que safada, mordisquei seus lábios e disse: "Então empina bem essa bundinha gostosa e deixa eu beijar tudinho antes...

Marthinha pôs-se de bruços no capô do carro, arreganhou o bumbum com as duas mãos e me pediu "Chupa esse cuzinho que sempre foi só teu... Ai, que coisa boa... isso, lambe assim vai... ui, ui..." ela dava piscadas homéricas com aquele cuzinho enquanto eu o lambia e com o dedão massageava sua bocetinha que pingava de tesão...

- Vem, me fode... come meu cuzinho Gui... come e não para de me masturbar... mete (nisso ela pegava meu pau com uma das mãos e pincelava na entrada da sua bundinha, que arrebitava como a querer engolir de vez meu pau que saltava as veias de tanto tesão.

- Isso, mete gostosinho, vai, come tua putinha, vai assim, devagarinho, me beija seu safado, me fode (ela tirou a mão e deixou meu pau invadir seu ânus... pude sentir quando a cabeça transcendeu o anel inicial daquele bumbum durinho e bronzeado)... aiiiiiii, uuufff, mete lá no fundo e deixa eu sentir tuas bolas quentes na minha bunda...

- É assim que tu gosta né safadinha?! É isso que o teu namoradinho não sabe te dar né?! (eu começava a bombar com ela ali, entregue ao meu pau)... É isso que tu não tem daquele moleque broxa e maconheirinho né!? É de macho que tu gosta... to teu macho aqui... ( já fazia um entra e sai que mais parecia uma escola de samba quando minhas bolas batiam naquelas nádegas entumecidas)

- Fode safado, puxa meu cabelo, me beija... vou gozaaaaaarrrrrr, aaaaaiiiiiiii, fode, não para tesão... aiiii, gozei, gozei, gozei, aiii, uuuuuuffffff (e eu então nessa hora dava o troco e puxava seus cabelos que estavam amarrados em rabo de cavalo, sufocando-a com minha lingua)

- Me come seu tarado gostoso... mete e goza quente na minha bunda... caralho, tesão de macho, me chefinho maravilhoso.... me fode vai... me faz tua mulher, me deseja, eu sou tua, vai safado... cachorro.....

- Vem, vem que vou gozar, vem chupar minhas bolas gatinha tesuda...

Eu tirei o pau da bunda dela de uma só vez, arranquei a camisinha e de imediato gozei no rostinho dela que já lambia meu saco enquanto eu estremecia ejaculando... o suor tomava conta de nossos corpos; eu gozei muito, pois enquanto fodia o bumbum dela, por algumas vezes segurei o gozo...

- Safadoooooooo, adoro o cheiro do teu corpooo, amo o cheiro da tua porra.... ela dizia isso enquanto lambia o meu saco e apertava a glande do meu pau para ver pingar as últimas gotas do meu gozo...

Foi subindo e deslizando os seios nas minhas coxas, barriga, até chegar na minha boca e beijarmo-nos alucinadamente.... meu pau latejava enter suas pernas e sentia o calor daquela boceta maravilhosa...

Eu nunca imaginei que iria conseguir beijar uma garota que acabara de levar uma gozada minha na cara... Mas ontem, eu tontinho que estava da cerveja e simplesmente anestesiado de tesão por minha Marthinha, tudo rolou... a gente ainda fez um oral recíproco antes de sair de lá... A noite linda de ontem nos contemplou com um sexo ao ar livre, excitante, perigoso, arriscado, mas que foi um dos mais maravilhosos que eu já experimentei (e olha que eu já fiz cada coisa nessa vida...)

Deixei a martha em casa quase meia noite... Hoje ela chegou no escritório com a mesma carinha de anjo de sempre... Deu bom dia à todos, como de praxe e logo que chegou à sua mesa me mandou um whatsapp... "Eu quero mais... QUE A NOSSA SEMANA SEJA MARAVILHOSA COM O A NOITE DE ONTEM..." Ela acabou de sair daqui... Foi pra faculdade... Me deixando só na vontade de repetir... Ela é demais....



ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.